domingo, 25 de maio de 2008

O PRISIONEIRO-Soares Feitosa





Imagens:
antigas , e ,entre elas, a magnpífica foto-arte de Fernando Barbosa, enviada pelo poeta,ator e fotógrafo,cujas cores consieramos que casam-se muito bem com as demias figuras;

Clevane

"O maior site de Poesias da Internet",pioneiro da hospedagem do OUTRO, no Brasil, foi criado por um grande poeta, o amigo SOARES FEITOSA.

Visitem-no e leiam esse primor de simbologia amorosa:

O Prisioneiro

— Soares Feitosa —

Deutsch

Trouxeram-me a prisioneira ao interrogatório.



Recusei-me às perguntas porque as respostas
estavam ao passado. Sequer o futuro
se lhe indagou; que também recusou
perguntar, quando os carrascos lhe disseram:



— Pergunte o que quiser.


Ela apenas balbuciou:
— Eu sei.



Mentíamo-nos,
porque jamais nos víramos.



Decretei a prisão imediata de todos os carrascos.
Mantive a prisioneira sob algemas,
que ninguém é louco de manter
tesoiro tão rico ao léu;



mas, prudência maior,
soltei-lhe os braços e mudei as algemas

aos meus próprios pulsos.

Ela —
os gestos diziam que me seriam
sob afagos.



Deixei:
apenas que os olhos, os cabelos úmidos:



— Os meus? Os dela?



Era o chamamento.



Fortaleza, noite, 11.12.1999

http://www.secrel.com.br/jpoesia/feito59.html

Gabriel Bicalho comenta entrevista a Andréia Donadon






Fotos:Gabriel Bicalho,e os projetos educativos dos poetas e a tela de Deia Leal(Andreia Donadon), Fogo da vaidade.



"Caríssima Andréia Donadon Leal-(Déia Leal):

"Está ótima a entrevista que a Clevane Pessoa fez com você! Precisas as perguntas e as respostas: muito bem elaboradas! Parabéns: às duas! À Clevane por saber conduzir o assunto, propiciando-lhe a explanação de seus feitos e merecidas conquistas; e a você, Andréia, por responder com segurança e propriedade questionamentos abrangentes e que muito esclarecem sobre as atividades dos aldravistas, que temos em você uma riquíssima aquisição, cujo fantástico desempenho nos surpreende a cada dia, face ao enorme talento e à valiosa dedicação com que se empenha nos fazeres da Poesia, da Pintura, da divulgação e coordenação de projetos da nossa Aldrava Letras e Artes! >

Meu abraço fraterno: Gabriel Bicalho.//"

Venho de públicar essa nota para não perder a oportunidade da dupla homenagem:a Andréia Donadon (Deia Leal)e ao autor,Gabriel Bicalho,que refere-se a nós dessa forma sempre cara à nossa alma.E escrevo sobre o premiado autor aldravista, da cidade de mariana, MG:

A Propósito de precisão:

Gabriel Bicalho, cuja versatilidade nos encanta,plaina entre a trova e o verso livre,o haikai e o soneto,dentro do Aldravismo, com o preciso vôo do beija - flor em jardim inesgotável de opções.Poeta premiado,Presidente do Jornal Aldrava(que apresenta ainda uma versão virtual e uma para o público infantil ),tanto escreve algo qual

DE PROFUNDIS

Dia desses falei
que ser humano
nunca será fácil
e ninguém me deu ouvidos

desci mais um degrau
e vociferei para os irmãos:
tanta ganância vos condena!
(e engoli toda a fome do mundo)

pensam mesmo que sou deus?
assopro a poeira dos astros
para os olhos dos anjos

chuto a canela do capeta
e vou destemido para o inferno
comandar a zorra dos pecados mortais".



Gosto muito desse meta-humano ,muito humano poema.A condição incomodativa de sermos poetas mas não atingirmos a condição de deuses, experenciada por tantos que escrevem versos- é explicitada com poucas/imensuráveis possibilidades,uma em cada estrofe,e se a voz tenta em vão alcançar os homens -a que clama no deserto das almas surdas - depois fala ao Universo, onde o viadante dos continetes engole "toda a fome do mundo".Não é suficiente.Mas não desiste, pois o verbo está preso na garganta num cordão de prata e precisa de consonânica, ouvidos, gestos de compreensão de um contexto que sufocaria, se amordaçado.
E então, com a grandiosidade do bardo, é capaz de assoprar "a poeira dos astros para os olhos dos anjos", com a liberdade concedida pela própria POIESIS"...Ainda assim , não é Deus, tem de reconhecer as limitações humanas .E então , intimorato, desce ao inferno -dantesco ou imaginário, irreal ou verdadeiro , depois de chutar o próprio esposo de Perséfone-Coré,a representante dos ciclos,filha de Deméter,a deusa da agri/cultura, responsável pelas estações,tão essenciais à ars do haikai que os aldravistas amam.E lá, por certo, prova da romã,para "comandar a zorra dos pecados mortais"...

Em que pese o risco de explicar o inexplicável, não resisti a esse destrichar de tão maduro poema.Releia e sinta o pianíssimo amadurecer do homem poeta, próximos do Olimpo e muitas vezes convidados à mesa, para serem servidos por Hebe, a Deusa da eterna juventude e tornozelos delicados...Releia e sinta o gosto divino:ambrosia...maná...macã...vinho...mel e hidromel...E sinta o calor das chamas no entorno dos pecados mortais e com elas ,dance...tal e qual o Poeta gabriel Bicalho...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora regional do inBrasCi em belo Horizonte, MG

5º. ENCONTRO DE ESCRITORES E ARTISTAS INDÍGENAS




Recebemos do GRUMIN e repassamos esse importante encontro de escritores e artistas indígenas.

Na foto:Recentemente, Eliane Potiguara( * ) no FORUM em LIMA,Peru,representa as etnias brasileiras.

"5º. ENCONTRO DE ESCRITORES E ARTISTAS INDÍGENAS

Promoção: Instituto Indígena Brasileiro para Propriedade Intelectual – INBRAPI

Realização: Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas do Inbrapi – NEArIn

Apoio: Instituto C&A, Fundação Ford, Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ

Parceiro: Rede GRUMIN de Mulheres Indígenas."



Data: 25 de maio a 01 de junho de 2008.

Local: Museu de Arte Moderna – MAM e Centro de Acolhida Assunção/Rio de Janeiro/RJ.



Justificativa



Os Povos Indígenas estão vivendo momentos de transformações, mudanças que são trazidas por um contato cada vez mais próximo e intenso. Tais mudanças têm ocasionado uma nova postura com relação à sociedade nacional trazendo uma nova luz à dinâmica da cultura que estes povos desenvolveram ao longo de toda sua história. São mudanças espetaculares do ponto de vista da adaptação necessária aos novos tempos.

Tais adaptações já se fazem sentir no seio dos povos indígenas seja através da participação política nas diversas instâncias de negociações e luta pelos direitos históricos, seja através da participação em eventos culturais onde possam expor a riqueza de suas danças, músicas, línguas, enfim, do seu universo mítico e espiritual.

Tem sido este esforço em compreender a riqueza da sociedade nacional que tem feito os povos indígenas resistir ainda mais como grupos e fortalecerem suas identidades étnicas e buscarem novos caminhos de sobrevivência dentro e com a sociedade brasileira.

Tal esforço tem sido observado pelos brasileiros principalmente no que diz respeito à produção literária de autoria indígena. Há um crescente interesse nessa literatura, sobretudo por parte das escolas brasileiras que têm percebido quão especiais é o olhar indígena sobre sua realidade e sobre a realidade que o cerca, no caso, o Brasil.

É justamente pela necessidade de fazer esta aproximação com a sociedade nacional mostrando a riqueza da cultura através das letras e do desenho indígenas que estamos propondo a realização deste III Encontro Nacional de Escritores e Ilustradores Indígenas a ser organizado pelo Núcleo de Escritores e Ilustradores Indígenas – NEII.

Nosso propósito é divulgar ao público brasileiro a 2ª. Década Internacional dos Povos Indígenas (2005-2015) proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma forma de esclarecer e informá-la sobre a existência da grande diversidade cultural e lingüística em nossa terra.

É também nosso objetivo dar visibilidade à literatura de autoria indígena aos educadores das redes públicas e particulares do Estado do Rio de Janeiro.

No entanto, nosso objetivo maior é preparar profissionais indígenas para o exercício de uma função social especialmente importante na conscientização de crianças e jovens brasileiros.

Pretendemos fazer isso participando do X Seminário sobre Literatura Infantil e Juvenil organizado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ e da organização de Oficinas de Texto e Leitura direcionada para os indígenas participantes do referido encontro.

Temos a esperança de, assim, podermos oferecer à sociedade brasileira e aos povos indígenas um (re) encontro necessário para a partilha de idéias e sentimentos.
Daniel Munduruku

Atividades irão de 25 de junho a até 1º de junho de 2008, no MAM/Museu de Arte Moderna/Rio.Entre algumas atividades destacam-se:

* Lançamento do livro de Daniel Munduruku A PALAVRA DO GRANDE CHEFE, da editora Global, será no dia 24 de maio, às 16 hs.
O livro é uma releitura do famoso discurso do chefe seatle com uma ilustração primorosa do Mauricio Negro.
* Atendimento ao público do Salão do livro e gravação de depoimentos para o projeto poranduba
* Abertura do seminário FNLIJ com a presença de todos os indígenas
*
Seminário FNLIJ e atendimento ao público do salão do livro e gravação de depoimentos para o projeto poranduba.
*
Dia 28/05/2008, durante todo o dia, no Mam , veja as atividades específicas abaixo:

Seminário FNLIJ/Inbrapi.

Seminário

o Lançamento do catálogo de autores indígenas;

o Seminário na UERJ.( noite)


* Reunião interna entre os indígenas

INFORMA GRUMIN/REDE DE COMUNICAÇÃO INDÍGENA
ELIANE POTIGUARA
Fellow da Ashoka
Observatório da Mulher Indígena
INBRAPI/Inst.Bras.Propriedade Intelectual
Membra Fundadora del Enlace Continental de Mujeres Indígenas
Associação Mulheres pela Paz
www.inbrapi.org.br
www.grumin.org.br (institucional)
http://www.elianepotiguara.orgbr (site oficial da escritora)
http://fotolog.terracom.br/elianepotiguara
http://groups.yahoo.com/group/literaturaindigena

E-mail institucional: grumin@grumin.org.br

OITAVO CONCURSO INTERNACIONAL DE CANTO BIDU SAYÃO




Foto:Bidu Sayão, protagonizando MANON
(arquivo-Enciclopédia Arikah:http://www.arikah.net/enciclopedia-portuguese/%C3%93pera)
Pesquisei através do Google.
Clevane
Divulgação:
Direção Regional do InBRasCi em Belo Horizonte, MG


A Poetisa mineira Jandira Adami( Home Page:www.berju.uaivip.com.br
Livro Virtual-Momentos- www.ebooks.avbl.com.br/biblioteca1/jandyraadami.htm
Blog-www.jandyraadami.blogger.com.br
Autora do livro- DEVANEIOS- Acalanto Para Gente Grande)
, nos envia:

8º CONCURSO INTERNACIONAL DE CANTO BIDU SAYÃO PDF Imprimir E-mail
20 de maio de 2008


Começa na próxima terça-feira, dia 27 de maio, em Belo Horizonte, o 8º Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão. Cinqüenta candidatos disputarão R$ 68 mil em premiação em dinheiro, além de troféus, placas e diplomas. A edição de 2008 conta com o patrocínio da CEMIG e o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais, através da Secretaria da Cultura, e também com apoio do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Entre os concorrentes classificados há candidatos vindos de vários países como Coréia, Canadá, Argentina, Escócia e Austrália, além de diversas regiões do Brasil, como Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Goiás, Alagoas, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

O público irá apreciar vozes e estilos muito diferentes. Entre os homens, dos 25 candidatos, dez são barítonos; nove, tenores; cinco, baixo barítonos; e um, baixo. Das 25 candidatas, dezenove são sopranos; e seis, mezzo-sopranos.

Segundo Cleber Papa, presidente do Concurso Bidu Sayão e diretor da São Paulo ImagemData, “esta é uma oportunidade muito interessante para se conhecer como estão as vozes no Brasil e no exterior. É muito bom percebermos que há uma atividade muito consistente no aprendizado do canto e que no Brasil temos bolsões de excelência em que professores estão trabalhando um grande número de cantores. Temos que persistir no caminho de auxiliar estas vozes a se revelarem e o Concurso é um instrumento importante para isto”.

Nas sete primeiras edições do Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão foram 67 cantores premiados vindos de vários países (Portugal, Cuba, Austrália, Estados Unidos, Coréia, Itália, dois Argentina e Uruguai) e de diversos estados brasileiros. Uma das novidades para a edição deste ano é que as provas eliminatórias e semifinais serão mistas.

Os candidatos serão avaliados por um júri internacional composto por oito integrantes. A presidência caberá ao maestro Ira Levin, regente titular e diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília. Dividirão com o maestro Ira Levin a incumbência de julgar os candidatos, Bruno Michel, coordenador artístico do Théâtre Du Châtelet (França); Christopher Meyer, diretor artístico da Ópera de Zurique (Suíça); maestro Luiz Aguiar, regente de coro e musicólogo; Jorge Vaz de Carvalho, barítono de Portugal; maestro Reinaldo Censabella, regente e diretor artístico do Teatro de La Plata (Argentina); José Carlos Xavier, professor do Conservatório Nacional de Lisboa (Portugal) e o jornalista e crítico musical Irineu de Franco Perpétuo.

“A troca de experiência entre os candidatos e o próprio júri são os principais atrativos para os candidatos que se inscrevem para participar do Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão. A reunião de tantos representantes deste segmento, vindo de várias regiões do mundo garante aos candidatos possibilidade única de audição”, explica Cleber Papa.

Provas e premiação: O acesso do público às provas eliminatórias, semifinais e à final é gratuito. Todas serão realizadas no Teatro SESIMINAS, localizado à Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia. As eliminatórias acontecem nos dias 27 e 28 a partir das 16h30; as semifinais, nos dias 29 e 30, e a final, no dia 31, a partir das 18h. Os ingressos para acesso às provas e à final devem ser retirados nas bilheterias do Teatro SESIMINAS. Mais informações pelo telefone (31) 3241-7181 .

Na prova final, o público vota escolhendo um cantor do sexo masculino e outro feminino. Os indicados do Voto Popular se apresentam no Concerto de Premiação, recebem troféus e prêmios em dinheiro.

O Concerto de Encerramento e Premiação com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, sob a regência do Maestro Marcelo Ramos, acontece no dia 1º de junho, a partir das 19h, no Grande Teatro do Palácio das Artes. Os ingressos para o Concertoa apresentação estarão a venda a partir do dia 26 de maio nas bilheterias do Teatro do Palácio das Artes, Avenida Afonso Pena, 1.537, a apenas R$ 1,00 cada.

Os cinqüenta candidatos classificados para o 8º Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão concorrem aos seguintes prêmios:

Premiação do 8º Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão: - 1º Prêmio masculino - R$ 15.000,00 e troféu;

- 1º Prêmio feminino - R$ 15.000,00 e troféu;

- 2º Prêmio masculino - R$ 10.000,00 e troféu;

- 2º Prêmio feminino - R$ 10.000,00 e troféu;

- 3º Prêmio masculino - R$ 5.000,00 e troféu;

- 3º Prêmio feminino - R$ 5.000,00 e troféu;

- Prêmio Melhor Intérprete de Canção - R$ 2.000,00 e Diploma;

- Prêmio Melhor Intérprete de Ária de Ópera - R$ 2.000,00 e Diploma;

- Prêmio Júri Popular Masculino- R$ 1.000,00 e Placa;

- Prêmio Júri Popular Feminino- R$ 1.000,00 e Placa;

- Prêmio Revelação - R$ 1.000,00 e Diploma;

- Prêmio Estímulo - R$ 1.000,00 e Diploma;

- Menção Honrosa – Placa e Diploma.

Mais informações pelo site: www.bidusayao.com.br.

sábado, 24 de maio de 2008

Andreia Donadon-Segunda Entrevista







Fotos>Tela de Deia Leal

O expoente do Aldravismo na cidade primaz do Estado de Minas Gerais, Brasil(Mariana):em pé, o casal de poetas J.B.Donadon-Leal e Andréia Donadon(ele, Professor da UFOP e pós Doutor em Análise do Discurso ; ela, a internacional artista plástica Deia Leal).Sentados:Gabriel Bicalho, premiado poeta e diretor do jornal Aldrava, com José Sebastião Ferreira, cujo mais recente livro é dedicado ao público infantil:Jenipapo)

Andréia, tendo ao fundo as sólidas paredes da Casa de Alphonsus de Guimaraes, simbolista mineiro de renome intenacional, hoje Museu que leva seu nome.
Nesse espaço, durante a mostra Internacional de Arte Aldravista, no ano de 2007,lancei meu livro de contos Mulheres de Água , Sal e Afins (editora urbana-RJ / Editora Libergráfica-BH), numa inesquecível experiência.


Andréia:

Simplemente e*s*p*e*t*a*c*u*l*a*R.

Amei a profundidade de suas respostas-não me surpreende, repito sempre, Andréia, dada a sua singularidade e o moto continuum de sua PalavrARTE.

Vou publicar e divulgar .

Continue...S*E*N*D*O!

Adorei as fotos.

Bom final de semana em Santa Bárbara ( a que enfrentava os trovões e as potestades).

Abrs:
Clevane

2008/5/23 andreia leal :




From: andreia leal
To: CLEVANE Pessoa , clevane pessoa dearaújolopes
Date: Fri, 23 May 2008 23:23:48 -0300 (ART)
Subject: Lá vai a Entrevista - Clevane Pessoa entrevista Déia Leal (Andreia Donadon)

andreia donadon leal - déia leal

ENTREVISTA


1-Andréia é impressionante a sua produção e capacidade de divulgação. Atribui essa "rede" trocada à sua empatia com o Outro, ou apenas ao seu trabalho paciente?

A união de trabalho com empatia dá bons resultados, tanto na produção quanto na divulgação de cultura. Estes dois mecanismos contribuem tanto na produção e divulgação do trabalho. Apesar de estar nos comunicando através de uma máquina, quem está do outro lado, ou melhor, na frente da máquina é um ser humano. Quem fica no "Só vem a nós", acaba naufragando na teia do egocentrismo, fase da primeira infância. Acredito na articulação, união e parceria entre os meios que divulgam, promovem e produzem Cultura. Cultura é humanização. Nesta rede encontramos algumas pessoas que desejam divulgação apenas do SEU trabalho. Aí, vem o egocentrismo e o EU, EU e EU... Felizmente, neste emaranhado virtual tive até o presente momento, pouquíssimos "Só vem a nós".
Ao artista, escritor ou ativista cultural diria: "Você pode ser genial, bem-sucedido, criativo e ao mesmo tempo empático. Não custa nada e é indolor.".


2-A Primeira Exposição Internacional de Arte Aldravista foi um sucesso, quando acontecerá à segunda?

A 1ª Exposição Internacional de Arte Aldravista foi um sucesso, pois colocou diversas manifestações visuais produzidas por artistas contemporâneos de outros países ao alcance dos olhos marianenses, de escolares, passantes e pessoas de outras cidades mineiras que estiveram presentes ou participaram dos eventos promovidos pela ACVRA (Asociación Cultural Valentin Ruiz Aznar- Espanha) e Associação Aldrava Letras e Artes. Foi uma novidade também para Mariana. Ainda não está agendada a 2ª Exposição Internacional de Arte Aldravista, mas a mantemos hospedada em nosso site no endereço:
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_expo_internacional.htm

E mantemos também uma Exposição On Line com obras de artistas internacionais e nacionais na Galeria do Jornal Aldrava Cultural em:
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_galeria_2008.htm

3-O professor Antonio Gualda acaba de publicar um livro em nosso País, pode falar algumas palavras a respeito?

Infelizmente não tive acesso ao livro, mas estou curiosa, pois sei que a produção pictórica, literária e sinfônica do professor Antonio Gualda é instigante e valorosa.


4-O que significa, para você, ensinar Poesia a crianças alfabetizandas? É fácil ou difícil? Os aldravistas envolvidos no processo atuam igualmente ou cada um usa sua própria Metodologia? Qual o papel da professora?
O que significou para a escola selecionada pelo PROALFA um primeiro lugar?E para os Poetas do projeto?

Significa criar o gosto pela poesia desde o processo de alfabetização. A criança tem capacidade para viver poeticamente, independente de sua condição social e de seu conhecimento de mundo. O conhecimento da terminologia técnica é dispensável nas primeiras séries do ensino fundamental, sendo mais importante o exercício de dizer e ouvir poemas e de participar com o poeta na identificação do seu material poético. Poemas com onomatopéias, aliterações, compassos curtos, repetições de vocábulos e rimas são excelentes para alunos da série inicial de alfabetização. Ao repetir versos, aliterações e sonoridades, a criança realiza suas primeiras aproximações com a poesia. A primeira fase de seu contato com a poesia é a do domínio das sonoridades, neste aspecto o trabalho com poesia torna-se prazeroso, fácil para o professor e o aluno. Se o educador resolver trabalhar nas séries iniciais a teorização, tornará o trabalho desestimulante, cansativo, difícil, além de esconder o sentido mais belo da poesia. Para crianças menores, o melhor é lidar com textos poéticos que privilegiem a sensibilização e a vivência do texto. A lida com o texto poético deve começar desde cedo, para que esse gosto, uma vez instalado, seja passado para a adolescência e idade adulta. Os leitores iniciantes apreciam poemas como trava-língua, jogos de sons e palavras ou pelo elemento representado como animais, folclore, pessoas queridas, objetos inusitados.
Infelizmente, para muitas crianças, o primeiro e último contato com a poesia é na escola. Fica a cargo do professor a tarefa de criar o gosto pela poesia.
O significado do primeiro lugar no PROALFA pela E.E. Dom Benevides, região de Mariana em 2007 e 2008, demonstra o resultado de um trabalho bem-sucedido, realizado nos últimos anos com participação efetiva dos poetas do Jornal Aldrava Cultural, professores de universidade, graduanda do curso de Letras da Universidade Federal de Ouro Preto e artistas plásticos diretamente com os alunos e professores. Esta parceria contribuiu para o aprimoramento das atividades de alfabetização. Para nós, poetas do Jornal Aldrava Cultural foi um dos grandes feitos: auxiliar educadores e crianças utilizando a poesia no processo de alfabetização e letramento.




5-Qual a receptividade dos pais e dos próprios alunos?A sutileza do haicai consegue ser compreendida e assimilada pelos mini-poetas?

A primeira impressão é a de espanto, pelos professores. A maioria não sabia o que era o haicai. Inicialmente tivemos que dar algumas palestras para professores e equipe pedagógica. Posteriormente, os educadores começaram sutilmente a leitura no final das aulas, de algum haicai e nome dos poetas, que muitos alunos conheciam, pois são da região. Alguns alunos ficaram intrigados com a leitura e no outro dia encontravam no quadro dois haicais colocados propositalmente. Alguns pais foram à escola e realizaram pesquisas sobre o assunto. A novidade instiga. Apesar do estranhamento, os alunos e pais gostam de aprender. Neste sentido, o início do caminho com ensino da poesia sintética movimentou o espaço escolar e a comunidade atendida pela escola. Os alunos que não dominavam a leitura até então, começaram a ler e produzir de forma LIVRE, acompanhando os três versos dos haicais. Não foi um trabalho fácil. Minha presença no espaço escolar, auxiliou no processo e na construção coletiva dos haicais nas séries iniciais. As visitas, experiências, observação e leitura viabilizaram e facilitaram a assimilação pelos mini-poetas.


6-Seu cargo de Governadora do InBrasCI em MG, nasceu de que propostas ou justificativas da Presidente? Gosta do que faz?Quais os atos mais prazerosos já acontecidos em sua Governadoria?

A presidente do InBrasCI (Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais), Drª Marilza de Castro, a Diretoria da Sede Nacional e o Chanceler do InBrasCI em Portugal, representação internacional, Dr. Édison Pereira de Almeida, pensaram inicialmente em uma pessoa de Mariana, por ser a primeira cidade de Minas. Estiveram pesquisando currículo e produção de algumas pessoas que pertencessem a um grupo cultural e ao mesmo tempo transitassem nas artes plásticas, literatura e que estivessem produzindo. Desta forma chegaram até mim. Tenho um amor incondicional pelo que faço. Transitei também pelo teatro, trabalhando com alunos de escolas municipais na direção e adaptação de peças teatrais como Auto de São Lourenço, Morte e Vida Severina, Shakespeare Apaixonado, A Bela Adormecida e outros peças no período de 1995 até meados de 2001. Saraus em asilos e cadeia pública de Santa Bárbara, etc.O InBrasCI produz reconhecimento e isto é prazeroso. Reconhecer uma senhora de 93 anos, moradora de uma cidade pequena, afastada dos grandes centros culturais, que produziu obras literárias foi um dos atos mais prazerosos e humanos acontecidos na Governadoria do InBrasCI em Minas Gerais.




7-Qual o staff do InBrasCI em MG?

Governadora: Andréia Donadon Leal (Déia Leal), Vice-Governador: Gabriel Bicalho. Secretário-Geral: Dr. J. B. Donadon-Leal. Diretor Financeiro: J.S. Ferreira
Diretorias Municipais
Ipatinga - Vale do Aço: Marília Siqueira Lacerda.
Belo Horizonte: Clevane Pessoa Araújo.
A Diretoria do InBrasCI-MG é composta por: um governador, um vice-governador, um diretor financeiro e um secretário-geral. Além destes cargos foi ampliada a criação de duas diretorias do InBrasCI em duas cidades mineiras: uma em Belo Horizonte e outra no Vale do Aço. A indicação foi realizada pela Diretoria do InBrasCI-MG.
A Governadora do InBrasCI-MG compete administrar o InBrasCI-Minas Gerais, convocar a realização de reuniões ordinárias e extraordinárias; indicar e destituir pessoas para a Diretoria de Departamentos do InBrasCI-Minas Gerais. O Vice-Governador: substituir a Governadora em suas faltas ou impedimentos, representar a Governadora em visitas ou ações sociais, colaborar na direção e execução de todas as atividades da Representação do InBrasCI em Minas Gerais. Ao Secretário-Geral: dar assistência à Governadora nas reuniões todas, providenciando para que sejam elaboradas as atas das reuniões e organizada a correspondência do InBrasCI-MG, recebida e expedida. Ao Diretor Financeiro: supervisão e execução dos assuntos atinentes à Tesouraria e à escrituração contábil, depositar, em estabelecimento bancário, todos os recursos financeiros do InBrasCI-Minas Gerais. As Diretorias Regionais do InBrasCI-Minas Gerais: selecionar, julgar e enviar matérias de relevância cultural produzidas em Minas Gerais para divulgação e conhecimento do InBrasCI-Minas Gerais; dar parecer sobre questões de suma relevância da Entidade e representar interesses do InBrasCI-Minas Gerais em sua cidade.



8-Quais as metas do InBrasCI?

O Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais (INBRASCI) é um órgão criado pela Academia Pan Americana de Letras e Confederação das Academias de Letras e Artes do Brasil - CONFALB - O InBrasCI é constituído de uma Sede que funciona no auditório da Confederação das Academias de Letras e Artes do Brasil no Rio de Janeiro, uma Chancelaria na Ilha da Madeira- Portugal, uma Governadoria no Estado de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás. A Governadoria do InBrasCI em Minas Gerais tem algumas metas a serem cumpridas ao longo dos anos que são: fazer reinar a PAZ no mundo através das Culturas e tradições dos povos, respeitando o Meio-Ambiente e os direitos e deveres de cada povo, cada nação e cada indivíduo. Integrar, entre si, as Culturas das cidades do Estado de Minas Gerais. Congregar pessoas e entidades, nacionais e estrangeiras, dedicadas à Cultura. Empenhar-se, pelos meios e recursos ao seu alcance, no sentido do cultivo, desenvolvimento e aprimoramento das Culturas brasileira e estrangeira: Letras e Artes em geral, inclusive populares. Manter intercâmbio com editoras, instituições e pessoas físicas ou jurídicas que possam colaborar para a realização e conquista dos objetivos da Governadoria do InBrasCI-Minas Gerais. Reconhecer pessoas ou entidades que tenham se destacado na produção e divulgação da Cultura Mineira no país e ou no estrangeiro. Promover, incentivar e apoiar, intercâmbios, conferências, palestras, exposições, cursos, concursos e eventos outros, sempre visando o aprimoramento das Culturas e sua divulgação nacional e no estrangeiro, de acordo com as normas do Instituto. As áreas e atuação da Governadoria do InBrasCI em Minas Gerais se destinam as atividades culturais variadas nas letras e arte em geral como: realização de simpósios e palestras, promoção de encontros e debates entre escritores, professores, jornalistas, críticos de literatura, artes em geral e interessados; criação de mecanismos e promoção de cursos livres de arte e literatura; realização de mostra e exposição de artes visuais, realização de saraus poéticos, musicais e concursos; colaboração na execução de programas culturais, de caráter público ou privado, desde que sejam do interesse da Governadoria do InBrasCI em Minas Gerais, que levará o nome da entidade, inclusive na internet.


9-Há uma Chancelaria na Ilha da Madeira, e o Chanceler é Edison Almeida.De que forma funciona, o intercâmbio Brasil/Portugal acontece pela internet?

O Intercâmbio acontece em inúmeras correspondências entre a Chancelaria, Sede Nacional e Governadoria pela internet. Nos anos ímpares o chanceler vem para o Brasil e no ano par a sede vai para Portugal, tornando este intercâmbio cultural real. Mantemos uma rede de articulação e informação sobre o que está sendo produzido em Portugal/Minas Gerai/Brasil.

10 -Seu novo livro, Cenário Noturno, será lançado oficialmente em junho, com performance da jornalista e fotógrafa, Poeta e baterista da Banda Caution, BRENDA MARQUES, Presidente da ONG Imersão Latina, que já se apresentou em Cuba, Chicago, Paris, e recentemente, em Buenos Aires.Sua tônica é a Poesia sonora, tema de sua dissertação de Mestrado.Você está curiosa em saber de que forma seus versos serão interpretadas em outra voz feminina?Deixou-a livre para criar ou pediu algo em especial?

Não pedi algo em especial e estou aguardando confirmação de data para o lançamento. Vou conversar com Brenda e deixar a bola com ela. Gostei muito de sua performance na apresentação da obra de Iara Vieira, poeta Sergipana de Aracaju, com O Coro da Serpente. Ela vestiu no corpo a alma e a obra da autora.
Realizarei um pré-lançamento em junho em um local incomum.
Quando escrevi "Cenário Noturno" pensei em alguns cenários e uma pessoa que vestisse outros personagens, tanto que inseri em algumas poesias: Cenário I, Cenário II, Cenário III e sucessivamente. Idealizei um (a) personagem da noite na composição de um cenário noturno e ao mesmo tempo no limiar da imaginação de conteúdos. Um espaço a ser iluminado pelo abandono da carne e do osso e a vestimenta de um poeta sonhador, no qual navegasse livremente noite adentro, na pele de diversas pessoas, em cenários de insônia, do medo, da coragem, do amor, da estrela, até mesmo do dia.


11- Fale de sua recente expo EMARANHAMINAS...Você já pensa em outra ou descansará um pouquinho?

Vamos dizer que a conclusão de um trabalho, principalmente uma coleção para exposição é um processo que suga energia e imaginação do artista. A montagem de uma exposição individual é gratificante, enriquecedora, mas um trabalho de muita responsabilidade e de exclusividade. O calendário de 2008 com exposições individuais ou coletivas está cumprido. Participei de um circuito internacional com duas obras na Alemanha, Áustria e Polônia e uma mostra individual na Pinacoteca da UFV em Viçosa.
Na Exposição Emaranhaminas insinuações de minas foram lançadas em todas as telas, para que o espectador reconstruísse alguma idéia de mineração, a partir de metonímias de Minas Gerais (conteúdos emaranhados do continente mineiro). As pinceladas lançaram-se exclusivamente em manchas de algo que demarcava perfurações no solo em ordenação de jogos de profundidade com perspectivas sobrepostas e aberturas para esconderijos ou fugas sob teias emaranhadas. Abri mão da composição da arte através de traços e desenhos para jogar sobre as telas acrílico, óleo com algum grattage ou cordas, numa insinuação de temas em movimentos até que narrativas surgissem da explosão de cores na instauração de possibilidades de significação e de sentido. Duas obras causaram impacto nos espectadores: a obra Martírio, em que minha motivação poética foi a da evolução da imagem do impacto causado pelo sofrimento humano e a tela Luzia, representação metonímica do mais antigo fóssil encontrado nas Américas na região de Lagoa Santa - MG. Representei a lembrança de Luzia nas cores empalidecidas dos ossos fósseis e a figura feminina, deixei insinuar-se pela presença de cabelos (cordas desfiadas) jogados sobre tela e impressão aquosa de representação da fertilidade retórica do nascimento de Minas. A liberdade metonímica é o pilar da arte aldravista, que pergunta insistentemente ao espectador: o que é que só você vê.


12-Que tal ser casada com outro Poeta e aldravista?Fale um pouco desse enlace literário, além do conjugal.
Vou repetir o que disse em uma entrevista na Rádio Transamérica (em Santa Bárbara): Conheci meu marido na poesia aldravista e me "enamorei" platonicamente pelo poeta. Depois me apaixonei pelo grande homem e companheiro que circula livremente entre o poeta-marido e marido- poeta.


13-Resuma o que é o aldravismo, na teoria e na prática.
Aldravismo vem de aldrava, termo que designa o utensílio com o qual se bate nas portas para que estas sejam abertas. O aldravismo pode ser caracterizado tanto na teoria quanto na prática pela arte que chama atenção, que abre portas para as interpretações inusitadas dos eventos cotidianos. É expressão de liberdade, rompimento de barreiras formais de produção e ousar criar conceitos novos em que o autor e leitor percebem porções daquilo que é possível. A liberdade metonímica é o pilar da arte aldravista, que pergunta insistentemente ao espectador: o que é que só você viu. É justamente na representação metonímica que está à leveza, uma vez que nega o peso das metáforas (a metáfora é sempre a substituição de uma coisa por outra em sua completude) enquanto a metonímia apenas esboça uma insinuação sutil e leve da idéia em significação.


14-A que atribui seus múltiplos sucessos?

Trabalho em conjunto. Criação de conceitos, técnicas próprias e motivação poética para o trabalho nas artes visuais e literária. Não descartar ao pé da letra críticas, sugestões e observações.


15-Recentemente, você participa de algumas antologias. Fale um pouco dessa experiência e também das anteriores, qual o famoso "Nas Sendas de Basho"?

Gosto de participar de antologias, sabendo da procedência e se haverá encontros com os autores participantes, promovido pela equipe organizadora. Este fato é gratificante, pois trocamos idéias, conhecemos o que está sendo produzido em outras regiões. Participei da Antologia ME – 18 – Mulheres Emergentes – e me senti feliz por conviver com tantas poetisas que estão fecundando versos e idéias. Nas Sendas de Bashô, o trabalho foi idealizado pelo grupo aldravista que se manteve em contato tanto na produção, criação literária, diagramação e ilustração do livro. Além dos inúmeros lançamentos realizados com presença dos autores e participação em projetos de incentivo a leitura em escolas públicas.


16- Deixe uma mensagem para os que se iniciam nas Artes e na Poesia - e muito obrigada por roubar, de seu precioso tempo, um espaço para responder a essa longa entrevista...
Estudem e pratiquem a técnica e a teoria como um exercício, depois esqueçam tudo. Criem seus próprios conceitos e suas próprias técnicas.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Poetas e demais resistentes de 68 são homenageados pela Câmara Municipal de Belo Horizonte(I)







Fotos, de cima para baixo:o físico, poeta e contista Marco Aurélio Lisboa,Brenda Marques conversa com a vereadora Neila Batista,estatuetas concedidas,Marco Aurélio e o Professor Luiz Lyrio, no Plenário da Cãmara Municipal de Belo Horizonte, em 19/05/2008.



Ontem fomos representar amigos que fizeram parte de 1968, na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Fui como Embaixadora da Paz, e Cônsul de Poetas del Mundo, representamos também enquanto jornalistas,os Poetas, a POESIA, como um todo-e a PAZ- com a jovem jornalista , Cônsul Brenda Marques.Eu representaria o Marco Aurélio Lisboa, um de nosso Cônsules pois ele estava ocupadíssimo, mas depois, conseguiu chegar a tempo, uma vez que a palestra demorou.Ele ligou-me pelo celular e insisti para ele ir,afirmei-lhe que daria tempo-e deu.MarcoAurélio Lisboa teve de viver tempos na condição de clandestino.
A Poeta e Performer Brenda Mars representou Neuza Ladeira,uma de nossas nossa Cônsules de Poetas del Mundo em Belo Horizonte, que sofreu prisão e tortura nos anos de Chumboquando era apenas mocinha e jovem . Neuza sofreu um pequeno problema de saúde, por isso, solicitou à também fotógrafa e baterista Brenda Mars que recebesse por ela a estatueta.Brenda vestiu-se simbolicamente de negro e vermelho e usou uma echarpe estampada com pequenas caveiras, presente de Neuza Ladeira.

Um poema dela foi escolhido ,e representamos Poetas e Poesia. Não houve tempo para o poema ser interpretado, mas a vereadora pediu a seu acessor que o publique em seu boletim virtual.

Havia lá um bom número de Poetas del Mundo.Falei com o Poeta e cordelista Tadeu Martins, da BELOTUR, Bilá Bernardes,Líria Porto, Iara Alves , enfim , seus poetas fazendo bonito.

O Professor Luiz Lyrio, Cônsul de Poetas del Mundo, que lançará neste ano (em outubro), a edição ampliada de "Nos Idos de 68", pela editora Mazza e prefácio do jornalista Alécio Cunha (Jornal Hoje Em Dia) também recebeu a homenagem-o troféu, muito lindo e abstrato, representa homeme e mulher -e o Mundo.

A Tv PUC entrevistou os homenageados.

A cerimônia foi tocante, com o Professor Mares Guia fazendo um apanhado interessantíssimo sobre a situação política de então, no Brasil e no Mundo.

Houve muita homenagem "in Memoriam", a família e os amigos ,comovidos, a receberem estatuetas pelos que se foram.

Parabenizamos essa atitude na "Casa do povo",pois a História deve ser relembrada e a verdade não ser esquecida ou deturpada, se os sobrevivientes da resitência à Ditadura
são os testemunhas oculares e atores de tantas ações pela verdadeira democracia no País.

Independentemente de partidos e facções, os vereadores devem lembrar-se realmente ,de quem participou dos Anos de Chumbo e mesmo do que foram torturados e/ou assassinados.Para que, principalemnte os jovens, saibam que ,no Brasil houve uma luta peloa afirmação dos Direitos Humanos hoje, e não os banalizem:muito sangue, suor e idéias de liberdade foram necessários para que a liberdade-inclusive a de imprensa-pudesse se processar na vida dos brasileiros.

As escolas também devem clarificar esse período, ligado a tantos aspectos no mundo e em nossa terra, para que os estudantes possam manter acesa a chama do ideal de todo ser humano, que é ser livre, para viver com dignidade e escolhas pessoais.

sábado, 17 de maio de 2008

MEMEFEST-Festival Int.de Comunicaçao Radical



Imagem:Ano Chinês do Rato-2008

"MEMEFEST 2008 http://brasil.memefest.org

ENTRANDO NA SEGUNDA METADE DA DÉCADA DA CRIAÇÃO, SUBVERSÃO E RESISTÊNCIA!

Memefest, o Festival Internacional de Comunicação Radical, que nasceu na Eslovênia e rapidamente atingiu uma massa crítica no mundo todo, tem o prazer de anunciar sua sétima competição anual. Mais uma vez, Memefest quer encorajar estudantes, escritores, artistas, designers, pensadores, filósofos e os contra-cultura a inscrever seus trabalhos ao nosso painel de jurados renomados.


Nesse ano, os membros do juri irá incluir dentre outros o teórico de novas mídias, ativistas e fundador e diretor do Institute of Network Cultures em Amsterdã, Geert Lovink (http://www.networkcultures.org/), Lucio Agra - poeta, performer, professor. Professor da graduação em Comunicação e Artes do Corpo, na área de performance. Professor do Mestrado em Design (Comunicação e Cognição) do Centro Universitário Senac (http://www.myspace.com/lucioagra) Dori Tunstall, líder no campo de Design Anthropology, Professor Adjunto do Design Anthropology também Diretor Adjunto doe City Design Center da University of Illinois at Chicago, P.K. Langshaw, Catedrático e Professor Adjunto no departmento de Design and Computation Arts da Concordia University in Montreal, Quebec, Jason Grant, Director of inkahoots (http://www.inkahoots.com.au), um estúdio de design gráfico aventureiro em Brisbane, Australia, Gon Zifroni do excelente e inovador coletivo de pesquisa com base em Amsterdã e Bruxelas, o Metahaven (www.metahaven.net), e o diretor de teatro virtuoso de Ljubljana, Jernej Lorenci.

O tema do festival desse ano é Beleza Radical. Os participantes deverão responder a um trecho tirado do filme Rize e comentálo em seus trabalhos. Para ver as diretrizes do festival Rize, visite www.memefest.org – em inglês ou http://brasil.memefest.org

Assim definimos Beleza Radical: Beleza ´s uma criação cultural que expressa valores dominantes. No século XXI, a beleza é extremamente comercializada. Beleza Radical é uma criação cultural que expressa o desejo de uma mudança na sociedade. Beleza Radical é sobre mudar os valores dominantes através da ação e da criação. Projetos populares com freqüência são vetores dessas mudanças por experimentarem novas práticas e expressarem novos valores.

Beleza Radical

- conteúdo de comunicação: diálogo poético e ação entre o mundo e os projetos populares ou processos existente ou por ser realizados
- processo de comunicação: conferindo poder às relações entre pessoas
- estética: despertando para sentimentos de afeição e amor
- com Beleza Radical queremos superar a crítica comum da construção social da beleza, em especial relacionada à representação das mulheres na mídia.
- Beleza Radical é um tema mas também uma abordagem de comunicação – Portanto precisamos canalizar o conceito de Beleza Radical para questões/ assuntos específicos

Como sempre, aqueles cujos trabalhos não têm formato convencional podem entrar na categoria Além…., onde o jogo é desafiar as praticas e crenças correntes! Além… continua a crescer em popularidade como categoria não só por causa de seu apelo avant-garde mas também porque também é aberta a não-estudantes e pesquisadores independentes.

Memefest acontece totalmente online no www.memefest.org, e todos os trabalhos estarão disponíveis para total acesso e comentários nas galerias do site. Em 2007, Memefest recebeu quase 500 trabalhos de participantes de cada continente do mundo (exceto Antártida). Esperamos crescer ainda mais e espalhar aquelas idéias boas e infecciosas. Então continue pensando e criando. O prazo final das inscrições é 30 de Maio de 2008. Boa sorte!"

Mais:

www.memefest.org

Fonte:Coror Coletivo, enviado por Paulo Hartmann

BH-Ação coletiva com Lorena D'Arc "Imbricamentos Poéticos"



Foto:em Ouro Preto,Regina Mello e performance poética "Saia Vermelha"


Em Belo Horizonte,Regina Mello,Cônsul de Poetas del Mundo e uma das partipantes o Projeto POIETISAS,aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura ,coordena a Galeria da Árvore e preside o MUNAP, convida para dia 17/05:

Regina Mello :

"Evento da 6ª Semana de Museus - Programação do Ministério da Cultura. Amanhã dia 17/05/08 Palestra/Ação coletiva com Lorena D'Arc "Imbricamentos Poéticos" Organização Regina Mello. Espaço Museu Nacional da Poesia - Galeria da Árvore, localizado dentro do Parque Municipal Américo Renê Gianetti no Centro de Belo Horizonte M.G. Entrada preferencial pela Alameda Ezequiel Dias. 9:00h Encontro na Galeria da Árvore, 9:30h Recortes de leituras, Textos híbridos, 10:30h A Escuta do Lugar, Pequena caminhada até o Bebedouro dos Burros,11:00h A Dobra, Parada em torno do Bebedouro dos Burros, 11:30h O Desdobramento, sobre a fluidez do espelho d'água os Imbricamentos Poéticos. Contamos com a presença e a participação de vocês, assim como também a divulgação do mesmo".

DARANDINA





Fernando Fábio Fiorese Furtado (o homem dos vários "Fs") é um grande divulgador e parceiro de intercâmbio cultural.Noutro dia, Marco Llobus e eu, conversamos sobre essa característica , tão positiva de Fiorese.
Hoje, ele envia a chamada para a revista eletrônica Darandina, sobre a qual não comentarei muito para não quebrar o impacto.
Haverá chamadas para colaborações e ainda ela se abre com um interessante teste,a fim de quem, na obra de Guimarães Rosa, o internauta possa localizar o sentido, significado esignificantes de Darandina.Quase todo mundo no Brasil,e mesmo no exterior conhece alguma ezpressão do escritor e o noime Diadorim, por exemplo.No Universo de Rosa, os neologismos são sempre a tônica .No cado de DARANDINA, um desafio para os não estudiosos do autor.
Parabenizamos aos estudos literários do Programa de Pós Graduação em Letras da UFJF, cidade de minha juventude, inesquecível,saudamos DARANDINA...E agradecemos ao Fiorese por mais uma chamada.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Poeta Honoris causa pelo CBLP e
Diretora Regional do InBrasCi em Belo Horizonte, MG.

Visite e colabore
http://www.darandina.ufjf.br/
Revista eletrônica dos alunos do
Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários
da Universidade Federal de Juiz de Fora

Osvaldo Ulloa e sua Poesia.



Imagem:uma estrela super-nova.

"O Chile é um País de Poetas",lembra-nos Osvaldo Ulloa, a repetir um lugar comum, mas assinalando que os mestres tiveram dificuldades:Gabriela Mistral, Neruda e outros.
Repito sempre que "poeta quer ser lido".Ulloa, no exercício de sua arte maior, onde a palavra brota de muitos ninhos mentais, quais aves às quais o vôo é necessário, deseja apenas isso:ser lido.
O autor é professor universitário em Viña del Mar.
Vejam abaixo seu pedido e visitem os endereços eletrônicos que nos envia.Divulguem-no.
Farei o mesmo.
Depois, pulicarei seus versos em meus blogs.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

"Estimad@s Amig@s :



En diversas oportunidades les he enviado poemas y otros materiales que me han publicado en sus blog y revistas cosa que les agradezco mucho. Me ha sorprendido la cantidad de lectores en algunos sitios. Se nota la preferencia por los poemas eróticos y de amor. En un sitio en cuatro meses tengo 3.000 lecturas. Es algo que nunca soñé cuando hace cuarenta años comencé a escribir pensamientos de adolescente. Creo firmemente que la poesía amplía el horizonte de la mente y del corazón. Por eso he querido compartir con ustedes 18 libros que van en archivos word y que van desde lo erótico a lo social. Creo que algunos les gustarán y los que no les toque el corazón los descartan. Hay muchas horas de estudio y trabajo detrás de rdtod librs. Chile-dice el lugar común- es un país de poetas. Desgraciadamente la relación con nuestros maestros y el país ha sido difícil .Pezoa murió en la Indigencia en un Hospital, Neruda fue perseguido por sus ideas políticas y salió clandestinamente a un exilio forzado.Gabriela Mistral , para verguenza del país, recibió primero el Premio Nobel y después el Premio Nacional de Poesía. Yo me siento un poeta menor pero he dedicado mi vida a este arte y vivo en la precariedad pero no me quejo, ha sido mi opción y creo poco digno andar mendigando proyectos, creo que debería ser al revés que las autoridades de cultura trabajaran más en conocer la realidad cultural del país. Los poemas los pueden utilizar como ustedes quieran desde enviar a amigos,enamorar,despertar una conciencia,publicar en un periódico mural o donde quieran. Les pido que coloquen por favor mi nombre como autor nada más.

Los invito a ver parte de mi vida en los blog

www.elpoetaulloa.blogspot.com

www.elpoetaulloa2.blogspot.com

www.elpoetaulloa3.blogspot.com

www.elpoetaulloa4.blogspot.com

www.elpoetaulloa5.blogspot.com

www.elpoetaulloa6.blogspot.com

Un abrazo y con la confianza que algo encontrarán en estos textos les pido que me manden buenas vibras.

Osvaldo Ulloa

Profesor Universitario y Poeta

Viña del Mar. Chile"



Ingresa ya a MSN en Concierto y disfruta los recitales en vivo de tus artistas favoritos. MSN en Concierto


¿Aburrido? Ingresa ya y diviertete como nunca en MSN Juegos. MSN Juegos
18 anexos — Baixar todos os anexos
A los pies de la Cruz.doc
136K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a. Infancia que sufre en la sociedad moderna.doc
119K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a. La ciudad con los ojos de Rodrigo Rojas.doc
67K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a. Tiempos Modernos.doc
170K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.a Mitopoemas.doc
90K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.a.FOTOGRAF Y REALIDAD.doc
121K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.aPOEMAS A LA REVOLUCIÓN BOLIVARIANA.doc
54K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.aQUÉDIRÁLAGENTE[2].doc
170K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
A.-NUEVOS POEMAS DE AMOR.doc
146K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.Poemas de Amor.doc
58K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.POEMAS ESQUELETOS VIVOS.doc
97K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.-poemas taichi.doc
70K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
a.ROKERÍO.doc
83K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
EL LIBRO DE LOS TESTAMENTOS.doc
105K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
NUEVOS POEMAS ERÓTICOS.doc
60K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
POEMAS ERÓTICOS. OSVALDO ULLOA.doc
168K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
Poemas sobre la tortura.doc
99K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download
aa.Poemas para estar bien con uno mismo.doc
138K Exibir como HTML Abrir como documento do Google Download

Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro



O Poeta Sérgio Gerônimo,da APPERJ ,envia a chamada:

www.apperj.com.br

site referendado no Diretório Mundial de Poesia da UNESCO


Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro
(Prêmio Francisco Igreja)



A APPERJ - Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro convida todos os poetas a participarem do FESTIVAL DE POESIA FALADA DO RIO DE JANEIRO - PRÊMIO FRANCISCO IGREJA.

O tema do concurso é livre, sendo aceitos todos os estilos poéticos. Poderão participar poetas residentes no país, de qualquer nacionalidade, exceto os diretores da APPERJ. Cada concorrente poderá enviar até três poemas inéditos, em língua portuguesa, digitados, de no máximo 30 linhas (espaços inclusive), em 3 (três) vias de cada, acompanhados da taxa de inscrição: 10 reais por poema e cinco selos simples (cópia do depósito feito em nome de APPERJ, Banco Real, ag. 0367, cc 8736848), até o dia 31 de julho de 2008, para: Festival de Poesia Falada do Rio de Janeiro - Prêmio Francisco Igreja; Estrada de Jacarepaguá, 7166/404. Cep: 22753-045, Rio de Janeiro/RJ, valendo como data de entrega o carimbo do correio.

O trabalho deverá ser apresentado com pseudônimo e os dados do autor deverão ser enviados em envelope lacrado, digitado (não serão aceitos poemas manuscritos), constando de: nome completo do autor; nome literário; pseudônimo; título da obra; endereço completo - CEP inclusive; telefone para contato - indicar DDD; e-mail. O envelope lacrado com os dados do autor deve ser enviado dentro do envelope maior contendo o(s) poema(s) para o concurso. Colocar como remetente, o nome Francisco Igreja e o mesmo endereço do destinatário. A identificação indevida do poeta, assim como o não atendimento a qualquer item do regulamento, acarretará na desclassificação do mesmo.

Os poemas serão julgados por literatos reconhecidamente idôneos da comunidade poética brasileira, cuja decisão será irrevogável e irrecorrível. Serão considerados na decisão: a correção da linguagem, a beleza das imagens poéticas e a originalidade com que o tema for tratado.

Premiação:

Categoria Única - serão selecionados os 20 melhores textos, cujos autores receberão certificado de Menção Honrosa e prêmios no valor de mil reais, assim distribuídos: 1° lugar: R$400,00; 2° lugar: R$300,00; 3° lugar: R$200,00 e melhor intérprete: R$100,00.

O poeta 1° lugar em texto receberá o Prêmio Francisco Igreja, que constará de: além do prêmio em dinheiro; publicação sem ônus na coletânea PERFIL e medalha Francisco Igreja.

Ao apperjiano mais bem classificado dentre todos os concorrentes, será oferecido certificado, o Troféu Francisco Igreja e prêmio publicação, sendo seu poema publicado graciosamente – sem ônus, na Coletânea PERFIL.

A seleção será feita por associados convidados. A classificação dos poemas selecionados será feita por júri presente ao evento que, também, considerará a oralidade na seleção do melhor intérprete (tempo máximo de apresentação de 10 minutos, a ultrapassagem do tempo estimado acarretará em desclassificação). Concorrerão todos os intérpretes, autores ou não. Os poemas selecionados para a cerimônia de premiação serão publicados nos sites da APPERJ e da OFICINA Editores (apoio cultural).

O encerramento do concurso acontecerá dia 16 de setembro de 2008 (3ª feira), a partir das 17h, no Auditório Machado de Assis, da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Pedimos a todos os concorrentes, que indiquem a intenção de comparecer ao encerramento ou o nome de um poeta carioca que gostariam viesse a representá-lo. A Diretoria da APPERJ garante, antecipadamente, a apresentação dos poemas selecionados, durante a festa de encerramento.

Outras informações pelos tel: Márcia Leite (21) 2447-0697 / Sérgio Gerônimo (21) 3328-4863.

Apoio cultural: www.oficinaeditores.com.br

Site referendado no Diretório Mundial de Poesia da UNESCO

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Deia Leal chama a atenção da Galeria Saatchi, em Londres




Na foto da tela, temos um dos muitos Portais-temática de predileção de Andréia, chamado ELDORADO.

na outra, a artista ao lado de uma das telas maiores.

A artista plástica Deia Leal (*), Governadora do InBRasCi no Estado de Minas gerias, recebe um convite que a destaca:


"Prezada Déia Leal,

Estamos realizando este contato desde a galeria Saatchi em Londres. Decorrente das nossas buscas na internet fomos de encontro aos seus trabalhos de produção artística e ficamos impressionados com a qualidade dos seus trabalhos. Vimos por este meio remeter o nosso convite para exibir de forma livre e gratuita os seus trabalhos na plataforma online da galeria Saatchi, o website de arte mais visitado em todo o mundo.
Foi criada pela galeria um recurso denominado Saatchi Online que permite aos artistas que coloquem a suas informações assim como imagens dos seus trabalhos no website da Saatchi Gallery. Já temos establecida uma rede mundial de contatos com seus devidos perfis criados e assim que você se registrar poderá também disponibilizar imagens de seus trabalhos na nossa secção de vendas online Saleroom Online onde curadores e colecionadores de todo o mundo podem visualizar e comprar seus trabalhos diretamente através de seu contato no website.
Curadores, colecionadores assim como milhares de visitantes que utilizam o website diariamente têm assim a oportunidade de conhecer a sua produção artística. Assim terá a sua própria página alojada no website da Saatchi Gallery London.

Os recursos da Saatchi Online:
· Uma ligação direta atravez de um link na nossa secção de Artistas.
· Possibilidade de conversação com outros artistas de todo o mundo.
· Espaço para disponibilizar até 20 imagens estas que podem ser visualizadas no seu tamanho real.
· Showdown: Como artista registrado na Saatchi é lhe permitido submeter seus trabalhos na nossas mostras onde artistas competem no Showdown competition. Neste secção semanalmente são votados pelos visitantes os trabalhos cujos vencedores terão a oportunidade de exibir seus trabalhos na Saatchi Gallery em Londres durante o ano de 2008
· Crits : Este espaço permite-lhe submeter seus trabalhos para apreciação de outros artistas e criticos de arte.
· Possibilidade de aparecer na nossa magazine de arte.

Atenciosamente,
Carlos Alves de Melo
The Saatchi Gallery, London

Eaton Square, SW1W 9AW


http://www.saatchi-gallery.co.uk/yourgallery/artist_profile/a/88316.html

(*) Andreia Donadon .Ela integra o Movimento Aldravista (Letras e Artes), nascido e em pleno florescimento em maraiana a cidade primaz do Estado de Minas gerias.Nascida em Santa Bárbara, está integrada a Mariana nos setores de arte, educação e letras.
Nesta ano, tenho o prazer de estar com ela em três antologias;.
ME 18 (Mulheres Emergentes, da editora e poeta Tânia Diniz,Belo Horizonte, MG,), Elos e Anelos (de Clarisse Maia, editora Guemanisse-Teresópolis/RJ)e Palavras de Abril (da ALPAS XXI, organizada por Rozélia Scheifler Rasia-Cruz Alta, RS).
Tenho muita admiração por seu trabalho contínuo e um carinho especial pelo que realiza em educação plena, com pequeninos, uma vez que os aldravistas levam Poesia e arte à escola pública ,trabalho merecidamente, primeiro lugar da PROALFA.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

Diretora Regional do InBrasCi.
Representante do Movimento Cultural aBrace em Belo Horizonte (Brasil/Uruguai)("Solidariedade entre Criadores")






Responder a todos

Encaminhar


clevane pessoa de araújo lopes para andreia




Responder


Déia:
Ah, mas que maravilha!!!
Fico sempre orgulhosa de você ser reconhecida a nível mundial, mas NÃO me Surpreendo!
Divulgarei as infinitum.
Vcs receberam livros, poemas?Sedex-para a Cx Postal da Aldrava...
Bjs, parabéns!
Clevane

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Festival de Poesia Falada de Varginha e Quarta Antologia poética ALBA


O editor, poeta e escritor Aníbal Albuquerque, nos envia a chamada para o conhecido "Festival de Poesia Falada de Varginha", cidade cultural do Sul de Minas, onde ele é editor e divulgador cultural.À frende da ALBA, sua editora, realiza concursos, edições cooperativas e mantém um bom intercâmbio cultural com autores de várias partes do Brasil.
Divulgarei para declamadores e performers.
No dia 29 próximos, a editora ALBA, a Academia Varginhense de LBtras e a Livraria Nobel naquela cidade, convidam para a Quinta literária , a realizar-se a partir das 19,30 horas.Os escritores participantes, autografarão a coletânea cooperativa "Quarta
Antologia Poética ALBA", onde estou, com Creta e Predição, dois poemas.
A capa está linda e sintome em boa companhia.Pretendo levar poetas de belo Horizonte.Já perdi outrso lançamentos , por falta de tempo hábil,entre minhas ocupações, para viajar, mas ,desta feita, espero conhecer o caro contista e poeta que noutro dia alegrou-me por usar meus versos em epígrafe, num de seus contos.

Endereço :Salão de Festas da Livraria Nobel
Rua delfim Moreira 532
Subsolo
Centro-Varginha-MG
tel 035 3221 5221 5226

Clevane
Diretora Regional do InBrasCi em Belo Horizonte, MG



"Cara Poetamiga:


No próximo dia vinte,
encerra-se o prazo para inscrições
no FESTIVAL DE POESIA FALADA DE VARGINHA.

Em anexo, edital e ficha de inscrição.

Haverá premiações em dinheiro.

A final ocorrerá a 28 de junho (sábado).
Os 17 poetas finalistas, em âmbito nacional,
terão alimentação e hospedagem custeadas,
inclusive, café de domingo (29).
pela organização do Festival.

Cordial abraço.

Aníbal

Aníbal Albuquerque
Secretário-geral da AVLAC


Aníbal Albuquerque

domingo, 4 de maio de 2008

dia do nada-05052008




Imagem-banner :enviada por Rubens Pileggi

um telhado em pedra -lousa
de Portugal
para simbolizar
nossa casa mental



No "Dia do Nada, pode-se fazer muitas coisas:pensar, amar, descansar,por exemplo...O ócio produtivo é condição "sine qua non" para artistas e poetas, muitas vezes, criarem.Criemos,pensemos, descansemos, amemos...
Clevane Pessoa


E um "poemínimo" (expressão cunhada por Geraldo Neres), que quer dizer o mesmo que meus mini-poemas:

O Nada
pode ser
TUDO.
(by Clevane Pessoa de Araújo Lopes ,trecho de Comunhão)

O Nada pode ser tudo,
qual a brasa na fogueira,
fiapinho no veludo,
a parte tornada inteira.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
04/05 para 05052008

POETRIX:


Tudo dentro das pessoas:
um Nada aparente
que não aparece,camufla.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Belo Horizonte, Mg,Brasil







---------- Forwarded message ----------
From: Lúcio de Araújo
Date: 2008/5/4
Subject: Re: [CORO] convite para o DIA DO NADA
To: corocoletivo@yahoogrupos.com.br


Segue uma imagem do nada para utilizar como plano de fundo no seu computador durante o dia do nada.
escolha a melhor resolução. 1280x800, 800x600, 1280x800

câmbio do nada.

lucio


2008/4/28 Rubens Pileggi :

O Dia do Nada vai acontecer segunda que vem, dia 05.
Em Londrina o pessoal vai ocupar a sala do DCE de lá pra fazer nada lá.
Aqui no Rio de Janeiro o Giordani Maia propôs de a gente fazer faixas com temas nadistas (curtos e grossos: faça nada; chute o balde; trabalho mata, etc.) e ir para o sinal da av. presidente vargas fazer um auê lá! Proponho também de fazer filipetas/flyers para entregar para os motoristas e passantes, com o logotipo do DDN com frases que venho recolhendo desde 2002 sobre o nada (http:nothingday.blogspot.com).
Estou tentando ligar o Dia do Nada deste ano com o pessoal do "Que situação, hein, Debord?" e acho que vai dar pedal. Eles têm equipamentos para gravação e na terça feira estarão projetando a ação feita nas paredes de prédios no centro da cidade.
Vem junto? Tem outra proposta?
mande respostas para meu email, ok?

--
rubens pileggi
http://bocarra.blogspot.com
http://poesiatododia.zip.net
(21) 8171-8059




--
ui don nid nou edukeixion!
http://estudiolivre.org/el-gallery_view.php?arquivoId=4523
__._,_.___

sábado, 3 de maio de 2008

Vila Mariquinhas - a memória no bordado



A memória do bordado de Minas será exibida em grande estilo no dia 10 de maio, sábado, no Palácio das Artes.



"Vila Mariquinhas: a Memória no Bordado"

Na luta pela realização do sonho brasileiro-em especial das mulheres, de terem casa própria.Dez bordadeiras relatam suas própias histórias e Flávia Craveiro lança dia 10 um documentário que merece ser visto.
O bordado é um artesanato essencialmente feminino,desde tempos imemoriais.Trato da gênese, no Brasil colonial, qundo as portuguesas chegaram com suas tesourinha,dedais e linhas, no conto "O Labirinto Negro",primeiro lugar nos XXIII Jogos Florais do Algarve,em Portugal,Prêmio Ex-Aeqüo.Eu própria,bordo desde criança, mas agora a vista não me permite grande vôos.

O release baixo, recebi da revista eletrônica de Neila Batista,vereadora na capital mineira:


"Dez mulheres bordam em uma colcha de retalhos suas histórias de vida, marcadas pela luta pela casa própria. Esse é o tema do documentário "Vila Mariquinhas: a memória no bordado", de Flávia Craveiro, que será lançado no dia 10 de maio de 2008, sábado, às 22h, no Cine Humberto Mauro (Palácio das Artes), com entrada franca. O documentário, uma produção da Ciranda Comunicação e Cultura, foi gravado em HDV-Digital. Possui duração de 20 minutos e foi realizado com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

As dez mulheres que contam suas histórias de vida por meio do bordado viveram, em 1995, uma situação inusitada: engajadas na luta pela casa própria, iniciaram um grande movimento que ganhou a mídia e pressionou o poder público para que resolvesse o problema que enfrentavam. A Igreja São José, localizada no centro da capital mineira, foi um dos palcos para essa reivindicação. Mais de 300 famílias ficaram acampadas por um mês nos jardins da igreja. De lá, rumaram para a Fazenda Marzagânia, localizada na beira da rodovia que liga Belo Horizonte a Sabará, onde permaneceram por mais dez meses. Posteriormente, ficaram acampadas debaixo da lona por mais cinco anos na região norte de Belo Horizonte, no lugar em que a Prefeitura construiria a Vila Mariquinhas, onde moram até hoje. Já instaladas na Vila Mariquinhas, elas iniciaram juntas uma atividade que hoje alcançou fama nacional: o bordado. Tudo começou quando a área de serviço social da Prefeitura de Belo Horizonte chegou com uma proposta de curso de desenho para elas. Mas o que elas queriam era uma atividade que pudesse fornecer uma renda extra, além de novamente reuni-las. Foi assim que o bordado chegou na vida de cada uma delas, e é no bordado que elas colocam representadas cenas de suas histórias de vida. Toda essa trajetória de luta pela casa própria, os desafios de morar debaixo da lona, a amizade que se construiu nesse percurso, a felicidade de ter onde morar e a conquista desse sonho estão retratados no documentário.

Seguindo a trajetória dessas mulheres, o documentário foi filmado nos três lugares por onde elas passaram. Em cada lugar, elas relembram os momentos que viveram ali, os desafios que enfrentaram, a amizade forte que se formou, o entusiasmo de querer realizar o sonho de ter a casa própria. Hoje, D. Yvonne, Bethe, Sônia, Lucimar, Lena , Marlene, Maria, Norberta, Teresinha, Marcela, entre outras, encontraram no bordado uma forma de expressão simbólica de suas histórias de vida, e, porque não, de fazer arte com a memória.

A memória é o fio condutor que alinhava as histórias dessas dez mulheres. A colcha de retalhos onde estão bordadas as cenas de vida de cada uma serviu de vestígio do passado e, por meio dela, as personagens iniciam suas narrativas, contando suas histórias de vida que permeiam todo o documentário. O tom poético e lúdico compõe todo o documentário, o primeiro da diretora Flávia Craveiro, graduada em Filosofia.

A idéia de realizar este documentário veio da história de vida da diretora, que conviveu de perto com uma contadora de histórias, a avó, também bordadeira e habilidosa nas artes manuais. Ouvindo as narrativas e imaginando as cenas narradas, Flávia Craveiro começou a se interessar por imagens e pela memória, já que considera que "estar no mundo sem lembranças é vazio". Tendo conhecido o grupo de bordadeiras formado pela amizade despertada na história de luta pela casa própria, Flávia decidiu transformar essa história num documentário, e contou com a ajuda do assistente de direção Alexandre Milagres, vídeo-artista que já teve obras exibidas na França, na Áustria, na Argentina e na Espanha, entre outros, premiado no Cine Esquema Novo, de Porto Alegre; e do editor Joacélio Batista, vídeo-artista que já participou de festivais em Washington , na França, AnimaMundi (Rio de Janeiro), Vídeobrasil e ganhou vários prêmios, entre eles no MAM-Bahia, no Art.Mov e no Vitória Cine Vídeo".

Divulgação Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretor Regional do InBrasCi em Belo Horizonte,MG.

Babilak Bah hoje, no Parque Municipal em Belo Horizonte.




Hoje, 03/05/2008, no projeto Pixinguinha, a apresentação , do poeta e músico Babilack Bah, um paraibano radicado há longo tempo em Minas Gerais.
O artista foi o único a ser selecionado no Estado.Muito conhecido também pelo www.Enxadário São Silério, evidentemente, graças à qualidade e originalidade dessa banda de percussão, que lembra os tantãs africanos.

O livro de poemas de Babilack Bah, Vôo Miragem, teve primorosa criação gráfica de Marco Llobus e integrou o projeto deste, chamado "Os Doze Poetas e a Estação Permanente".

O blog do artista e poeta:

www.babilakbah.mus.br/blog

O site:

www.babilakbah.mus.br

O editor e poeta wilmar Silva realizou uma interesante entrevista com Babilak Bah na Germina Literatura:

www.germinaliteratura.com.br/pcruzadas_tripti...

Fotos dos site e blog do artista.

Local:Parque Municipal , às 19 horas, Belo Horizonte, MG.Imperdível.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Aniversário-para J.B.Donadon - Leal





Imagem:O amigo J.B.Donadon-Leal, a ave da paz e uma estrela "super-nova"

Aniversário

Para J.B.Donadon-Leal

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

Bardo cantante sopra aceiro
-brasas se erguem e pontilham os ares:
luzes vermelhas,mornas sensações
de bem estar.Agulhas de fogo
bordam o manto da noite.
Crepitam sonhos.
Homem aniversaria,
mas Poeta não tem idade.


Donadon:quando o poeta faz outra idade, é uma estrela super-nova que re/nasce...
Abraços da Clevane

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Andréia Donadon e Marília Siqueira



Na foto, ao lado de Marília Siqueira Lacerda,Andréia Donadon Leal, Governadora do InBrasCi na primaz de Minas, a cidade histórica dos sinos e igrejas, MARIANA, pelo Estado de MG, é natural de santa Bárbara, mas está há anos, radicada em mariana.
O marido, JB Donadon Leal, autor de tantos livros e talentos, é Professor na UFOP.Os dois são poetas aldravistas, o que significa a afiliação e fundação do movimento cultural ALDRAVISTA, uma corrente literária e artística -o ALDRAVISMO, que privilegia a METONÍMIA.
Educar pela Arte e pala Poesia também é tarefa a que se deduica o grupo.
Andréia, artista plástica, premiada a nível nacional e também internacional, leva para suas telas, a essênvia aldravista.
Em Viçosa, ela apresenta sua exposição EMARANHAMINAS, onde mostra toda a sua criatividade e talento.As telas são assinadas com o heterônomo DEIA LEAL.
Acabo de receber ELOS e ANELOS, da Editora GUEMANISSE, de Teresópolis, RJ, onde estamos ambas, ela no volume I e eu no II.Andréia teve classificado seu excelente conto A BIBLIOTECÁRIA.

Perto dela,a poeta e cronista Marília Ladeira, da Diretoria do Clube de Escritores de Ipatinga, onde também é Cônsul de Poetas del Mundo.Quando a indiquei, fiz questão de acentuar esse intensivo e contínuo trabalho pela Cultura e pela Educação.
A incansável coordenadora de concursos(do Circuito Literário, encampado pela USICULTURA, por exemplo o respeitado CECON: Concurso Estadual de Contos), redatora do Jornal do Clesi, está sempre ao lado dos aldravistas, com quem estabelece cordiais e sérias relações lítero-artísticas e de comunicação.Dessa forma, as cidades de Ipatinga, no vale do Aço e Mariana, a Cidade dos Sinos, podem-se dizer irmãs.

Aqui, ambas posam ao lado de tela de Andréia (Déia leal), na pinacoteca da Universidade Federal de Viçosa, que completa vinte anos e à qual foram premiar.

Mais,nos jornais virtuais do CLESI e do Aldrava Letras e Artes.

Nossos caloroso cumprimentos pelas ações do InBrasCi, tão bem representado.

INBRASCI-MG reconhece 20 anos de atuação da Pinacoteca da UFV e relevância do trabalho de Sandra Maria Galhardo





Página do Jornal Aldrava Cultural, órgão de divulgação também da Governadoria do InBrasCi em MG(na cidade primaz do Estado, Mariana):fotos e fatos da entrega de certificados e medalhas a sandra galhardo e aos
vinte anos da Pinacoteca da UF de Viçosa, MG.

Nas fotos, Andréia Donadon-a Governadora do inBrasCi , J.S.Ferreira, diretor financeiro da representação do inBrasCi e Marília Siqueira Lacerda, do Clube de Escritores de Ipatinga (CLESI), também Diretora Regional do inBrasCi.Todos são poetas e CÔnsules de Poetas del Mundo em suas cidades.
Andréia Donadon, recentemente, vem de expor , na cita pinacoteca, sua mostra EMARANHAMINAS, já divulgado neste e em outros blogs nossos.

Clevane Pessoa de araújo Lopes
Cônsul Z-C de Poetas del Mundo em Belo Horizonte, Embaixadora Universal Da Paz , por Genebra, Suiça(Cercle de Les Embassadeurs Univ.de La Paix)
InBrasCI - Representação de Minas Gerais
InBrasCI
Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais
CNPJ: 09.225.702/0001-48




"INBRASCI-MG reconhece 20 anos de atuação da Pinacoteca da UFV e relevância do trabalho de Sandra Maria Galhardo na promoção da cultura em Minas Gerais.



No dia 30 de abril de 2008, o Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais em Minas Gerais outorgou Medalha e Diploma de Honra ao Mérito a Coordenadora da Pinacoteca da UFV, Sandra Maria Taranto Galhardo, pela sua relevante atuação na área cultural no país ao longo dos 16 anos de serviços prestados a cultura mineira. No mesmo dia, o Instituto outorgou Medalha e Diploma de Honra ao Mérito à Pinacoteca da Universidade Federal de Viçosa pelos 20 anos de atuação.
Sandra Maria Taranto Galhardo,coordena a Pinacoteca da UFV desde 1992. Formada em Ciências Sociais; é uma destas mulheres que trabalha e dedica parte de sua vida divulgando as artes visuais. Realizou inúmeras exposições de artistas brasileiros renomados, de grande projeção nacional e internacional. Um de seus objetivos é dar livre acesso e incentivar a participação e interação de um maior público na diversidade da linguagem visual no estado de Minas Gerais e do País. A Pinacoteca da Universidade Federal de Viçosa abriga um conjunto com aproximadamente 350 obras. São trabalhos de artistas brasileiros renomados, de grande projeção internacional e nacional, como Tarsila do Amaral, Nello Nuno Rangel, Carlos Scliar, Fani Bracher, Carlos Bracher e outros.
São realizadas anualmente 11 exposições individuais de trabalhos em diversas linguagens das artes visuais como: pintura, escultura, instalação, dança, como também lançamentos de livros, jornais e outros eventos culturais dentro deste espaço. As coletivas são realizadas uma vez por ano com temas específicos.
A Pinacoteca da UFV é um local onde respiramos arte a qualquer momento. O lugar nos emite sons que estão impregnados nas paredes, no ar que ali circula deixado no dia-a-dia a alma de cada artista e de seu bem cultural. O acervo forma ondas sonoras que se misturam com as cores formando uma continuidade com o passado, afinidade com o presente e projeção de futuro".


"INBRASCI - Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais – O InBrasCI é constituído de uma Sede no Brasil (Rio de Janeiro), de uma Chancelaria na Ilha da Madeira - Portugal, uma Governadoria no Estado de Minas Gerais.
Um dos objetivos do InBrasCI é integrar, entre si, as Culturas de países vários.
Congregar pessoas e entidades, nacionais e estrangeiras, dedicadas à Cultura.
Promover, incentivar e apoiar, intercâmbios, conferências, palestras, exposições, cursos, concursos e eventos outros, sempre visando o aprimoramento das Culturas e sua divulgação nacional e no estrangeiro, de acordo com as normas do Instituto. Reconhecer pessoas ou entidades que promovem a divulgam a cultura no país e/ou no estrangeiro."

legenda das Fotos



Pronunciamento de outorga de Diploma de Mérito InBrasCi a Sandra Galhardo e à Pinacoteca UFV

Marília Siqueira entrega a Medalha de Mérito InBrasCi a Sandra Galhardo

J.S. Ferreira entrega Diploma de Mérito InBrasCI a Sandra galhardo

Sra. Bernadete, Sandra Galhardo e Andréia Donadon Leal

Andréia Donadon Leal entrega Diploma e Medalha de Mérito InBrasCi à Pinacoteca UFV

Andréia Donadon Leal, Governadora e Marília Siqueira, Diretora de Ipatinga, da RD InBrasCi - MG


A transposição da importante matéria para este blog, retira a primorosa formatação e diagramaçãomdo jornal virtual ALDRAVA, portanto, caso queira conhecer, acesse-vale a pena conhecer esta e outras matérias :

http://www.jornalaldrava.com.br/pag_inbrasci_pin_ufv.htm