domingo, 30 de novembro de 2008

Autoras brasileiras lidas e estudadas em MIAMI




"Caras e queridas rebrinhas, a nossa terceira antologia, publicada em 2005, intitulada O AMOR QUE MOVE O SOL E OUTRAS ESTRELAS, acaba de ser adotada para estudos em uma classe de literatura brasileira de universidade americana, durante o ano de 2009. Será leitura obrigatória em Miami University, Ohio, USA, no semestre que vem.

As escritoras participantes dessa antologia, abaixo relacionadas, que desejarem se corresponder com os estudantes, por favor entrem em contato conosco. ESSE PROJETO É EM PORTUGUÊS.

Creio que todas já sentiram que essa é uma enorme oportunidade, principalmente para as associadas da REBRA que participaram.

E esse é um exemplo concreto de que as coisas acontecem quando estão maduras. Há um tempo para plantar e outro para colher em tudo na vida. Na literatura isso é uma lei natural. As conquistam de quem tem talento, chegam na hora certa, mas chegam muito mais para quem persevera.

Parabéns a todas. Vejam se seu nome está na lista abaixo e mandem dizer se desejam participar do projeto. Parabéns e abraças da Joyce e de toda sua Equipe REBRA"

Alcinéa Cavalcante Costa
Ana Claudia Calomeni
Ana Heloisa Rodrigues
Beatriz Alcântara
Bernadete Beserra
Beti Rozen
Candida de Arruda Botelho
Cármen Neves
Christina Hernandes

Clevane Pessoa De Araújo Lopes

Cristina Ferreira Pinto Bailey
Daisy Buazar
Dalva Agne Lynch
Débora Novaes de Castro
Denise Parma
Eliana Wissmann Alyanak
Eliane Accioly Fonseca
Hannah Verônica Maria Cavalcanti Esaki
Helena Pessôa
Inez Figueredo
Joaquina Fernandes de Oliveira
Joyce Cavalccante
Lílian Maial
Lina Vianna
Lou de Olivier
Lourdes Leite
Margarita Solari Pascual
Mariana Brasil
Marilu F Queiroz
Neta Mello
Nilze Costa e Silva
Núbia Brasileiro
Paula Gândara
Regina Lyra
Sandra Couto
Silvia Bruno Securato
Sylvia R. Pellegrino
Violeta Lima
Wilma Lima
Yedda de Macedo Soares"

RECITAL LÍTERO-MUSICAL E LANÇAMENTO ANTOLOGIAS COm Capas de Deia Leal







Quando eu soube que o Projeto TODA POESIA 2008,de Débora Novaes de Castro, teria capas de Andr[éia Donadon-a artista plástica Deia leal-pude preer o óbvio :que os volumes serão muito interessantes e aldravistas.
Andreía Leal, que também é haikaista experenciou um sentimento muito especial ao receber esse convite.

Parabénms à organizadora e à artista, que acaba de merecer um primeiro lugar com sua tela Revolta da Mata, linda, em Granada, Espanha, (Associação Cultural valentin Ruiz Aznar)e que, em 2009, exporá no Louvre .

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diret.Reg.do InBrasCi em Belo Horizonte, Mg-Brasil

Jornal Aldrava Cultural e INBRASCI MG
RECITAL LÍTERO-MUSICAL E LANÇAMENTO ANTOLOGIAS





Jornal Aldrava Cultural



InBrasCI - Minas Gerais


DIVULGAM


Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais
InBrasCI

Débora Novaes de Castro lança antologias do Projeto "Toda Poesia 2008".


O lançamento ocorreu com um grandioso Recital Lítero-Musical, em 29 de novembro de 2008, no auditório do CIEE, rua Tabapuã, 540, Itam Bibi, São Paulo.
Os convidados foram recepcionados com um lauto café às 9 horas. Os trabalhos foram conduzidos por uma mesa de poetas renomados representantes da Academia Cristã de Letras, da Academia Paulista de História, da União Brasileira de Escritores, da União Brasileira de Trovadores, do Movimento Poético Nacional e do Jornal Aldrava Cultural/InBrasCI-MG, além da coordenadora das antologias, Débora Novaes de Castro. Composta a mesa, o Recital foi aberto com o Hino Nacional Brasileiro cantado pelo Madrigal Sempre En Canto. Em seguida, o Dr. Paulo Nathanael Pereira de Souza, presidente da Academia Cristã de Letras, fez a palestra de saudação aos presentes.


Todos os poetas, trovadores e haicaístas participantes das antologias, que se encontravam presentes, tiveram oportunidade de ler ou declamar seus poemas, para uma platéia de amantes da poesia, das trovas e dos haicias. Andréia Donadon Leal e J. B. Donadon-Leal participaram das antologias Canto do Poeta e Haicais ao Sol.


Música: Domitilla Borges Beltrame (voz) e Francisco Araújo (violão)

A II Antologia-2008 Canto do Poeta se faz realidade! São 2 autores internacionais, e 30 autores nacionais, de 12 cidades e 6 Estados brasileiros, brindando os leitores com seus belos e laureados poemas. São poesias premiadas nas mais diversas categorias e modalidades, em concursos nacionais e internacionais. São fragrâncias inebriantes de colorido diferenciado a discortinarem sonetos, poemas livres, poesia moderna, poesia para ser canatada, versos a serem lançados às águas...
Estão em festa os poetas! Está em festa "Toda poesia"!
Débora Novaes de Castro, In: apresentação da antologia Canto do Poeta.

capa: Portal das Labaredas de Déia Leal
A II Antologia-2008 Espiral de Trovas se faz realidade! São 27 trovadores, de 09 cidades e 05 Estados brasileiros, brindando os leitores com suas laureadas trovas. São trovadores premiados nos mais diversos concursos que se realizam por todo o país (incluindo Portugal), coordenados por suas Delegacias, Sub-Delegacias e Seções.
Estão em festa os trovadores! Está em festa a Trova brasileira!
Débora Novaes de Castro, In: apresentação da antologia Espiral de Trovas.


capa: Portal do Abrigo de Déia Leal
A II Antologia-2008 Haicais ao Sol se faz realidade! São 29 haicaístas de 12 cidades e 6 Estados brasileiros, brindando seus leitores com primorosos e laureados haicais, premiados em concursos que se realizam por todo o país, quer seja por Instituições estatais ou privadas, quer seja sob coordenação de grupos, grêmios, e outras Entidades que prestigiam o terceto poético haicai.
Estão em festa, os haicaístas! Está em festa, a comunidade nipo-brasileira!
Débora Novaes de Castro, In: apresentação da antologia Haicais ao Sol.

capa: Portal do Vertedouro de Déia Leal
O evento também foi marcado pelo reconhecimento ao trabalho de Débora Novaes de Castro. O Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais outorgou à Débora Novaes de Castro Diploma de Mérito Cultural InBrasCI por suas atuações no campo da promoção da cultura e ao Projeto Toda Poesia 2008 o Diploma de Mérito Cultural InBrsaCI pela relevância na promoção da literatura nacional.

Débora Novaes de Castro exibe Diploma que recebeu de Andréia Donadon Leal, Governadora do InBrasCI-MG
Fotos: J. B. Donadon-Leal

Se não conseguir visualizar, acesse:

http://www.jornalaldrava.com.br/pag_noticias_antologias.htm



Visitem o site do Jornal Aldrava Cultural:


www.jornalaldrava.com.br

Literatura & Artes Visuais.




_________________________
Andréia Donadon Leal - Déia Leal
Diretora do Jornal Aldrava Cultural
Governadora do InBrasCI-MG
Membro da Academia de Letras Rio- CM e da AVSPE
Membro da Academia Cachoeirense de Letras
Membro da Academia Maceioense de Letras
(31) 8893-3779
(31) 8431-4648
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_deia_leal_plan.htm

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Sonho-Branco-em-Garanhuns-Pernambuco-Brasil-fotografias-Eliane-Velozo-e-ahistória




Imagem:Convite

Foto:
ElianeVeloso
entre
ClevanePessoa
e
poeta
Graça
Campos
(lançamento
do
RIGINAL
-Livro
de
Artistas
-organizado
por
Regina
Melo)
Palácio
das
arte
Belo
Horizonte(02072008)
Eliane(fotos
mãos
em
torno
de
cerâmica;
Clevane(desenhos
a
bicodepena)
cerâ




Sonho Branco
(Trilogia)

O mundo é minha casa, meus ancestrais são meu élan vital.

Jornada familiar

Dedicada a meu avô, Manu de Melo

No projeto Sonho Branco, iniciado em 2004, faço uma viagem da ancestralidade ao futuro próximo, este que vivo a cada momento e que ao percebê-lo já se tornou passado.
Busco a história da ancestralidade na observação do planeta terra e de alguns dos seus componentes com os quais mais me identifico: a mãe terra, meu ancestral mais conhecido, querido e idoso; a mãe água, que está 70% de mim, e as matas, que me equilibram na vida metropolitana, permitem-me continuar respirando e orientam-me como ser ecológico.

No percurso dessa viagem homenageio a família de onde vim e trato o algodão como ouro branco, este ouro que sempre aqueceu e aquece, alimentou e alimenta tantos seres, por toda a história da humanidade.
Busco as zonas de contato com o ancestral o atual e o futuro, através dos territórios da memória, colocando as experiências pessoais (locais) como estrada, caminho, para o coletivo (global).

E, essencialmente, acredito que a observação acurada de minha história individual, da história de nossa gente, e de toda a humanidade, concorre para um exercício de cidadania e construção de uma sociedade mais ética, pacífica e feliz.
Penso a história e a cultura como margens, horizontes para minha expressão artística e a trajetória contínua, e o Sonho Branco um motivo para minha viagem.

Jornada espiritual

Dedicada a Catherine Kitten e Ray Kitten

Realizei exposições da primeira parte do “Sonho Branco” no Museu do Homem do Nordeste, Recife/PE, janeiro de 2006, e na Galeria SESIMinas, abril do mesmo ano.
No dia 13 de julho, fui surpreendida por um sonho, sonhado dormindo.
Tudo começou comigo questionando o desvio do curso de um rio. Eu estava sobre o local onde o rio não mais passava. Tudo já seco e sob meus pés, havia uma terra muito vermelha, vermelhíssima!
Na parte final do sonho, um local amplo onde havia um antigo carro de trem de passageiros com pessoas vestidas “à moda antiga”.
Eu, desesperada para sair dali, mas minha saída estava condicionada à resposta à pergunta:
— “Quem é Catherine Kitten?” A pergunta me foi feita quatro ou cinco vezes, sem resposta.
Acordei atordoada, anotei o nome completo, e liguei o computador.

O primeiro site (http://kittenfamilyreunion.com/) onde encontrei o nome e sobrenome, como eu havia escrito*, foi um texto de memórias de Ray Kitten. (1911/1996), seu filho, sobre tempo de mudanças na família, trens e algodão.
Quase fiquei louca, ou pensei estar ficando.

Eram meus três projetos no texto dele! (Tempos de tempo, Travessão e Sonho Branco).
Pesquisei “Slaton”: a cidade foi fundada por uma companhia de trens, no início do século XX. Abri o site da Slaton Chamber of Commerce, para obter informações sobre agricultura e comércio. Fiquei muito surpresa, pois, no cabeçalho do mesmo, havia uma foto de algodão idêntica a uma das minhas. Justamente a foto da capa de minha agenda de 2006 (http://www.slatonchamberofcommerce.org/; acessado em 14.07.2006).

Após me acostumar com todos esses mistérios, contatei a família, vendi meu carro, comprei passagens e fui fotografar a colheita do algodão dos “Kitten” em Slaton/TX/EUA, em novembro de 2006.
Fui recebida no lar da família, tratada como parte dela, e me senti absolutamente em casa.
Quando olhei a terra: novo espanto:
Vermelha! Vermelhíssima!
Como se não bastasse, descobri que Ray Kitten era membro do Conselho de Conservação da água, trabalho equivalente ao que tenho feito, e que morreu praticamente cego, com a mesma doença que tenho nos olhos.
Esse tempo transcende. É uma conexão com sincronicidades que me ligam a essa família.
Esse sonho e a viagem transformaram minha vida e o projeto.

*Catherine Kitten (1868/1937). Mesmo nos documentos da família, algumas vezes é encontrado também o nome Katherine Kitten.

Jornada ancestral

Dedicada aos povos da África

Quando voltei de Slaton, após as experiências fantásticas lá vividas e fotos maravilhosas de algodão que fiz, uma grande inquietação perturbava-me, pois havia um elo histórico perdido.

Em abril de 2007, fiz exposição do projeto no Instituto Francisca de Souza Peixoto, em Cataguases/MG, onde existem duas fábricas de tecido.

Ao perguntar de onde eles compravam algodão, fui informada:
— Do sul dos Estados Unidos e da África.
— Onde na África? Questionei.
Entre outros países, eles compravam do Togo**.
A palavra Togo soou como uma fecha e sacolejou meu coração. Daquele momento em diante eu sabia onde seria a próxima jornada do Sonho Branco.
O Togo fica no que foi conhecido como “Costa dos Escravos” (Golfo do Benin), de onde saíram muitas pessoas escravizadas para as Américas.

O elo perdido do Sonho Branco foi assim encontrado, na nossa raiz, a África, na ancestralidade primeira.

O projeto sofreu, então, grandes transformações: ficou dividido numa trilogia de três jornadas: familiar (as fotos do Brasil), espiritual (as fotos feitas no Texas) e ancestral (no Togo, África).

Em dezembro de 2007, viajei para o Togo em busca de imagens e experiências sobre a colheita do algodão.

Lá tive vivências muito marcantes sobre ancestralidade, escravidão e cultura do algodão. Tudo isso transformou, mais uma vez, minha vida.

No processo de organização da terceira jornada, descobri, que no sul dos Estados Unidos, onde fotografei, e no agreste de Pernambuco, onde nasci, e em que toda minha família cultivou algodão, a mão de obra essencial nos campos de algodão era exercida pelos cativos, na época da escravidão, e mesmo depois, por escravos libertos.

Hoje creio que essas conexões são mistérios dos territórios da memória, zonas de contato ligadas às energias cósmicas."

**O Brasil, em 2007, já não importava mais algodão.

Eliane Velozo



O Prefeito de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira e o Secretário de Cultura, Givaldo Calado de Freitas, juntamente com a artista Eliane Velozo, têm a honra de convidar VS.ª e digníssima família para prestigiarem a abertura da exposição fotográfica Sonho Branco.
Abertura: dia: 09/12/2008, terça-feira às 20h (com lançamento da agenda Sonhe Branco/2009 e palestra da artista às 20h30)
Local: Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcante
- (Salão do Artista)
Praça Dom Moura, s/n – Centro - Garanhuns-PE
Período da exposição: de 09/12/2008 a 02/01/2009, de segunda a sexta das 08 a 18 horas, exceto feriados

Contatos:
Eliane Velozo
31 3375.6183 ( Belo Horizonte, até 28.11)
81 3271.0735 ( a partir de 29.11.2008)

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

RESULTADO DA ETAPA FINAL - 11º CONCURSO “A ARTE DE LER E CONTAR HISTÓRIAS”





Fotos:

Marcilene, com petrônio.

Marcilene em sua loja de brinquedos.

marciele, com



>Marcilene som a genitora e Terezinha Pereira

Terezinha Pereira, de quem prefaciei o e-book "A Princesa e A Bailarina" é uma grande Parceira.Pertence à Academia de Letras de Pará de Minas, escreve muito bem-já trabalhei com minhas alunas de oficina de contos (no centro Cultural S.Bernardo, em Belo Horizonte, MG), um de seu livro "Contemplação, e sempre estamos a trocar e-mails.
Ainda não nos encontramos pessoalmente, embora até já tenhamos tentado.mas, conforme Cecília Meireles (*) "em sendo a terra redonda/um dia nos encontraremos".

Atentas à divulgação cultural, trocamos dicas de concursos,links e site, etc. Suas doces sobrinhas poetas estão em meu site Filhotes de Borboleta(**).

Hoje , ela envia, feliz o resultado do Concurso da Fundação Municipal de Cultural , assinada por sua Presidente, Maria Antonieta Antunes Cunha. A jovem Marcilene obtém duas premiações, uma do júri popular.Marcilene aguarda o nascimento de Petrus (fotos enviadas por Tereza Pereira).Que já deve ouvir a maezinha enquanto ela conta historias para a criançada que chegou primeiro.Na infência, somos muito beneficiados em nosso imaginário, se nossa mãe conta lendas, casos, historiazinhas.Eu própria, tenho certeza de que sou escritora, porque minha saudosa mãe, Terezinha do Menino Jesus da silva, contou-me histórias até ir para outra dimensão.Contadora nata.

Gosto imensamente de pessoas que têm essa preocupação de divulgar os demais artistas e autores:enquanto os egocentrados arrepiam as penas e somente Se divulgam, outros têm o cuidado da semeadura.É o caso da Professora Terezinha Pereira, uma grande autora.

Minas é prolífera em contadores de histórias.Uns fazem curso e são bons de técnica.Outros, nascem com as linhas de comunicação com crianças-e adultos- abertas naturalmente.Os cursos servem apenas para empoderá-los.Parece ser o caso de Marciele.E da Terezinha, quie também tem , em Pará de minas, o hábioto de oferecer rodas de contação aos pequenos ouvintes.Crianças de até cem anos, também adoram...

Eis o resultado, com nosso abraço e congratulações para Marcilene, para a sua cidade e ainda para Antonieta Maria Antonieta Antunes Cunha e seu staff, em especial , aqui, o projeto o Tela Texto,, pois a fundação Municipal de cultura, em Belo Horizonte (MG, Brasil), tem feito muito para a popularização da Cultura.

Nesse momento, por exemplo, tenho o prazer de ter haikai no metrô,entre os de outros autores .Bom sentir-se dentro de um processo que elva poesia ao povo.
CATEGORIA C – CONTADOR DE HISTÓRIAS PARA CRIANÇAS

1ºLUGAR: Marcilene da Conceição Tavares;

Vencedora indicada pelo júri popular: Marcilene da Conceição Tavares





"Clevane,

você poderia colocar esta notícia no seu blog?
Veja o resultado abaixo.

Marcilene Tavares é de Pará de Minas, uma grande amiga. Excelente contadora de histórias.
Seguem fotos em anexo.

Beijos,
Terezinha"



Marcilene Tavares recebe duas premiações:



1ºLUGAR: Marcilene da Conceição Tavares;

Vencedora indicada pelo júri popular: Marcilene da Conceição Tavares.



http://portal6.pbh.gov.br/dom/iniciaEdicao.do?method=DetalheArtigo&pk=987145


Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008
Ano XIV - Edição N.: 3225
Poder Executivo
Gabinete do Prefeito - Fundação Municipal de Cultura
COMUNICADO - RESULTADO DA ETAPA FINAL - 11º CONCURSO “A ARTE DE LER E CONTAR HISTÓRIAS”


A Presidente da Fundação Municipal de Cultura, no uso de suas atribuições, vem informar o RESULTADO DA ETAPA FINAL relativa ao 11º Concurso “A Arte de Ler e Contar Histórias”, publicado no DOM de 1º de abril de 2008, conforme abaixo segue:


CATEGORIA A – LEITOR DE HISTÓRIAS PARA CRIANÇAS


1ºLUGAR: Ana Carolina de Paula Oliveira;
2ºLUGAR: Marília Valle Magalhães;
3ºLUGAR: Aline Cântia Corrêa Miguel;
4ºLUGAR: Maria Helena Guimarães Lisboa;
5ºLUGAR: Déborah Gusmão Aguiar.
Vencedora indicada pelo júri popular: Ana Carolina de Paula Oliveira.


CATEGORIA B – LEITOR DE HISTÓRIAS PARA JOVENS


1ºLUGAR: Maria de Lourdes Côrtes Romanelli;
2ºLUGAR: Jacqueline Barroso França;
3ºLUGAR: Adelaide Fernandes de Paulo;
4ºLUGAR: Maria Christina Labarreie dos Santos;
Maria Márcia Alves Sobral não compareceu.
Vencedora indicada pelo júri popular: Jacqueline Barroso França


CATEGORIA C – CONTADOR DE HISTÓRIAS PARA CRIANÇAS


1ºLUGAR: Marcilene da Conceição Tavares;
2ºLUGAR: Carlos Roberto Moreira Barbosa;
3ºLUGAR: Sílvia de Fátima Moreira Lamounier;
4ºLUGAR:Marcelle Triginelli Azzi;
Thais Trulio não compareceu.
Vencedora indicada pelo júri popular: Marcilene da Conceição Tavares.


CATEGORIA D – CONTADOR DE HISTÓRIAS PARA JOVENS


1ºLUGAR: Maria da Conceição Quirino de Paula;
2ºLUGAR: Bárbara Castelo Branco de Souza Melgaço;
3ºLUGAR: Maria Tereza Andrade;
4ºLUGAR: Herbert de Oliveira Timóteo;
5ºLUGAR: Aléssia Aparecida Diniz.
Vencedora indicada pelo júri popular: Maria da Conceição Quirino de Paula


Belo Horizonte, 19 de novembro de 2008


Maria Antonieta Antunes Cunha
Presidente da Fundação Municipal de Cultura"

-------------------------------------------------

(*) Neste mês, dia 05/11, fui eleita pela Academia Feminina de Letras -AFEMIL-apresentada em generoso discurso por Angela Togeiro, para a Cadeira de Cecpília meirelles, o que deixou-me muito feliz, pois Cecília está muito presente em minha vida.Esses versos de sua autoria, sempre os cito, tal a beleza.

(**)"filhotes de borboleta: Poemas de Terezinha Pereira para as ...5 Out 2008 ... Terezinha Pereira escreve, com prazer, para as sobrinhas Ana Luísa, Maria Fernanda e Júlia (o poema visual Julia Menina): Para Ana Luísa; ...
filhotesdeborboletas.blogspot.com/2008/10/poemas-de-terezinha-pereira-para-as.html "

Fonte:pesquisa Google

Concurso Brasileiro de Concurso Brasileiro de Haikai Infanto-Juvenil








Créditodas Fotos:Clevane Brenda e Llobus.

Imagens:


Brenda Mars,Presidente do Imersão Latina, com as asas que levei, para alegrar a criançada.

Crianças colocam haikais, tercetos , trovas e outros poemas sobre a Paz, na ÁRVORE DA PAZ-que ficou grávida de poesia evestida de branco.


Marilza Máximo e eu (reparem que seguro um grou de origami:o tsuru) em meio às crianças , no CCSB, com os orimagamis dessa festa da PAz e Poesia.

encanto-me com os tsurus-símbolo japonês da paz-pendurados nas árvores do centro Cultural S.bernardo, em Belo Horizonte, MG, por Marilza Máximo , equipe da casa e alunos, para o evento Árvore da Paz, que realizei enquanto Embaixadora Universal da paz-e dp qual participaram vários poetas Pela paz e pela poesia e atisistas pela paz, nosso grupo-Marco Llobus, Claudio Márcio Barbosa,Brenda Mars, Silu Motta, Kólia, os alunos de teatro de Fernando Fabrini, etc.


8o Concurso Brasileiro de
Haicai Infanto-juvenil (2009)


Concurso Brasileiro de
Haicai Infanto-juvenil (2009)


O Grêmio Haicai Ipê, o mais tradicional grupo de estudos e prática de haicai no Brasil, promove o 8° Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil com o intuito de incentivar e difundir a prática do haicai entre as crianças brasileiras.


Quem pode participar

Alunos do Ensino Fundamental ou Médio, com idade inferior a 15 anos.
Condições para participação

Cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho, inédito e de sua própria autoria.
Tire tantas cópias quantas necessárias do formulário de inscrição e utilize o verso da folha para escrever o haicai e fazer a ilustração. Trabalhos que vierem com o formulário grampeado serão excluídos, pois dificultam o manuseio por parte dos avaliadores.
Não serão aceitos os trabalhos apresentados sem a assinatura do participante e do responsável (pode ser o professor ou a professora).
Tema

O tema será Cores e sons do nosso céu.
Instruções

Oriente seus alunos a observarem, atentamente, os acontecimentos, ocorrências e fenômenos que podem ser vivenciados no decorrer das estações do ano.
Incentive-o a registrar essa experiência, de imediato, em três linhas de aproximadamente 17 sílabas no total.
Alguns exemplos:
As nuvens fofas e leves de primavera; as de verão, bem altas, que anunciam as trovoadas; as escuras, que anunciam a chuva; as nuvens pesadas e sem movimento de inverno; o cumulo-nimbo.
O céu: azulado no outono, cinzento no inverno, brilhante no verão, a claridade suave da primavera.
O trovão (ribombo), as trovoadas, o relâmpago, os raios, o arco-íris.
As tempestades: o toró (pé d’água, aguaceiro), chuva de granizo, as rajadas de vento, o vento cortante, o uivante, a brisa, o vento perfumado.
O sol, a lua, as estrelas, as alvoradas e os crepúsculos diferentes a cada nova estação.
Encerramento do Concurso (prazo)

O concurso encerrar-se-á no dia 10 DE JULHO DE 2009, valendo como prova de cumprimento de prazo, o carimbo dos Correios. Atenção: é uma Sexta-feira !
Para onde enviar

8o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil
A/C Teruko Oda
Estrada de Santana, 1659 - Caucaia do Alto
06723-100 - Cotia, SP
Premiação

Serão conferidos certificados de participação (diplomas) aos autores dos dez melhores trabalhos e seus respectivos professores. A critério da comissão julgadora, poderão ser conferidos certificados também aos selecionados na categoria Menção Honrosa, se houver.
O relatório final e a relação dos classificados estarão disponíveis para consulta, a partir do dia 10 de agosto de 2009, no site http://www.kakinet.com/concurso.
Comissão julgadora

Os poemas serão avaliados por uma comissão formada por membros do Grêmio Haicai Ipê, tendo como coordenadora a professora Teruko Oda (teruko.oda@uol.com.br).
IMPORTANTE

Os trabalhos devem ser recolhidos e enviados pelas escolas. Não serão aceitas inscrições individuais remetidas pelos alunos.
Escolas que enviarem mais de um trabalho por aluno serão desclassificadas.
Favor informar, com clareza, o endereço eletrônico (e-mail) da escola ou do(a) professor(a) responsável para agilizar os contatos e a troca de informações.
Informações

E-mail: concurso@kakinet.com
Formulário de Inscrição

Abra o formulário de inscrição
Imprima em papel sulfite branco tamanho A4
Se achar mais econômico, imprima apenas um original e tire tantas cópias xerox quantas forem necessárias. Não é necessário imprimir colorido.




--------------------------------------------------------------------------------

Veja também: O que é haicai


7o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2008)
6o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2007)
5o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2006)
4o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2005)
3o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2004)
2o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2003)
1o Concurso Brasileiro de Haicai Infanto-juvenil (2002) -------------------------------

Fonte:http://www.kakinet.com/concurso/

Vencedores do Concurso Nacional de Haicai Nempuku Sato


Vencedores do Concurso Nacional de Haicai Nempuku Sato
Fonte: Assessoria de Imprensa - Secretaria de Estado da Cultura do Paraná
Conheça os Vencedores:



Neiva Maria Pavesi, de Santos, foi a vencedora do Concurso Nacional de Haicai Nempuku Sato, promovido pela Secretaria da Cultura do Paraná e Associação Beneficente e Cultural Nipo-Brasileira de Curitiba. O segundo lugar ficou com Eduard Tara, da Romênia e o terceiro com Luiza Nelma Fillus, de Irati. Os vencedores receberão R$ 3 mil, R$ 2mil e R$ 1 mil respectivamente, em cerimônia a ser presidida pela Secretária da Cultura Vera Mussi.

A comissão julgadora foi formada pelas haicaistas Teruko Oda e Regina Alonso estiveram em Curitiba na última sexta-feira, dia 30, para avaliar os trabalhos. Teruko Oda é haicaista renomada internacionalmente e organizadora do concurso internacional de haicai para crianças patrocinado pela Japan Air Lines. Regina Alonso é haicaista premiada e ativista do Grêmio de Haicai Caminho das Águas, de Santos.

Segundo as juradas, os três vencedores e os sete que receberam menção honrosa receberam critérios máximos em métrica, kigo (termo de estação) e estrutura, de acordo com as regras do haicai tradicional. “O vencedor se destacou por apresentar um tema que lembra os imigrantes japoneses, como era o Nempuku”, explica Teruko Oda.

1º lugar NEIVA MARIA PAVESI (SP)
Haicai:
Seguram a enxada
As mãos que escrevem haicais ---
Chuva criadeira

2º lugar: EDUARDO TARÃ (Romênia)
Haicai:
Mar de Primavera
O velho cochicha o nome
de Urashima Taro

3º lugar: LUIZA NELMA FILLUS (PR)
Haicai:
Solzinho de inverno
Usando todo o sofá
Os gatos se espicham


Menções Honrosas:

Neiva Maria Pavesi (SP)
Haicai:
No ventre da terra
Repousa o velho imigrante
Cala-se a cigarra

Benedita Silva de Azevedo (RJ)
Haicai:
Compondo haicais –
Pesquisa sobre Nempuku
Em noite alongada

Paulo Franchetti (SP)
Haicai:
De todos os lados
O grito das maritacas
E o frescor da tarde

Rosane Marta Zanini (PR)
Haicai:
Tarde de verão -
Saltitando sobre poças,
Um gato passeia

José Marins (PR)
Haicai:
Início de outono.
Nuvens passeiam devagar
No azul da lagoa.

Andréa Motta Parede (PR)
Haicai:
Neste breve instante
O vento carrega a chuva.
Cafezal em flor.

Tereza Delong (PR)
Haicai:
Mesmo com a chuva
Passarada em alvoroço
Pêssegos maduros.

http://www.bancocultural.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2762&Itemid=529

O link desse site, foi-nos enviado pela escritora Tereza Pereira, de Pará de Minas, que pertence à Academia de Letras de sua cidade e é bastante premaida em certames vários, autora de "Se Um Pianista ,Numa Noite Branca", "Contemplação".


Fonte:Pelo Google, chegamos a essa belíssima imagem-->http://mysoulreloaded.blogs.sapo.pt/tag/procura


"Foto retirada de http://olhares.aeiou.pt, autoria de VanessaDesigner"

sábado, 22 de novembro de 2008

LLobus na TEIA, em Brasília-Rede de Culturas Populares










Neste mês de novembro aconteceu a TEIA_Rede Culturas Populares, na capital brasileira.

Meu amigo Marco LLobus, Presidente da Rede Catitu Cultural,de Belo Horizonte,esteve lá para dar mais entrelaces nessa enorme teia brasileira, olhou tudo com seus olhos de poeta e registrou a beleza com as lentes de sua câmera.

No grupo, LLobus está na primeira fila, em uma reunião de secretários do MINC, onde está Sérgio Ranbert.

Em setembro deste ano, a Rede Catitu, por Llobus (Marco Antonio de Melo Rodrigues) representada,recebeu Medalha de Prata
das mãos da Governadora do inBrasCi, Andréia Donadon e de mim , enquanto Embaixadora da paz, Certificado de Amigo da Paz, das Artes, da Poesia e da Vida.

Tela da artista mineira aldravista Deia Leal-conquista o primeiríssimo lugar em Concurso Internacional de Artes Plásticas na Espanha



Reservo-me apenas à alegria pura e simples de divulgar essas alvíssaras, pois quero que saboreiem as palavras de Donadon.

J.B.Donadon conhece muito bem a obra de Deia Leal(a escritora e Poeta Andreia Donadon) e comenta , com propriedade e regozijo,o ~exito, a excelência desse primeiríssimo lugar.Há algum tempo,vigio o tempo -a jovem mulher merece seu lugar tanto ao sol quanto ao luar.Alma enluarada, só traz alegria aos amigos.A ela, meu abraço cheio de satisfação.

Apenas acrescento que ela é dessas pessoas que sabem subir montanhas, entrar em grutas e descer abismos, sem se perder de si, nem de seus ojetivos.Agora, leaim o texto de donadon-e sinta as sutis vibrações de sua alegria .

Prometo pedir-lhe uma foto dessa tela premiada em primeiro lugar

Clevane Pessoa de Araújo Lopes


"Tela de artista mineira conquista o primeiríssimo lugar em Concurso Internacional de Artes Plásticas na Espanha
Por: J. B. Donadon-Leal


Primeiro lugar absoluto no Concurso Internacional de Artes Plásticas Compositor Antônio Gualda – 2008, promovido pela Associação Cultural Valentin Ruiz Aznar, em Granada, Espanha, a tela Revolta da Mata, acrílica sobre eucatex (100cm X 80cm), de Déia Leal, confirma a arte aldravista como uma proposta conceitualmente justificada em seu percurso metonímico de arte visual. A artista do movimento aldravista de Mariana que já havia conquistado o terceiro lugar desse concurso em 2006, consolida-se como uma das mais talentosas artistas da nova geração das artes visuais no mundo, pois conquistou o primeiro lugar geral em um certame que contou com a participação de artistas de 34 países, entre os quais alguns já veteranos na arte de pintar. O resultado foi divulgado no último de 22 no site oficial da associação promotora: http://usuarios.lycos.es/avra/id191.htm

O que encantou o corpo de jurados do concurso? A tela Revolta da Mata inova em muitos aspectos na arte. Pertencente a uma coleção intitulada emaranhaminas, essa tela revela a agonia da mata mineira carcomida pela exploração humana, especialmente pela ação mineradora. A técnica da artista é inovadora e reveladora, mostra, sem desenhar objetos ou paisagens, os conceitos narrados na tela com manchas que traduzem as imagens conceituadas. Não é apenas arte conceitual, pois a artista explora a polifonia do texto visual, abrindo possibilidades de diálogos com os múltiplos conceitos que circulam pela narrativa projetada na tela. A revolta – o conceito básico e gerador dos conceitos possíveis dele derivados – explode nas metonímias das cores: vermelho que se derrama em claras manchas de sangue e negro que se sobrepõe como eras que buscam cobrir a floresta ferida. Ambas as ações sufocam a floresta: a ação mineradora é devastadora e põe agonizante a mata; as eras igualmente sufocam as árvores em sua ação parasitária, numa espécie de suicídio em razão da impotência ante a ação homicida da mineração. O tema é atual e visível na região da artista, entre Itabira, Santa Bárbara e Mariana, em Minas Gerais. O tema é universal, uma vez que a preocupação com a preservação da natureza e o combate ao efeito estufa é cada vez mais presente nas ações educativas de todos os povos e dialoga com os discursos preservacionistas. A Revolta da Mata é um grito de alerta, é uma oração de súplica, ao mesmo tempo em que se faz réquiem à floresta martirizada. Contrário a todas as tendências extrativistas o verde ainda resiste vivo e respira, desejando sobreviver, como faz grande parte das espécies nativas desse semi-serrado que agoniza no inverso prolongado sem chuvas para rebrotar na primavera."

(J.B.Donadon, Pós Doutor em Análise do Discurso, Professor da UFOP,Poeta e autor de vários livros-que recentemente recebeu, no Rio de janeiro, a Medalha Artur da Távola)

Divulgação da Direção regional do inBrasCi em belo Horizonte.

Clevane

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Ivanir Carvalho receberá medalha e certificado de Mérito do InBrasCi-pelos 20 anos do Mulher Hoje, Curso de atualização Cultural


Imagem:D.Ivanir carvalho, recebe a placa no Mulheres de Minas, que aconteceu em 13março de 2005, no Matriz Bar, festa produzida por Allez Pessoa, para a Vereadora Elaine Matozinhos, que no flash, ouve atentamente, D.Ivani.

Naveguem até http://ocasoespetacular.blogspot.com/
e leiam o porque dessa homenagem.


INSTITUTO BRASILEIRO de CULTURAS INTERNACIONAIS –RD- INBRASCI- MG
CNPJ: 09.225.702/0001-48
· InBrasCI ·
Sede: Rua Teixeira de Freitas, 5,s.303, Lapa, Rio de Janeiro, RJ-Brasil
Chancelaria do InBrasCI: Ilha da Madeira – Portugal.
Governadora de Minas Gerais – Mariana - MG




COMUNICADO

IVANIR CARVALHO

A GOVERNADORIA DO INSTITUTO BRASILEIRO DE CULTURAS INTERNACIONAIS – DE MINAS GERAIS, tem o prazer de comunicar a Sra. IVANIR CARVALHO que será agraciada com o Certificado e Medalha “MULHER DE MINAS 2008”, pela sua relevante atuação no campo cultural feminino mineiro e por indicação da Diretora Regional do InBrasCI-MG em Belo Horizonte , Clevane Pessoa. Informamos que o prêmio será entregue pela diretoria e membro do InBrasCI em data e local a serem agendados.

Mariana, 21 de novembro de 2008.

Atenciosamente,

Andréia Donadon Leal- Déia Leal
Governadora do InBrasCI- MINAS GERAIS
Membro da Academia de Letras do Rio de Janeiro – CM
Membro da Academia Maceioense de Letras e da AVSPE
Membro da Academia Cachoeirense de Letras
(31) 3558-1436
(31) 8431-4648








A Medalha e o Diploma de Mérito do InBrasCI-Minas Gerais é o reconhecimento que este instituto faz a pessoas ou entidades que contribuíram efetivamente para a valorização da cultura do país.


Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais (INBRASCI) Órgão criado pela Academia Pan-Americana de Letras e Confederação das Academias de Letras e Artes do Brasil - CONFALB -
O InBrasCI é constituído de uma Sede que funciona no auditório da Confederação das Academias de Letras e Artes do Brasil no Rio de Janeiro, uma Chancelaria na Ilha da Madeira- Portugal, uma Governadoria no Estado de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Brasília, São Paulo.


Alguns dos objetivos do Instituto são: integrar as culturas de países vários; congregar pessoas e entidades, nacionais e estrangeiras, dedicadas à Cultura; empenhar-se, pelos meios e recursos, o desenvolvimento e aprimoramento das Culturas Brasileira e Estrangeira: Letras e Artes em geral; manter intercâmbios com editoras, instituições e pessoas físicas ou jurídicas; promover, incentivar e apoiar, intercâmbios, conferências, palestras, exposições, cursos, concursos e eventos outros, sempre visando o aprimoramento das Culturas e sua divulgação nacional e no estrangeiro.
Reconhecer pessoas e entidades que se destacaram na promoção e divulgação da cultura..

Página na Internet: http://www.jornalaldrava.com.br/pag_inbrasci_quem.htm







Chanceler na Ilha da Madeira - Portugal
Édison Pereira de Almeida
picinguaba@kqnet.pt
http://www.ermitaodapicinguaba.com/

Presidente e sede do InBrasCI
Lapa. Rio de Janeiro
Auditório das Confederações e Academias de Letras e Artes do Brasil
Drª Marilza de Castro.

REPRESENTAÇÃO do InBrasCI EM MINAS GERAIS

Governadora em Minas Gerais
Andréia Donadon Leal (Déia Leal)
deiadonadon@yahoo.com.br
deialeal@jornalaldrava.com.br
www.jornalaldrava.com.br

Vice-Governador
Gabriel Bicalho
gabicalho@terra.com.br
www.jornalaldrava.com.br

Secretário-Geral
Dr. J. B. Donadon-Leal
jbdonadon@hotmail.com
www.jornalaldrava.com.br

Diretor Financeiro
J.S. Ferreira
jssferreira@bol.com.br
www.jornalaldrava.com.br

Diretorias Municipais
Ipatinga - Vale do Aço
Marília Siqueira Lacerda
marilia@clesi.com.br
clesi@clesi.com.br
www.clesi.com.br

Belo Horizonte
Clevane Pessoa Araújo
clevaneplopes@gmail.com
http://www.clevanepessoa.net/blog.php

Membros Efetivos
Ângela Togeiro – Belo Horizonte
Nena de Castro – Ipatinga

Membros Correspondentes
Prof. Dr. Dário Borim Júnior – EUA
Prof. Dr. José Luiz Foureaux Júnior – Zagreb
Jornalista Luiz Carlos Rezende Linhares - Brasília

Membros Honorários
Professora Emérita da UFOP – Hebe Rola – Mariana
Nivaldo Resende - Ipatinga



_________________________
Andréia Donadon Leal - Déia Leal
Diretora do Jornal Aldrava Cultural
Governadora do InBrasCI-MG
Membro da Academia de Letras Rio- CM e da AVSPE
Membro da Academia Cachoeirense de Letras
(31) 8893-3779
(31) 8431-4648
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_deia_leal_plan.htm

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Canal de Arte Contemporânea.

Amigos, naveguem até ao canal Contemporãneo para estar por dentro das novas mídias & afins.

A proposta:


" Baseado em novos conceitos midiáticos como Comunidade Virtual
(H. Rheingold), Mídia Radical (J. D. H. Downing), Mídia Tática
(D. Garcia/G. Lovink), entre outros, o Canal Contemporâneo
desenvolve uma comunidade digital focada na Arte
Contemporânea Brasileira para promover sociabilidade,
informação, participação política e senso de pertencimento,
com o objetivo de provocar transformações no seu contexto.
Com a participação de integrantes diversos, informa-se
e discute-se arte, circuitos, sistemas de arte e políticas públicas."

O endereço:http://www.canalcontemporaneo.art.br/_v3/site/index.php

Você pode associar-se a esse canal (mas, atenção, valor pago em Euros para tornar-se um associado -o que permite seleção de seus envios e necessidade de expressão, divulgação, etc):

"
As associações por parte de indivíduos e organismos têm sido responsável pela manutenção do Canal Contemporâneo, desde o início da cobrança em junho de 2002, e representam o entendimento e o esforço da comunidade em relação à importância de sua própria autosustentabilidade."

II Festival de Arte em Mídias Móveis-20 a 25 de novembro em Belo Horiozonte

Amigos, naveguem até


leiam sobre o Festval de Arte Móvel
http://www.artemov.net/


Lema;"A arte não está mais no mesmo lugar"

Acontece em Belo Horizonte, palácio das artes e Praça de santa teresa, de 20/11 a 25/11





"Na programação estão, além da Mostra Competitiva, sessões de vídeos vindos do México, Japão e França. Além da programação audiovisual, o festival conta ainda com a exposição “O Lugar da Arte em Deslocamento”, com o III Simpósio Internacional arte.mov que tem como tema “Apropriações do (in)comum” e com a versão inédita game urbano Can You See Me Now?, do grupo Blast Theory, no bairro de Santa Tereza.


15 obras concorrem aos prêmios de R$ 10 mil (1º lugar), R$ 7 mil (2º lugar) e R$ 5 mil (3º lugar), além de aparelhos Nokia N95 para os 10 primeiros colocados.
Além de, junto aos 39 selecionados, concorrerem ao prêmio especial no valor de R$ 2 mil, para trabalho realizado por cliente da Vivo, e R$ 1 mil para voto popular.
Completa a premiação um prêmio por votação on-line, cujo ganhador recebe também R$ 1 mil.


Conheça o jogo criado pelo Blast Theory especialmente para o 3º Vivo arte.mov.
Cadastre-se e tenha acesso para jogar o game de onde você estiver e "viva" as emoções de correr pelas ruas de Santa Tereza.

"Apropriações do (in)comum: espaço público e privado em tempos de mobilidade."
Abertas as inscrições até o dia 24/11para o simpósio em São Paulo, que acontece nos dias 27 e 28/1 em São Paulo, em uma realização conjunta com o Instituto Sergio Motta. "

Divulgação:

Clevane Pessoa de Araújo lopes

Diret.Reg. do InBRasCi em Belo Horizonte, MG-Brasil

VIII PREMIO DE POESÍA LEONOR DE CÓRDOBA ASOCIACIÓN CULTURAL ANDRÓMINA


VIII PREMIO DE POESÍA "LEONOR DE CÓRDOBA" ASOCIACIÓN CULTURAL ANDRÓMINA

- La Asociación Cultural Andrómina, con el Patrocinio del Área de Igualdad del Excelentísimo Ayuntamiento de Córdoba, convoca el VIII Premio de Poesía "Leonor de Córdoba".

- Podrán participar mujeres con un poemario inédito escrito en castellano, de tema libre.

- Se presentarán por cuadriplicado con los datos de la autora en sobre aparte en el que aparecerá el título de la obra o lema.

- La extensión de los poemarios será entre 300 y 500 versos.

- El premio consistirá en la edición del libro de la que se entregarán a la ganadora 50 ejemplares.

- Los trabajos se enviarán a la Asociación Cultural Andrómina. Apartado de Correos 3005, 14080-Córdoba.

- El plazo de entrega finalizará el 30 de DICIEMBRE de 2008.

- Un jurado compuesto por poetas de reconocido prestigio otorgará el premio antes del 15 de febrero de 2009. El fallo será notificado a los medios de comunicación y se difundirá en la página web de la Asociación (www.andromina.org).

- Los ejemplares no premiados serán destruidos en el plazo de un mes desde la fecha del fallo.

- La concurrencia al Premio significa la aceptación de sus bases.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Convocatoria Ayudas a la Creación Contemporánea 2009



Imagem:casulo

De: MataderoMadrid.com

Enviadas: Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008 11:27:51
Assunto: Convocatoria Ayudas a la Creación Contemporánea 2009



CONVOCATORIA DE AYUDAS A LA CREACIÓN CONTEMPORÁNEA MATADERO MADRID 2009
Hasta el 09.01.09
Bases y formularios de solicitud disponibles en:
www.mataderomadrid.com

Recepción de solicitudes:
Hasta el 9 de enero de 2009

Más información:
Matadero Madrid.
Paseo de la Chopera, 14.
28045 Madrid (Metro Legazpi)
convocatoria@mataderomadrid.com




CALL FOR PROPOSALS. GRANTS FOR CONTEMPORARY CREATION MATADERO MADRID 2009
Until 9th January 2009
Requirements and application forms are available at:
www.mataderomadrid.com

Application deadline:
9th January 2009

Further Information:
Matadero Madrid.
Paseo de la Chopera, 14.
28045 Madrid (Metro Legazpi)
convocatoria@mataderomadrid.com


De acuerdo con la Ley Orgánica 15/99, de 13 de diciembre, de protección de Datos de Carácter Personal, el usuario podrá ejercer sus derechos de acceso, rectificación, cancelación y oposición, enviando un mail a info@mataderomadrid.com indicando en el asunto del mensaje "Datos personales".

Tadeu Martins e muita poesia hoje, na capital mineira



Na foto, Tadeu Martins declama, nom Sarau de Gonzaga Medeiros (Palácio das Artes, terças Poéticas)

Crédito:Brenda Mars.


Tadeu Martis é uma pessoa muito querida na capital mineira em por seus pares ,oriundos da região do Jequitinhonha.Formam uma verdadeira confraria.Assiti-o no sarau de Gonzaga Medeiros , nas Terças Poéticas, com o Poeta Caluudio Bento.
Agora, é sua vez.

Ontem á noite, recebi alguns e-mails e José Geraldo neres, paulistano , poeta e cieasta, mandou-me um recado dizendo que estava em Fortaleza (na Bienal do livro cearense), com um mineiro.Era o Wilmar Silva, o curador das terças Popéticas, que aconrecem no palácio das artes.Ficamos fazendo um pingue-pongue de novidades.Então, não9 sei se Wilmar estará aqui hoje, mas certamente, camila, do Suplemento Literpario, parceira do evento, o representará ou algum outra pessoa indicada.

Tadeu Martins é cordelista e declamador, gosta de contar hitórias,e tem público que cativo, oacompanha sempre que pode.Trabalha na BELOTUR e sempre tem umm olhar pelos poetas.

Leiam seu site, para conhecer sua verve, mas se tiver tempo hoje, 18/11, vá ao Palácio das artes,. ás 18 horas, para sua apresentação.:http://www.tadeumartins.com.br/

De lá, os poetas pretendem ir ao Shopping do barreiro, na Administração, para a expo de temas urbanos da artista Iara Abreu, quen ilkustra muitos poemas-e onde tenho a alegria de estar, com CHUVARADA.

Hoje também , na Rodoviária (Salão e pilastras), a I Mostra Mineira de haikais organizada por Tânia diniz, do Mulheres Emergentes.Segundo ela, tenho um haikai ali.

Tambérm ontem non Nono Encontro das Literaturas, recebi de Marília Siqueira, jornais literários do CLESI de Ipatinga (Clube de Escritores), coordenados por ela, com a edição luxuosa de haikais-em comemoração aos cem anos da imigração japonesa, visto que os haikais têm suua gênese com o poeta japonês BASHO.

Então, compareçam aonde puderem:
A POESIA PEDE PASSAGEM (nome de um de meus saraus, na Lagoa do Nado).

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Medalha Artur da Távola para J.B.Donadon-



Foto
J.B.Donadon- Leal explana os haicais, no Rio de |janeiro-InBrasCi


Acabo de ler ,com alegria ,a nota abaixo abaixo, a respeito do Dr.J.B.Donadon, que reside em Mariana, MG-a cidade primaz do estado-onde, com um grupo de fortes poetas, escritores e a artista Deia Leal (sua esposa,a contista, cronista e poeta Andreia Donadon, Governadora do inBrasCi em MG) promove a o aldravismo, que praticam e disseminam-um novo movimento cultural, mais um dos que nascem em Minas Gerais.Donadon ,paranaense, radicou-se em MG e vestiu-se de mineiridade.

Eis a boa nova

--------------------<<<<<****>>>>>------------------------------------


*Professor da UFOP recebe Medalha Artur da Távola no Rio de Janeiro
14-Nov-2008


Após a palestra Nas Sendas Brasileiras dos Haicais, o professor José Benedito Donadon Leal recebeu a Medalha Artur da Távola no Rio de Janeiro. A homenagem foi realizada pela Confederação das Academias de Letras e Artes do Brasil pela relevância de seu trabalho na área cultural e educacional, promovendo e engendrando e engrandecendo Minas Gerais e a cidade de Mariana. Essa medalha foi outorgada a uma personalidade masculina de destaque nacional no ano de 2008.

O professor tem realizado várias palestras sobre a imigração Japonesa nas cidades de Mariana, Montes Claros, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Bárbara, Ipatinga e escolas estaduais de Minas Gerais.

J. B. Donadon-Leal: Poeta, ensaísta. Presidente do Conselho Editorial do Jornal Aldrava Cultural. Doutor em Semiótica e Lingüística pela USP, Pós-Doutor em Análise do Discurso pela UFMG e Professor de Lingüística da UFOP. Membro da Academia Marianense de Letras. Membro efetivo da Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores. Autor de Dô- caminho (1992), Marília - sonetos desmedidos (1996), Jardim & Avenida (1997), Gênese da poesia e da vida (1997), Sáfaro (1999), Aldravismo -a literatura do sujeito (2002), Leituras - ciência e arte na linguagem (2002), Brejinho - senda 04 de nas sendas de Bashô (2005). Reflexões: a lingüística na sala de aula (Org.) 2007.*

>>>>***----------------------------------------------------------->>>>***------

Na qualidade de amiga, acompanhante de seu trabalho, para mim parece algo absolutamente normal, pois o escritor e professor possui uma ampla gama de saberes, possui uma hipersensibilidade quase estonteante e de forma alguma deixa de ser simples, na postura de sua vida .Voa sereno acima dos demais , sem jamais ter surpreendido nele, em publico, nehuma atitude de pedantismo ou vaidade execessida, exceto o natural prazer e alegria por suas conquistas.

Quando lemos sua obra diversisificada, da poesia aldravista-que perpassa pelo erotismo, pelo social, pelo pictorico e , no foco da medalha cita, pelos haicais que casam de forma plena com o idela aldravismo 9que Andreia Donadon nomeeia ~Quase~ o nome de sua parte em Nas Sendas do Basho, onde encontramos o casal, Gabriel Bicalho e J.S.Ferreira ( a de Donadon chama-se singela e graciosamente de Brejinho), percebemos que em um , muitos poetas residem.Multifacetado e dono de grande poder sobre a palavra, ele , Doutor em Analise do Discurso, ouvimos cantar, bela voz, vimos ler poema para um ouvinte solicitante ou falar em empatia plena com um auditorio repleto.

Sem perder o fio de sua meada pessoal, entretece caminhos e mostra, na tessitura de seu verbo, a dignidade humana acima de muitas coisas ,muitoas formas de comunicar sem conhecimento de causa ou propriedade-ele vai a fundo, investiga, filosofa, ao apresentar argumentos.Altamente convincente.

Receber medalha que leva o nome do humanista ,politico e homem de Letras Artur da Távola n'ao e para qualquer um.Mas Donadon tem a honra de merecer a honraria, plenipotente e com capacidade para dar continuidade a um nome nobre qual o seu.Sua alma, sua palma, diz o dito popular.Assim , essa Pessoa, a quem aplaudimos.Sua alma, sua obra.Em todos os sentidos.

Clevane Pessoa de Araujo Lopes



E alguns dos haicais de J.B.Donadon,em Brejinho

Paisagem branca
caneta de tinta azul
hai-kai no papel

fonte cristalina
borrifando sem parar...
salto de arco-iris.

Ontem , estivemos na de leitura e recebemos, de Marilia Siqueira, do CLESI-que autografava o encantador Belas Bailarinas -em ingles e portugues- editado pela Aldrava Letras e Artes, de Mariana,a edicao do jornal CLESI Litero-Cultural, onde o encarte central traz apenas haicais e encontramos ali J.B.Donadon , os demais aldravistas -citos acima- Guilherme de Almeida,Millor Fernandes, LeminsKi ,Alice ruiz,Marisa de Castro Godoy, Goretti de freitas e a Marilia Siqueira, e dois meus (adorei estar nessa companhia ).

Ei-los

Haicais de J.B.Donadon Leal

Brejo de taboas...
Marrom silencio esperando
o pouso da gar;a

navega [a deriva
meu barquinho de papel
cheinho de sonhos

Varal esticado
panos livres dan;arinos
num bale ao sol.

Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008- Book Launch and Award Ceremony

A artnow comunica



~Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008: Book Launch and Award Ceremony




Continuing Dialogues. A Tribute To Igor Zabel
ERSTE Foundation / Igor Zabel Association
ERSTE Foundation
Graben 21, 1010 Vienna, Austria
info@erstestiftung.org

Igor Zabel Association for Culture and Theory
Jamnikarjeva 16, 1000 Ljubljana, Slovenia
Contact: Dragana Radojevic
info@igorzabelassociation.org

www.igorzabelassociation.org

Book Launch:
Friday, 21 November 2008, 5 pm at CD Club, Cankarjev dom, Cultural and Congress Centre, Ljubljana, Slovenia

Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008, Award Ceremony and Reception:
Friday, 21 November 2008, 9 pm
Cankarjev dom, Grand Reception Hall, Ljubljana, Slovenia



Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008: Book Launch and Award Ceremony

Continuing Dialogues. A Tribute To Igor Zabel

JRP Ringier, 2008
Softcover, 180 x 230 MM
213 Pages, English Edition
ISBN 978-3-905829-91-4

The Slovenian curator, art critic, writer and theorist Igor Zabel (1958–2005) was largely responsible for putting Slovenian art on the map of the international art scene. As senior curator of Moderna galerija in Ljubljana, he was engaged in establishing links between 'East' and 'West' Europe without losing a critical perspective of the ongoing transformations. In this book, which aims to provide an appreciative insight into Zabel's far-reaching commitment, with contributions by artists and theorists it will become clear that, despite his unblinking perception of all the apparently unbridgeable differences involved, continuing dialogues played a fundamental role in his practice as both a theorist and a curator.

The aim of the book that accompanies the Igor Zabel Award for Culture and Theory is to continue the theories and approach pursued by Igor Zabel in his exhibitions, publications, critical writings and European exchange initiatives. An introductory round-table session focuses on the historical and local setting which formed the background for his campaigns for an art historical as well as theoretical grounding of Slovene art and for the internationalization of the scene. Participants are Zdenka Badovinac, Vadim Fishkin, Dusan Mandić, Bojana Piškur, Igor Španjol and Herwig G. Hőller.

Further the contributions by Zdenka Badovinac, Francesco Bonami, Eda Čufer, Ješa Denegri, Charles Esche, Viktor Misiano, Kathrin Rhomberg, and Maria Hlavajova, colleagues and co-curators of Zabel's, shed light on the various cultural areas of his activity as a critical thinker and writer. A closing chapter contains contributions by Zoran Erić, Suzana Milevska, Renata Salecl, and Georg Schőllhammer, who attempt to demonstrate the continuing relevance of Igor Zabel's (art)-political reflections by taking stock of the current cultural and political forms of dialogue in Europe.

Contributing artists are AA Bronson, Art & Language, Jože Barši, Johanna Billing, Josef Dabernig, IRWIN, Valery Koshlyakov, Luisa Lambri, Yuri Leiderman, Deimantas Narkevičius, Roman Ondák, Tadej Pogačar, Marko Pogačnik, Marjetica Potrč, Florian Pumhősl, Mladen Stilinović.

Edited by Christa Benzer, Christine Bőhler, Christiane Erharter.

Published with ERSTE Foundation and Igor Zabel Association for Culture and Theory.

www.jrp-ringier.com

The book launch will take place on Friday, 21 November 2008, 5 pm at CD Club, Cankarjev dom, Cultural and Congress Centre, Ljubljana. With statements by Fouad Asfour, Georg Schőllhammer, WHW and the editors. The authors and artists will be present.

Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008

On Friday, 21 November 2008, 9 pm:
Award Ceremony and Reception at Cankarjev dom, Grand Reception Hall, Ljubljana

The Igor Zabel Award for Culture and Theory is awarded in recognition of outstanding cultural activities related to the Central and South Eastern European region. The laureate is selected by a renowned international committee of experts. Appointed by ERSTE Foundation, the jury in 2008 consists of Eda Čufer, Josef Dabernig and Charles Esche. International curators, theorists, writers, and critics are eligible whose work spans the region, and who either come from the region or live and/or work there. In addition to the award of € 40.000, three working grants of €12.000 each are awarded, two by the jury, one by the laureate.

The Igor Zabel Award for Culture and Theory 2008 goes to What, How and for Whom (WHW), Zagreb.

Grants go to Fouad Asfour, Vienna and Johannesburg, Erden Kosova, Istanbul and Prelom Kolektiv, Belgrade.

The Igor Zabel Award for Culture and Theory is initiated and funded by ERSTE Foundation.

CONTACTS

Igor Zabel Association for Culture and Theory, Press: Dragana Radojevic
Jamnikarjeva 16, 1000 Ljubljana, Slovenia
info@igorzabelassociation.org, www.igorzabelassociation.org

ERSTE Foundation, Communications: Maribel Kőniger, Jovana Trifunovic
Graben 21, 1010 Vienna, Austria
Tel. +43 50100 15105, press@erstestiftung.org, www.erstestiftung.org

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro -e livros de Gustavo Dourado, Vladimir carvalho e Carlos Alberto Matos-


ABC de Vladimir Carvalho

Vladimir Carvalho, Gustavo Dourado, Carlos Alberto Matos, Cinememória
e o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro convidam para o lançamento dos livros
ABC de Vladimir Carvalho(de Gustavo Dourado)
e Pedras na Lua e Pelejas no Planalto(de Carlos Alberto Matos),
na pérgola do Hotel Nacional de Brasília.

Data: 22 de novembro de 2008 - Sábado.
Horário: 17 horas.
Local: Hotel Nacional.

Leiam o site do consagrado poeta ,Poeta del Mundo,afiliado ao InBRasCi (DReg-Brasilia), cordelista, do Sindicato de escitores de Brasilia

http://www.gustavodourado.com.br/

The Fruitmarket Gallery presents Close-Up-Stan Brakhage-Mothlight




Mais uma vez, recebemos o release da ARTNOW ,desta feita, a arte de STAN BRAKHAGE (MothLight,film mudo, de 4 minutos-beleza poura, vejam a delicada imagem em verde acima)

Divulga
Clevane Pessoa de Araujo Lopes,
Diret.Regional do InBrasCi


~The Fruitmarket Gallery presents Close-Up




Stan Brakhage, Mothlight, 1963
16mm film, silent, colour, 4 minutes
Courtesy of the Estate of Stan Brakhage and LUX, London
Close-Up, Proximity and defamiliarisation in art, film and photography
The Fruitmarket Gallery
45 Market Street
Edinburgh
EH1 1DF
Scotland
Phone: +44 (0) 131 225 2383
Fax: +44 (0) 131 220 3130
Contact: The Fruitmarket Gallery
info@fruitmarket.co.uk

www.fruitmarket.co.uk

24 October 2008 - 11 January 2009

Open: Mon-Sat 11am–6pm Sun 12noon–5pm

Festive Closure
24 Dec 2008 – 2 Jan 2009 (inclusive)
Normal hours resume 3 Jan 2009



Artists: Laure Albin-Guillot, Aenne Biermann, Karl Blossfeldt, Mel Bochner, Jacques-André Boiffard, Stan Brakhage, Brassaï, Luis Buñuel, Kate Craig, Salvador Dalí, Wim Delvoye, Mona Hatoum, John Hilliard, Mike Kelley, Eli Lotar, Dora Maar, Man Ray, Jean Painlevé, Giuseppe Penone, Albert Renger-Patzsch, Carolee Schneemann, Simon Starling

The latest in The Fruitmarket Gallery's series of group exhibitions curated by eminent scholars, writers and artists, Close-Up explores the defamiliarising effects of bringing a camera lens very close to its subject. Trans-historical and cross-generational, the exhibition brings together selected experiments in close-up film and photography from mid-nineteenth century microscopy; avant-garde film and photography from the 1920s and 1930s; post-war conceptual art; and contemporary art from the 1990s and 2000s.

Salvador Dalí, whose film Un Chien Andalou, made with Luis Buñuel in 1929, includes unnerving close-ups of a death's head hawk moth as well as the most famous sequence of the slitting of a woman's eye that opens the film, characterised the revelatory aspect of close-up photography as 'the registering of an unknown reality'. This exhibition presents a succession of unknown realities, from nineteenth century lantern slides showing hugely magnified micro-organisms, to Simon Starling's double slide work Inventar-Nr. 8573 (Man Ray) 4m–400nm from 2006, a journey right into the silver gelatine surface of a vintage Man Ray photograph.

Other highlights include a series of images by Man Ray, Brassaï, Jacques-André Boiffard, Karl Blossfeldt, and their lesser-known contemporary Aenne Biermann, which show objects from the natural and unnatural worlds as they had never been seen before – flowers morphing into faces; twigs taking on the monumentality of African totems; dust breeding an entire world on the surface of Marcel Duchamp's Large Glass. Man Ray's dust finds a surprisingly beautiful contemporary echo in Mike Kelley's series Untitled (Dust) from 1994, while his experimental film Retour à la Raison (1923), which includes a sequence made by sprinkling tin tacks directly on to the surface of the film, resonates with Stan Brakhage's 1963 film Mothlight, a collage of real moth wings, twigs and blades of grass run through a 16mm projector. Other work in the exhibition focuses on the human body, with Kate Craig, Giuseppe Penone, Wim Delvoye, Mona Hatoum and Carolee Schneemann subj ecting their own and others' bodies to intense scrutiny.

Uncanny, disorientating and unsettling; strangely beautiful and oddly compelling, the close-up renders objects less recognisable while revealing something unexpected about them. This exhibition, selected by two renowned scholars, highlights the closeup's extraordinary visual and conceptual power, its ability to transform photography into, again in the words of Salvador Dalí, 'pure creation of the mind'.~

Joubert Amaral escreve livro sobre a BANDA DOMINUS-imperdivel leitura





Imagens-De baixo para cima

convite release para o livro(reserve o seu)

Os poetas pela PAZ quie distribuiram 250 mil poemas pela PAZ em 30032008 e 1500 livros na feira de Artesanato, em BH.

Banda DOMINUS, ao vivo, em Salvador,grande sucesso(2006)

Umajovem escreveu abaixo da nota ( Fonte da foto-->http://uouwww.wordpress.com/2008/04/25/banda-dominus-ao-vivo-em-salvador-2006/)

Silvana Disse:

~Banda Dominus muito legal!!
Leva as mensagens de Deus a todos
principalmente aos jovens com suas canções alegres
e dançantes.
Nota 10!!!!-




Joubert Amaral experenciou uma viagem muito especial:com a Banda DOMINUS, Leo Rabello (presidente da Associação ARTE PELA PAZ (*) e a troupe -do cantor, aos instrumentistas e dançarinos, um deles, Anderson Martins (que trabalha na ONG e coordenou o BH na Paz), passou 18 dias a registrar os acontecidos, com todas as variáveis humanas, geográficas e sociais possíveis nessa programação, que algumas vezes, escapava do programado, para novidades, o que lhes testava a reili~encia,a capacidade de adaptação.E saíam-se muito bem das variáveis.

Levar ou renovar a fé católica aos moradores de comunidades distantes é uma forma de Missão válida e poderosa.
A música, Linguagem Universal, é entendida de forma subreciptícia, mas também explícita.A dança , uma das expressões mais antigas de louvar o sagrado , de atingir o Alto.E as canções modernas tocam rapidamente a juventude.Shakespeare, o grande maestro da Palavra, reconhecia com humildade:"Onde morrem as palavras, nasce a música".(**)

Joubert recolheu depoimentos, fala das fortalezas e fragilidades humanas-das pequenas doenças à litíase de um dos componentes.Comenta , com veracidade, várias situações, de como oram antes de alguma ação prevista, ante alguma dúvida, desde antes da viagem, na capela moderna e relaxante que , inclusive, emprestaram generosamente, em fevereiro e março, aos Poetas Pela Paz e Pela poesia ,para nos reunirmos **,até pouco antes do shows.

A linguagem é cinestésica, sinestésica.O leitor tem a impressão de estar embarcado no ônibus-casa que os levou por estradas e mais estradas.O olhar fotográfico do autor é também comprovado pelos flashs do fotógrafo, conforme verão.

Joubert também analisa suas próprias emoções, sensações e o social.Um livro fácil de ler, que tive o prazer de revisar - a "boneca" sendo revista horas antes de minha viagem a Camboriú, um motoboy vindo/indo, para não atrasar o processos de edição/publicação.

Missionários de seu tempo, os componentes da DOMINUS têm a coragem de expressar , sem pejos inúteis, sua fé.Formaram uma família, dessas que os meandros da vida, coloca.Muitos poderão pensar:que loucura!Som , a lucidez dos loucos, nas relações com o Criador, são comuns.

A palavra loucura, na arte e na fé, torna-se sinônimo de transcendência.

Por isso, termino meu poema "Caminhares de Francesco", sobre S.Francisco de Assis (***), andarilho, cantor, patrono dos trovadores:

(...)"È assim , que por Deus se enlouquece,
é bom ser louco de amor,
é belo ser doido por fé"...


E bendigo, dos jovens músicos e dançarinos ao autor do livro, Joubert Amaral, louquinhos de Fé e Amor incondicional- o que não escolhe por onde derramar-se.A música, a onda que lançam sobre as areias e terras desse país.No caso do livro, a viagem de Minas à Bahia, em Missão.

A edição inicial é limitada, por isso, caso desejem um exemplar,reservem o seu . O lançamento será na casa Arte Pela Paz(*).


E registro aqui que um de meus prazeres este ano, foi no evento BH na Paz (****),em 25 de outubro, quando recebi um certificado por contribuir" com uma Belo Horizonte mais justa e pacífica".

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Embaixadora universal da Paz, pelo Cercle de Les Ambassadeurs Univ. de La paix, em genebra, Suiça.



(*) A Associação Arte Pela paz, fica à Rua Olegário maciel, em belo Horizonte.Lá, além de capela, estúdio , há salas de informática, espaços para aula de técicas vocais, de capoeira ,etc.

À Biblioteca já iniciada, os poetas Pela paz e Pela poesia já acrescentam doações, de poesia ou prosa, e convido os demais autores a doarem seus títulos.Afinal, autor quer ser lido, e os frequentadores da ONG merecem uma boa leitura.

(**) Visitei ontem o blog de Nora Lanzieri, webdesigner ("deseñadora grafica")argentina e Membro-correspondente da UBT (União Brasileira de Trovadores), na Argentina, que conheci em Brusque, onde aconteceu a tarde de Trovas dos III Jogos Florais de Camboriú, pois a trovador Gislaine canales, repassara o link, para lermos as observações de Nora em seu blog.E lá encontrei, em espanhol, a citação de Shakespeare .
Ontem, lembrei-me que em minha adolescência, eu copiara essa citação em um de meus cadernos.Essa, a sintonia dos ligados ao Cosmos, por forças trasncendentais.


(***) O Poeta Pela poesia e Pela Paz Marco LLobus fez, desse meu longo poema, um poster, que, segundo mandam contar, em várias partes do país, professoras transformam em jogral ou teatralizam-no .
Presentearei um à Associação Arte pela paz e Banda Dominus.Levei um a Camboriú e fiquei de mandar, via Correios, para trovadores, pois o Pobrezinho de Assis, que entendia a linguagem dos animais e da natureza, cantava pelos caminhos e foi escolhido patrono dos Trovadores.
Também entreguei um à Academia Feminina Mineira de letras, para a qual fui votada em 05/11/2008, para a cadeira Cecília Meirelles -e fiquei sabendo que Santa Clara é patrona das escritoras e poetas.No poema, naturalmente a cito (na página subsequente, postarei o poema).


(****)Além da generosidade de nos abrigar em sua adorável capela, quando nos reuníamos para realizar o paz e Poesia, em 30032008, a ONG nos ligou oferecendo um estande de 3m X 3M, na Praça da estação, para esse mega-evento, onde passaram 15 mil pessoas e mais de sessenta ONGs se mostrarão à população belorizontina.

Nós, poetas, decoramos o estande com um enorme banner, onde estamos , vestindo camisetas onde cada poeta escreveu um poema, à mão,distribuimos poemas pela PAZ e conversamos com os passantes, além de , no palco, à hora da entrega do certificado, as poetas presentes falaram poemas pela PA para uma multid'ao, especialmente de jovens.

Muito boa a experi"encia.Os poetas, que estiveram conosco, estavam lanchando e assim , foram representadas pelo feminino presente-Regina Mello, Diretora do MUNAP, Tania Diniz, Livia Gucci Tucci, Bila Bernardes e eu , Clevane Pessoa-que assim , representamos as vozes femininas na poesia da cidade, pela PAZ.

A ONG nos concede certificados pelo nosso trabalho a favor da PAZ esse evento, pelo que muito agradecemos.

>>**<<


Letras de Musicas da banda DOMINUS

bandadominus.letrasdemusicas.com.br A Banda Dominus surgiu na capital ...
420 x 315 - 22k - jpg

Divulga
Diretora Regional do inBrasCi (Instituto Brsileiro de Culturas Internacionais)Clevane Pessoa de Araujo Lopes

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Jornal do Ônibus mostra Haikais de Mulheres Emergentes





Fotos, de baixo para cima:
Tânia Diniz;

Adão Rodrigues, em sua casa.

Uma das telas de Adão Rodrigues.





O artista plástico e publicitário Adão Rodrigues, que há mais de uma década é responsável pelo Jornal do ônbus, avisa que "a mostra da Tânia (*)vai sair no Jornal do Ônibus nº 353 que já está na gráfica".



(*)Tânia Diniz, editora do Mural poético Mulheres Emergentes

Leia a respeito na página imediatamente anterior a esta.

Agradeço ao amigo talentosíssimo Adão, pelo informe.Sua esposa, a escultora e pintora Maria conceição moreira, também é poeta.

Galeria da Rodoviária mostra haikais-Mulheres emergentes-org Tânia Diniz



Amigos, Tânia Diniz convida para a expo de haikais do Mural Mulheres Emergentes.
Informa-me que um dos meus vai estar ali exposto, pelo que muito fico agradecida.

2008 foi um ano muito especial para a poeta e editora , que publicou a bem sucedida antologia ME 18, que agrega poetas de outros lugares e muitas mineiras.Foi entrevistada, participou de eventos-um deles o BH na PAZ, com cerca de quinze mil pessoas presentes, na Pr.da Estacao, na qualidade de uma das pessoas representantes
do poetas pela paz e pela poesia, ficando conosco no estande e lendo haikais no palco.

Na foto,Tânia Diniz , com a Medalha de Ouro do InBrasCi, outorgada pela governadora em MG, Andreia Donadon a a seu lado, de preto,pelos dezoito anos do Mulheres Emergentes.


Tânia escreve no Jornal Aldrava de Mariana, Mg-e participa do Projeto POIETISA que marco Llobus e eu desenvolvemos.

Se vc estiver em Belo Horizonte, veja a mostra na Galeria da Rodoviária .O prazo vai a 26/11 a partir de hoje, 14.





~Prezado amigo jornalista,


gostaria de contar com seu apoio na divulgação de mais esta realização Mulheres Emergentes,

assim como, com sua visita à exposição.
Gratíssima,

Tânia Diniz, organizadora.
contatos: memerg@gmail.com
telefax (31) 3332 21 11 / 9166 87 96.



1a. Mostra Mineira de Haicai Mulheres Emergentes

Comemoração dos 19 anos do mural poético Mulheres Emergentes e homenagem ao Centenário da Imigração Japonesa no Brasil


Organização: Tânia Diniz e AnaCarol Diniz


Ilustrações: Iara Abreu

Haicai ou Haikai

Menor forma poética do mundo.
Poema japonês que teve seu auge no século XVII.
Compõe-se de três versos, de 5-7-5 sílabas-sons, não exige rima ou título, valoriza a natureza.
Principais mestres do haicai: Matsuo Bashô, Buson e Issa.

Mulheres Emergentes é um mural poético que enfatiza o feminino nas artes.
Trimestral, de circulação internacional, idealizado e publicado pela poeta e editora Tânia Diniz desde 1989.
Contato e colaborações: memerg@gmail.com / 31- 3332 21 11. www.mulheresemergentes.blogspot.com



A 1ª Mostra Mineira de Haicai Mulheres Emergentes estará na Galeria da Rodoviária de 14 a 26 de novembro de 2008 e se estenderá às pilastras internas e jardins externos pelo mês de dezembro. Entrada franca. Apoio cultural do BDMG, Governo de Minas Gerais, Rodoviária - PBH, ong OPA!





--
Tânia Diniz
poeta e editora
telefax (31) 3332 21 11
www.mulheresemergentes.blogspot.com

Divulga
Clevane Pessoa de A. lopes
Diretora Regional do inBrasCi em Belo Horizonte, MG

Coronel Apolidoro Máximo:imperdível







Hoje, 14/11, humor e mineiridade na peça Coronel Apolodoro Máximo,vivido por um dos gemeos Leos ,Leosino Miranda;

Local:Teatro N.S.das Dores, à Av.Francisco Sales 77 -Floresta-Belo Horizonte, MG.

Mais detalhes no site:

http://leoleo.com.br

Os irmãos mineiros Leosino e Leonildo Miranda ,, poetas, prosadores, com muitos livros publicados, muitas peças apresentadas, vêm do curta metragem Os Coveiros:

"Segue abaixo os sites informativos do filme 'Dois Coveiros' onde participaram, lançado no Festival de Gramado no dia 14/08/08 e no no Festival de São Paulo nos dias 23, 24, 27 e 28 de agosto de 2008.


19º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo 2008 (http://www.kinoforum.org.br/curtas/2008/detalhe.php?idioma=1&c=16358)



36º Festival Internacional de Cinema de Gramado

(http://www.gramado.rs.gov.br/index.php/Turismo/Mostra-Gaucha-do-360-Festival-de-Cinema-de-Gramado.html)"

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

FESTA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NO SARAVÁH BAR COM HAROLDO OLIVEIRA


Show de Haroldo Oliveira comemora o Dia da Consciência Negra


Segue release sobre show do músico Haroldo Oliveira e Banda do Caixote em Pé, comemorando o dia da Consciência Negra, dia 19 de novembro no Saravah Bar (SAMPA). Solicitamos apoio na divulgação através de inserção no sítio/portal e/ou boletim. Agradecemos e ficamos a disposição. Edson Lima - 3746 6938 / 9586 5577.

FESTA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NO SARAVÁH BAR COM HAROLDO OLIVEIRA

Como não pode ser diferente a comemoração do Dia da Consciência Negra começa mais cedo, dia 19 de novembro às 21h com o show de Haroldo Oliveira no Saravá Bar.

O espetáculo será regado com muito Regaee, Ijexá, Boi-Bumbá, Samba e muita alegria, uma verdadeira celebração em grande estilo para esta data importante de nosso país. Há alguns anos os brasileiros celebram o "Dia da Consciência Negra" em 20 de novembro, dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se refletir lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte destes imigrantes-escravos forçados pelas Caravelas. (1594).

Haroldo Oliveira traz sua banda Caixote em Pé e promete canções dançantes que animará a Festa. O Show iniciara às 21h e tem previsão de uma hora e meia de duração.

Haroldo Oliveira - Iniciou carreira em 85, compondo para o teatro "A Arvore que andava", "Morte e Vida Severina", "A Rua do Mundo". Gravou seu primeiro CD "Fruto", em 92, em Liss, Suíça, e o segundo "SAOPUNKPIRIPAQUEINDUSTRIAL" em 1998 pela gravadora R.G.E.

Em 2003 juntamente com a DGT Filmes produziu seu próprio DVD, Haroldo Oliveira 3x4. O DVD possui 8 (oito) composições mais depoimentos, todas interpretadas por ele, entre elas "São Luiz" e "Cajaíba", gravadas por Ana Luiza, e "Bolero das Estrelas", por Juliana Amaral, vozes da nova geração de intérpretes paulistanas.

SERVIÇO
HAROLDO DE OLIVEIRA E A BANDA DO CAIXOTE EM PÉ NO SARAVÀH BAR
Endereço:Rua João Moura nº. 796 (esquina com Cardeal Arco Verde) Tel. 3081 6010
Ingresso: R$7,00 reais couvert artístico (aceita todos os cartões)
Horário do Espetáculo: 21h - Apoio: O AUTOR NA PRAÇA

ASSESSORIA DE IMPRENSA
JuBrum Comunicação - JULIANA BRUM
Cel.: 11 8468 9594 / E-mail:pretonobrancoassessoria@gmail.com
O ótimo site do Curta Petrobrás, permite que vc visite, selecione e tenha lá seus curtas predileitos, em pasta pessoal.


"Olá, Clevane Pessoa de Araújo Lopes,
Confira as novidades da semana!!

Caso queira deixar de receber este informativo, por favor altere seu cadastro.





Estréia
Fabricação Própria - A Desordem do Desejo
Um retrato da primeira transexual operada legalmente no Brasil. Um documentário de carne, osso e desejo.






Festival de Animações Eróticas 2008

Animações eróticas pra todos!
Eles voltaram! Os filminhos animados, salientes e safadinhos estão de volta na praça, graças a enxurrada de criatividade libidinosa do Festival de Animações Eróticas! E o Porta Curtas preparou uma seleção especial para você, que tem vergonha de ser vi
» Confira o Programa 1




Animações eróticas em casa!
Um Festival que inspira a fantasia, mas se dá ao respeito! Chegando à terceira edição consecutiva, consolidando sua reputação como um apanhado corajoso e representativo da animação erótica brasileira! E, afinal, é disso que o povo gosta!
» Confira o Programa 2




Animadores
E quem animará os animadores? Allan Sieber, claro, misturando festinha infantil e existencialismo de pelúcia!
» 1º Vencedor do Prêmio Porta Curtas no Curta Cinema!




Menino Aranha
Não, não é um curta sobre a infância do homem aranha! É uma lenda urbana contada no Recife do final da década de 90!
» 2º Vencedor do Prêmio Porta Curtas no Curta Cinema!





Lúmen
Um inventor em crise tem uma idéia que parece ser a solução perfeita para os seus problemas. Afinal, como todos vão notar, ele tem uma mente
» 3º Vencedor do Prêmio Porta Curtas no Curta Cinema!









Curta as Curtinhas

Você tem um filme à procura de tela? Quer inscrevê-lo em vários festivais? Então não deixe de clicar na seção Curtinhas. Lá você encontra as últimas notícias sobre festivais e programas voltados à exibição e divulgação do curta-metragem nacional.





Divirta-se e até a próxima,

A Redação"

Basta que vc se cadastre.
Essa edição copntém curtas eróticos, por isso, postei-os aqui.Mas há sociais, por exemplo, o conhecido Ilha das Flores e outros mais.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Espanha_Brumário Poético-Pontevedra

IV Brumario Poético
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008 9:46
De: "Fernando Luis Pérez Poza"



Miércoles 12.11.2008 - Diario de Pontevedra

Días de poesía en Pontevedra

Miguel Ángel Cuña presentó la IV edición del Brumario Poético

(Pontevedra) .
Diario de Pontevedra

Días de poesía en Pontevedra
Miguel Ángel Cuña presentó la IV edición del Brumario Poético

(Pontevedra) .
Un año más se celebra en Pontevedra el IV Brumario Poético, del que se podrá disfrutar del 19 de noviembre al 5 de diciembre y está organizado por la fundación Cuña-Casasbellas. Fabulario Novo-Hipofanias.

El vicepresidente de la fundación Miguel Ángel Cuña, fue el encargado de presentar las actividades que tendrán lugar en esta edición. La actividad consta de cuatro partes. Por un lado, una exposición pictórica ‘Degaro’ del artista Xosé Luis de Dios. Por otra parte se desarrolla la actividad llamada ‘Habitar poéticamente’.

Una de las jornadas estará protagonizada por Khalid Raissouni; otra dedicada al Romancero, con la participación de Estrella Fernández y Miguel Cuña (recitado) y Mónica de Nut y Paco Dicenta (que pondrán la voz y la música respectivamente. ) y la última dedicada al alemán Friedrich Hölderin. La tercera actividad, llamada ‘Tres xeracións poéticas en Pontevedra’ estarán dedicadas a Virguilio Nóvoa Gil, Manuel Cuña Novás y Jorge Cuña Casasbellas.

Para terminar, el día 5 de diciembre se homenajeará al poeta Aimée Casaire, dentro del evento titulado ‘Poesía sin fronteras’. Todos los actos tendrán lugar en el Teatro Principal y la entrada es gratuita.

11/11/2008

Projeto Agulhas Negras: uma sessão de verão

Goethe Institut Sao Paulo - Depto. Cultural


Date: 2008/11/13


Subject: Projeto Agulhas Negras: uma sessao de verao




"Goethe-Institut São Paulo, Centro Cultural São Paulo, Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e Fórum Permanente convidam para

Agulhas Negras: uma sessão de verão


Sobre a necessidade de discutir as funções sociais da arte contemporânea

Black Mountain College, escola experimental de arte que nos anos 1960 formou grande número de artistas do movimento de vanguarda nos Estados Unidos, serve como base para a concepção do projeto Agulhas Negras. Com o objetivo de explorar formas colaborativas, sociais e utópicas de arte, o projeto reuniu durante duas semanas em uma casa de campo, catorze artistas da Europa e da América Latina.


Participam do projeto os artistas

Amilcar Packer (São Paulo),

Annette Weisser (Alemanha),

Emma Kihl (Suécia),

Jared Domicio (Fortaleza),

Karina Granieri (Argentina),

Katharina Schlieben (Alemanha),

Kristina Ask (Dinamarca),

Lucia Koch (São Paulo),

Michael Muller (Alemanha),

Narda Alvarado (Bolívia),

Olivia Plender (Inglaterra),

Sophia Tabatadze (Alemanha)

Unnar Orn (Islândia).

O resultado da residência artística é agora apresentado pelo Goethe-Institut São Paulo, Centro Cultural São Paulo e FAAP, com curadoria de Ellen Blumenstein e Carla Zaccagnini, através de palestras, encontros, intervenções no espaço público e institucional, performances e exposições.


Nos dias 12, 13 e 14 de novembro na sala Zero do Centro Cultural São Paulo, os participantes se reúnem para relatar as suas experiências da residência e apresentam seus trabalhos. Nos dias 17 e 18 de novembro o Goethe-Institut São Paulo promove o encontro Do Black Mountain College a Agulhas Negras com as mesas redondas Criação Colaborativa e Arte-Experimento-Aprendizado. A primeira mesa tem a participação de Mario Ramiro, Kristina Ask e Sophia Tabatadze, com mediação de Carla Zaccagnini. A segunda mesa é composta por Carmela Gross, Annette Weisser e Olivia Plender e será mediada por Ellen Blumenstein."



A transmissão será feita online pelo site do Fórum Permanente: www.forumpermanente.org.