quinta-feira, 30 de abril de 2009

Clevane Pessoa -Nono Prêmio aBrace-2009




Veja os autores previamente inscritos no X Excontro aBrace, que aconteceu em Porto Alegre, Brasil, em 2009(14 a 18 de abril):


http://picasaweb.google.com/bianchi.editores/10
EncuentroInternacionalLiterarioABraceINSCRIPTOS#

---------------------------------------------------------------------------

Veja o Prof.Luiz Lyrio, de Belo Horizonte, MG, que agora reside em Aracaju, representar-me e reveber o troféu que já está comigo, lindíssimo, obra do artista plástico uruguaio:


Querida Clevane, felicitaciones por el merecido Premio aBrace. Lamentamos no estuvieses presente en la entrega, pero de todos modos fue un acto trascendente. El profesor Luiz Lyrio llevó tu estatuilla. Puedes ver la información en la página. aBrace, Roberto

Acesse

http://www.abracecultura.com/espanol/10encuentro/?d=page&pid=sp88&parent=0

e veja o amigo poeta , organizador do Movimento Cultural aBrace Roberto Bianchi e a organizadora brasileira, a Poeta Nina Reis , com o Prof.Luiz Lyrio, de Belo Horizonte, MG, que agora reside em Aracaju,e representar-me e receber o IX troféu aBrace que já está comigo, lindíssimo, obra do artista plástico uruguaio .
__________________________________


Conheça mais sobre a entidade, afilie-se nesse grande aBarço lítero-cultural:

"10 años con la cultura"

"tiempo de integrar aBrace"

www.abracecultura.com

_____________________________________________________________________

quinta-feira, 23 de abril de 2009

EUCLIDES CAVACO



O poeta Euclides Cavaco, que encanta um público cativo com sua bela voz,onde a Poesia expressa a sua emoção, estará na TV, amanhã, 24 de Abril-2009, 20:30h(em Toronto)

"Tenho o aprazível ensejo de informar
que o vosso amigo EUCLIDES CAVACO

é o convidado para o programa

Talentos e Figuras da Comunidade

transmitido em directo na FPTV (SIC)

amanhã dia 24 de Abril , às 20:30 hora de Toronto."

Cordiais saudações
Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca

Venha tomar comigo um cálice de poesia...
Entre por aqui na minha sala de visitas:
www.ecosdapoesia.com

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Semblanteria PopTchello d'Barros



Tchello d'Barros faz sua mostra, com o delicioso título Semblanteria Pop .
E homenageia Andy Warhol.Usa tércnicas nisttas e se solta na interpretação de facies muito variadas entre si, mas que são ligadas pela seu estilo .

Clevane Pessoa

Diret.Reg.do inBrasCi em Belo Horizonte, MG

Resposta ao recado abaixo em meu endereço de Orkut:

Tchello:

Ainda bem que disse "ainda" -espero que faça o meu retrato, amigo.Um dia.
Sucessos na mostra.

É hoje, na Praça Cental do Shopping Iguatemi, em SAMPA.

Obrigada por compartilhar, amigo.
Estoou aqui na capital mineira, mas espero um dia conhecer de perto seus trabalhos.
parabéns e muito sucesso!

<>*<>*<>*<>*<>

"Clevane,

já que ainda não fiz seu retrato, hehe!, esse é um convitezinho básico pra vc aparecer na abertura de minha próxima exposição, uma mostra de retrato-gravuras que abre na quinta-feira. Voltei a produzir retratos de amigos, encomendas, VIPs, celebridades e mitos, nas técnicas de desenho, aquarela, grafite e arte digital.

Esta série da exposição, é um tributo a Andy Warhol, principal expoente da Pop Art, por isso escolhi uma linguagem visual que dialoga com as séries de retratos que ele produziu.

Evoé! "

sábado, 18 de abril de 2009

Enterro hoje, em Belo Horioznte, do grande Músico Sebastião Viana-Intérprete de Villa Lobus




"Faleceu em Belo Horizonte nesta madrugada de morte súbita o maestro, compositor e multi-instrumentista mineiro, Sebastião Viana, 93 anos, revisor de Villa Lobos. Pai dos músicos Andersen Viana, Marcus Viana, Rosane Viana e da Bióloga Elisa Viana.
Será sepultado às 17 horas no Parque da Colina em Belo Horizonte. MG" (Regina Mello)

Imagens de CDS:No primeiro, Sebastião Vianna , que , aos 91, anos interpreta Joaquim Callado(*).Depois, alguns Cds dos filhos que lhe herdaram o talento.

Clique e veja a relação de músicas



(Imagens acima da sonhos e Sons, site).A capa de Marcos Viana está na chamada para o blog Paiol de Idéias(extinto).

http://1.bp.blogspot.com/_0u1MC6YIvQM/SD8zjTf-Q2I/AAAAAAAAAQQ/xwbjUjCea6g/s320/marcus%2Bviana%5B1%5D.JPG


http://images.americanas.com.br/produtos/item/848/3/848367g.gif

Tomar Chá no Cinema





O Banco Bonsucesso, sempre envolvido com projetos culturais na capital mineira, envia a chamada acima.O público-alvo são os idosos e seus acompanhantes.
E importante que a sociedade abra espaços para pessoas com mais de 50- quando, no passado, eram consideradas "velhas' passavam a sequer sair de casa.O protótipo da vovozinha, com roupas demodèe, óculos, a cerzir roupas ou fazer crochet numa cadeira de balanço, caiu de moda.Cabelos brancos, pijama e vida caseira é algo ultrapassado:a qualidade de vida melhorou, as oportunidades também-o aposentado inútil é figura do passado:muitos trabalham pela Internet, buscam novoc caminhos e renovam-se.
É sabida a busca por atividades artísticas,em especial na terceira idade- pois quando se é jovem , há uma luta diária para se conseguidos "lugares ao sol" -clichê que remete , na senectude,a dias frios e cinzentos, onde a pessoa procura uma nesga de luz solar para aquecer velhas carnes e ossos-os ativos precisam ser promovidos, manter cargos, conquistar um nome, uma reputação que lhe ateste a capacidade laborativa e mesmo de lograr êxito, enriquecer.
Com as Leis de Incentivo à Cultura , vários Bancos lançaram um olhar para o público potencial-e a faixa etária de vida presume tempo livre, vida estável, em geral.O tempo de vida útil amliou-se consideravelmente.Na verdade, a juventude é um estado de espírito também.E se já o soma não pode permanecer qual na juventude,as novas ações podem promover um status de pessoa em atividade, seja para lazer ou trabalho.O Banco Real, por exemplo, realiza o concursos de "Talentos da Maturidade", que revela muitos artistas e literatos, obras sociais e artísticas...
Mudanças trazidas dos Anos 90, explodem em luzes, neste novo milênio.Via-se , antigamente,atores e atrizes-em filmes ou telenovelas- por exemplo, com muito mais freqûencia maquiadas para parecerem já envelhecidos.Agora é comum que o ator de idade "pareça" jovem no início da trama-com pintura de cabelo, peruca e boa maquiagem, mas, o que é melhor, muitas vezes busca-se dois atores ou atrizes jovens e velho(a) , com semelhanças físicas e cada um representa uma determinada faixa etária.
Se antes os diretores buscavam manter uma criança talentosa por anos parecendo uma -a ponto de na adolescência, terem de enfaixar o busto, vestirem-se com roupas infantis e a fotografia cinematográfica busca ângulos para que não apareça com a estatura de adolescente, hoje, há sobejamente autores mirins e de todas as idades.

Quando a psicologia e das ciências sociais,começaram a estudar a nescessidade de convívio e ações do antigo"idoso", abriu-se um leque enorme de opções para eles e familiares-e hoje, com as necessidades de mercado de trabalho, preparação pós acadêmcica, etc, cada vez menos se fica em casa-muitas vezes a pessoa mais velha da casa sente-se "a mais" num lar, ou um mero agregado, sem nada motivador para continuar vivo, às vezes por viuvez, às vezes por ócio.
Existe, evidentemente, uma certa segregação quando há agregação de pessoas.Os mais velhos mesmo, por vezes rejeitam, quando algum outro lhes conta animado ,que "dança no SECS", que viajou em caravana ou excursão coletiva , porque pode ter ainda a juventude ou a maturidade muito fortes por dentro e não quer misturar-se a quem ele próprio denomina "os alegres velhinhos do SESC", conforme já ouví.Parece que se brinca de parecer animado, feliz ou adaptado a novos companheiros.Há os que procuram companhia amorosa, os que buscam amigos.Alguns casais ajustam-se qual uma luva-já a experiência de vida tendo ensinado as leis da tolerância ("setenta e sete vezes sete paciência", disse-me um velho poeta em meu primeiro casamento, que não durou muito).
Os mais jovens tendem a querer que os companheiros correspondam a seus ideais de cônjuge, ou o que é mais complicado, que pareçam com eles mesmos.tarefa impossível, exceto em raríssimos casos de "almas gêmeas" - a própria expressão um exagero, porque mesmo entre casos fraternos, um sempre vai se diferenciar e induvidualizar de per si, não obstante as parecenças.Já os mais vividos, naturalmente são mais elásticos e somente costumam esperar da vida, felicidade, usufruir das delícias do relax e até mesmo de um novo tipo de sexualidade, gratificante e sem muitas tensões.
Uma de minhas pacientes, não podia cantar-seu desejo de mocinha, pois o amrido era muito ciumento e não a queria "a mostrar os dentes", ops, a voz, para qualquer marmanjo que não vai tirar o olho, etc,etc,etc, vc sabe de quê"...O machismo levava a situações extremas de possessividade.Casada novinha, enviuvou aos sessenta e cinco.Sentia falta do marido, amoroso e ardente (somente foi compreender o quanto ele era machista, ao fazer terapia, por insight).E porque procurara psicóloga? Bem , os filhos, sabendo de sua bela voz, levaram-na a um coral de igreja, onde o maestro, assim que a viu, apaixonou-se qual um rapazinho. Recém dona de sua própria vida, ela ficou temerosa.No dia em que faltou ao ensaio do coral, por ser seu aniversário, tomava banho para a festinha familiar de dali a pouco, quando a campainha tocou.Pensou que poderia ser algum neto ou filho e saiu, enrolada no roupão.Abriu a porta e deparou com um grande buquê de flores.Atrás delas, o maestro.Um pouco mais velho que ela, também viúvo .
Então, quando foi pedida em casamento, buscou minha ajuda.Se os jovens não pensam em muitos detalhes ao se apaixonarem, ela pensava em cada um que poderia estragar o casamento :"os filhos dele têm a chave do apartamento.Então, vou estar lá e eles entrarão a qualquer hora"...O pretendente apresentava uma sensata solução para cada uma de suas dúvidas.De vez em quando, ia buscá-la no consultório,com um sorriso solar.Casaram-se.Ela entrou na nave de braço com um neto, e até hoje, feliz, canta no coral.Soltou-se.A voz, a vontade...
Muitas mulheres sentem-se infelizes e até deprimidas porque o pescoço enrugou, o nariz cresceu, aparecem cabelos brancos na região pubiana, os seios já não apontam para frente,a cintura engrossou...Mas, sexualmente, em muitos casos, estão mais prontas.Já os homens, muitas vezes, com amais idade,embelezam-se:cãs grisalhas ficam charmosas,por exemplo.O muito magro na juventude, ganha corpo.O obeso tem de emagrecer por causa da pressão alta, das altas taxas de colesterol ,glicose no sangue, passa a caminhar, sente-se um menino.Não é, mas o importante é a consciência de si.Metrosexuais usam todos os recursos possíveis e aparentam menos idade.Mas muitos não querem as senhoras de sua faixa etária ."Não vou namorar uma velha", queixou-se o setentão, quando o filho lhe apresentou sua professora de Yoga, risonha e doce, sessentona.
E se todos adoram conversar com mulheres cheias de experiência de vida para contar, livres de TPM e cheias de energia, não querem conhecê-las no sentido bíblico, nem com elas "ficar", no sentido hodierno.
Ah, mas o importante , é viver.De vez em quando sou chamada para grupos de tereceira idade, para palestrar-e se antes eu falava sobre assuntos similares a estes abertos aqui, descobri logo que não querem falar de velhice , que já sabem evitar e seus males-nada da idade do "condor"-:querem é conhecer o protagonismo explicado de um filme, saber o que penso de certa situação política(certa vez,D.Selma, a diretora de um curso de atualização cultural,convidou-me para falar a respeito de Marta e Eduardo Suplicy:queriam que explicasse a dinâmica da separação conjugal deles.E deram seus próprios depoimentos.Já o grupo de D.Eloísa, adora quando falo de sexualidade-e amaram a palestra sobre a poesia erótica de Carlos Drummond de Andrade.As alegres meninas que frequentam o curso-há vinte anos- de D.Ivanir, perguntam-me tudo.Querem novidades.E são lindas.Descobri com elas que a beleza da "terceira idade", eufemismo que detestam, é exclusiva:há novos padrões a serem alcançados -pele hidratada, cabelos bem penteados, mãos e pés bem feitos."Dei adeus a meus cabelos grandes e selvagens com certa tristeza e a pedido de uma neta, mas agora, adoro esse chanelzinho fácil de ajeitar e que deixa meu rosto mais leve". Confessou-me uma.E outra:"Casar-me?Mas não quero isso, quero é ficar com meu melhor amigo, que por acaso virou meu namorado:viajamos, curtimos, ele na casa dele, eu na minha"."Encerrei o capítulo da sexualidade",outras confidenciam.Na verdade, da genitalidade, algumas, pois sexualidade de maneira ampla,é a energia vital que move os seres pelo planeta.
Livres para a sensualidade plena.Se o sexo acontece-a relação sexual plena-ótimo.
"Embora me digam que nem pareço ter a minha idade, EU sei que tenho", costumo dizer...Sim , mas estamos vivos, essa a realidade inconteste.

Idosos não gostam e encontros que falem sobre velhice,programas e filmes que movie.Agora, estão aptos a ver e julgar ou simplesmente admirar e participar qualquer peça, filme,festa. Noto que nos citos cursos onde dou palestras, já há muitas senhoras e senhoritas muito mais jovens que as primeiras .A mescla de idades mostra que os preconceitos começam a diluir-se.
Mas por que será que homens não frequentam esses cursos?Ao que parece, eles relutamm mais ainda que elas em assumir a fase nova, onde são quais belos adolescentes, sem pais ou professores -ou cônjuges-que limitem sua liberdade. Mas que têm rugas, reumatismo, limitações a par das solturas.
Preferem estar em convenções, onde belas execuitivas passam bem postas e sorridentes,ou nas academias onde os corpos femininos-à sua época mais escondidos-mexem com seus desejos.Claro, em cidades literâneas, essa pressão interna é menor, as mais velhas também se esticam ao sol, todos são bronzeasdos.
Aqui em Belo Horizonte, no parque Municipal, há tai-chi-chuan, por exemplo.Qualquer um pode fazer.Os movimentos lentos e controlados, belos, lembram a natureza.
Já as mulheres temem a velhice porque os homens as querem mais jovens...
Bem , tido isso, para repassar o convite acima "Vamos Tomar Chá no Cinema"?Recebi do projeto Olivotto e pergunto?Vai haver chá também, às 17 h, depois do filme que terá início às 15h.O nome do filme é Elza & Fred.Filme Argentino, dirigido por Marcos Carnevale com boa cotação(veja a resenha abaixo, de ernesto friedman)), tem por protagonista -título, China Zorrilha e Fred é vivido por Manoel Alexandre..

Caso possa, aparecerei para depois comentar.Penso que o contingente feminino será maior, e vocês?Mesmo o filme abrangendo uma história dessa tal "melhoridade'-outro eufemismo-parece que é uma boa história,segundo comentários que li.

Busquei fotos, para a ida, mas acho que os acompanhantes mais jocens apreciarão també,Um dia...envelherecerão também...

Clevane Pessoa de araújo lopes
62 anos, jornalista e psicóloga, poeta, desenhista.

Local:USIMINAS Paragem Cinema
Av.Mario Werneck-Buritis
Belo Horizonte, MG

____________________________________________________________
Cinema

"Elsa e Fred - Um Amor de Paixão Elsa y Fred

mais um exemplar da boa qualidade do cinema argentino"

Por ernesto friedman -

Os argentinos continuam de sacanagem com o cinema brasileiro. Estão humilhando! Sem se preocuparem em fazer grandes produções, eles mantêm a rotina de fazer bons filmes, utilizando bons roteiros. É por aí que eles expõem nossa incompetência para fazer cinema. Enquanto ficamos chorando por recursos, pedindo muletas ao governo, buscando garantir a vida glamourosa do “pessoal do cinema”, argentinos fazem filmes bons e vão ocupando espaço. Elza e Fred, um Amor de Paixão, é mais um exemplo da qualidade cinematográfica que os argentinos conseguem. O filme é uma co-produção espanhola e argentina. A entourage do cinema nacional provavelmente vai usar isto como desculpa para a qualidade, afinal o filme é europeu!

Elsa e Fred é uma história de amor. Detalhe: os apaixonados amantes têm idades superiores a oitenta anos. Em suma: nunca é tarde para amar. Com um tema que limita o uso de sexo ou violência para prender o espectador, o diretor Marcos Carnevale, que também divide o roteiro, utiliza humor e romance para ganhar o público. A história escorrega para o piegas, mas a competência dos dois atores principais mantém a bola no alto e o resultado agrada com folga.

A atriz China Zorrilha, com tradição de televisão, tem domínio da câmera de quem fez muita novela. Ela cria uma excelente Elsa, velhinha serelepe como uma teen-ager. Apesar de seus problemas de saúde, é Elsa que vai tirar o velho Fred de sua velhice letárgica. Elza e Fred nos ensina a aproveitar o que a vida nos der. Afinal, reclamar consome tempo e não resolve nada. O filme é como uma boa novela, com seus prazeres limitados. A vantagem do filme é não ter infinitos capítulos. São 108 minutos para boas risadas, algumas lágrimas, e sair revitalizado para a vida. Parabéns aos argentinos".


Fonte:http://polemikos.com/cinema/cin20060716.html

sexta-feira, 17 de abril de 2009

ESCRITORAS E ESCRITORES DE SANTA ROSA/RS Convidam para 5ª Semana Mundial do Livro


ESCRITORAS E ESCRITORES DE SANTA ROSA/RS Convidam para 5ª Semana Mundial do Livro:

18/04/2009 Abertura na Praça da Bandeira - Manifesto pela Leitura

e dias 19 - 20 e 21/04/2009 das 17h às 19:00h, no Parcão da Praça 10 de Agosto, Revista Cultural, Literatura na Tela, Mostras de Curtas Metragens, Recitais, Leituras de Breves Contos e esquetes teatrais com o Grupo ATIVAR.

Dias 22 - 23 e 24/04/2009 Oficina Literária: “Mistérios da Criação” com o Escritor Paulo Bentancur (Incrições Gratuitas na Biblioteca) e Encerramento com Sessão de Autógrafos do Escritor no dia 24/04/2009 às 21:00h, na Biblioteca Pública Municipal de Santa Rosa/RS )

Apoio: UNESCO, CÂMARA RIO-GRANDENSE DO LIVRO, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. Câmara Municipal de Vereadores e demais entidades.

A Fecopel disponibiliza as Obras do Escritor “Paulo Bentancur”.


engersmaira@hotmail.com Maira Beatriz Engers


><><><

Trascrevi o release desse livro de Paulo Bentacur, em


"
O morto que não encontrava o céu, por Paulo Bentancur
Capa do livro Um garoto faz um agradável passeio de fim de semana pelo bairro onde mora.
No entanto, no passeio ele conhece uma figura muita estranha. Aterrorizante, para dizer o mínimo. A cada capítulo, o terror aumenta. As surpresas são cada vez maiores. Em cada susto, algum humor, que ninguém é de ferro e rir é fundamental.
O morto que não encontrava o céu, de Paulo Bentancur, com sugestivas ilustrações de Nicole Dieter, é uma história feita de várias histórias, sobre a Terra, claro, e sobre o... Céu!
Mas, afinal de contas, onde fica o Céu?
O novo amigo de Felipe precisa achá-lo.


Fim de semana. Sábado e domingo com ótimas chances de dar em aventura. Felipe, um menino pra lá de curioso, sai a caminhar pelo bairro, o seu mundo particular e, também, o mundo de tanta gente que mora por ali ou não mora, mas costuma passar pelo lugar. Felipe gosta de um bom papo, não resiste a investigar cada detalhe da realidade. Mas... O que é a realidade?
Ora, aquele cara que agora mesmo vem ali! Quem? Aquele sujeito! Rosto estranho. Modos estranhos. E Felipe, sem dar-se conta, foi parar perto demais do cemitério.
Assim começa mais um livro infanto-juvenil de Paulo Bentancur, com a marca registrado do autor: uma sucessão de surpresas captura o personagem principal e seu gosto pelo risco. Bem, o bairro não é assim tão perigoso. Quer dizer, depende do dia, de quem aparece na nossa frente.
E diante de Felipe surge um homem muito difícil de ser descrito. E que busca uma coisa que ninguém busca. Pelo menos ninguém que até aquele dia Felipe tenha conhecido.
História de terror, com todos os sustos imagináveis e inimagináveis. E não bastasse o terror, tem o humor, muito humor. No mínimo para a gente rir de nervoso.
Aquele encontro muda a vida de Felipe. Muda para sempre. Ele passa do susto inicial a sustos maiores. Até o susto derradeiro: não ter certeza se está... vivo!
Agora a curiosidade – que nunca o abandona – precisa de uma aliada: a coragem. E mais que coragem: a inteligência. Ele precisa bolar um plano para ajudar um novo amigo que se encontra numa situação bastante complicada.
E ele ajuda. Se sai vivo dessa? Bem, só mesmo lendo o livro."

Serviço:
ISBN 978-85-7599-099-5
48 páginas

Nasceu em Santana do Livramento, RS, em 1957. Mora há 40 anos em Porto Alegre. É crítico e escritor, praticando diversos gêneros, do infanto-juvenil à poesia. Colabora com a imprensa cultural do País, publicando artigos e resenhas em O Estado de S. Paulo, O Globo, Rascunho e Época, entre outros. Foi editor da Imprensa Oficial do RS e Coordenador do Livro e Literatura da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre. Teve contos publicados na Argentina e na Itália. Ganhou quatro prêmios Açorianos de Literatura em diversos gêneros. Entre seus cerca de vinte livros, destaca, para o público adulto, Instruções para iludir relógios (cronopoemas, 1994), sucesso de crítica e esgotado, Bodas de osso (poemas, 2005) e A solidão diabo (contos, 2006); para o público jovem, a coleção Brincando de pensar (2001) e as novelas O olhar das palavras e As rimas da Rita (ambos de 2005). Seu livro infantil A máquina de brincar (também de 2005) foi nesse ano adotado pelo governo do estado de São Paulo para distribuição na rede de escolas públicas.

Obra pela WS Editor:
O morto que não encontrava o céu, juvenil, 2008.

Visite esse interessante site : www.artistasgauchos.com.br/paulob

fonte:www.artistasgauchos.com.br

Semana do livro original- Maira Engers Convida-Dia do livro infantil



Foto acima:de meu arquivo,enviada pela doce e linda poeta Lívia Tucci, autora de O Avesso do Cristal:ela em criança, perto de um livro.

Aqui em Belo Horizonte, a Poeta e artista plástica Regina Mello, Diretora do MUNAP(Museu Nacional da Poesia), já fez três especialíssimas edições do OEIGINAL-O Livro de Artistas-cada qual com um tema:o primeiro teve por temática, Mozart.Estou no terceiro, com o instigante tema "A Forma do Pote Vazio", junto com vinte artistas de áreas diversas.Cada artista oferece 25 trabalhos.

Clevane Pessoa

A poeta e editora Maira Engers ,de Santa Rosa, RS, envia-nos :


"Maira Beatriz Engers"

SEMANA_DO_LIVRO_ORIGINAL_2009_

Oficio O6 Maira.doc (58 KB), ESCRITORAS E ESCRITORES DE SANTA ROSA(RS).

Olá amigos:

É amanhã, sábado (18/04009) O Dia do Livro Infantil, homenagem a Monteiro Lobato, das 8:30 min até às 16:00h, venham tomar um chimarrão com a Rei Verde e os Livros, na Praça da Bandeira.

Segue Projeto da 5ª Semana Mundial do Livro, Ofício, histórico da Semana e convite.
Vossas presenças serão necessárias.

Ainda há vagas para inscrições para oficina literária noturna (22 das 20:h às 21:00h e 23 à 24/04/009 das 19:30min às 21:h), na Biblioteca Pública Municipal, com o escritor e poeta.

Oficina com permanente "Mistérios da Criação"
Paulo Bentancur.

O livro agradece... vosso espírito alimenta-se...
Obs: Quem tiver livros de literatura para presentear, serão bem vindos."
Abraços Maira B. Engers

quinta-feira, 16 de abril de 2009

GERUNÇO-Leonildo Miranda Araújo



Os escritores gêmeos Leosino e Leonildo Miranda, além de prolíferos, ora atuam juntos, ora em separado.Cada qual no seu estilo pessoal de ser.Premiados, com atuação em palcos de muitas cidades e também no cinema ("Dois Coveiros"-festival de curtas em Gramado-RS, no Festival Internacional de Cinema de São Paulo, na Mostra do Curta Fantástico de SP (Nov/2008), foi selecionado para o Festival do Filme Livre do RJ (2009) e para a mostra nos cinemas de Porto Alegre – RS (2009)).
Gostam de ser "mineirins"- o que não impediu do livro de poesia refinada,"Viva o Brasil",escrito por ocasião dos 500 anos de nosso País, ser premiado pela Academia Mineira de Letras em Concurso Nacional, em 2002).Não se incomodam de ensinar receitas nem regras de gramática, para adolescentes, adultos e crianças.E já foram jogadores de futebol.Gêmeos idênticos, são bem humorados e sérios, generosos, espiritualistas.
Desta feita, depois de comentar o Corocel Apolodoro Máximo, do Leosino (já publicado em livro também), venho recomendar o gerunço, do Leosino.Quem é quem?Não sei bem, mas ambos valem a pena ver...
falem com eles e tentem descobrir( Telefone: (31) 9673-1508 (Leonildo) e 9950-3617 (Leosino)

E-mail: leoleoteatro@yahoo.com.br e leolivros@hotmail.com

Site: www.leoleo.com.br)

Confiram a chamada, visitem o blog, curtam a mineiridade.


Teatro


GERUNÇO

"Oi, pessoá! Tudo bão?

É nóis tra vês! Agora o trem vai sê no Teatro Nossinhora das Dôr, ali na Av.Francisco Sales, 77 - Floresta- BH, dia 17/04, sexta-feira, às 21h...

É o Gerunço Froidilino e seus causo ingraçado pra daná, pra mode ocê morrê de ri.

Gerunço é um caipira jeitoso, um sujeito espelenguendoso, que istudô pra burro, com uma ispirilituosidade invejávi, umírdi de nascença e de munta cráçi, contano as fassanha fassanhosa da famia gerunciana. Se ocê quisé cunhecê as arte dos mineiro, os causo cabiludo e os assunto cabuloso, é só mirá pras banda do Teatro e assisti o trem. É bão dimais da conta, sô!

Gerunço Froidilino a seu dispô.


O ingresso é baratim, só cê veno.

Se ocê comprá inhante, é só dez mirréis.

Se dexá pru dia, aí é a Inteira é R$20,00, sô!

Ô bobo! Liga pra nóis e compra por R$10,00."



Ficha técnica:

Autor: Leonildo Miranda Araújo (Leo)

Direção: Leonildo Miranda Araújo (Leo)

Elenco: Leonildo (Leo)

Cenário: Aguinaldo Gonçalves

Figurino: Leo

Iluminação e som: Aguinaldo Gonçalves

Duração: 60 minutos

Classificação: Livre


(*)"Leo & Leo, gêmeos, da cidade histórica de Serro - MG, escritores, poetas, diretores e atores de Teatro, com 15 livros editados (um dos quais, Viva o Brasil, foi premiado pela Academia Mineira de Letras em Concurso Nacional, em 2002), dez peças produzidas e apresentadas em várias cidades de MG, BA, ES e SP, um curta gravado no RS (Dois Coveiros), que foi lançado em agosto de 2008 na Mostra Gaúcha (Festival de Gramado), no Festival Internacional de Cinema de São Paulo, em agosto/2008, na Mostra do Curta Fantástico de SP (Nov/2008), foi selecionado para o Festival do Filme Livre do RJ (2009) e para a mostra nos cinemas de Porto Alegre – RS (2009). Apresentaram também a comédia Doidos Demais, na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de 2008, em Belo Horizonte."


Contato:

Telefone: (31) 9673-1508 (Leonildo) e 9950-3617 (Leosino)

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Projeto Releituras


Chamada de Releituras--->http://www.releituras.com/boletim.asp

O caro Arnaldo Nogueira Júnior(Editor do Projeto Releituras )nos brinda com suas seleções cuidadosas.Meu conto A Poncan("A Pokã"_, de meu livro "Mulheres de Sal, Água e Afins" , já fou publicado por ele e senti-me honrada e feliz.
Confira.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes


"13 ANOS

"Um livro tem que ser um machado para o mar congelado dentro de nós. A literatura só é digna desse nome quando descongela o sangue de quem lê."
(FRANZ KAFKA)

_________________

Aguardamos dos
amigos leitores críticas,
comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado.

Arnaldo Nogueira Júnior
Editor - Projeto Releituras

_________________

fale conosco






Boletim do Releituras: atualizado em 16/04/2009.


HILDA HILST, renomada poeta brasileira, homenageia Federico Garcia Lorca em "Poema V".

THIAGO PIMENTEL, novo escritor que corre o mundo aprimorando seus conhecimentos, em "O Amor, O Ódio e O Processo".

CLOTILDE ZINGALI, nova escritora de Joinville (SC), estréia em nossas páginas com "Isabelle".

CACO XAVIER faz sucesso com seu "Quadrinho Quadrado".

Na Cinemateca do Releituras: MEMÓRIAS SENTIMENTAIS DE UM EDITOR DE PASSOS - Seu trabalho era colocar cada pequeno som do passo em sincronia com a imagem. Parecia que isso não o levaria muito longe. Direção de Daniel Turini.

Nossos Amigos: sítios e amigos que divulgam o RELEITURAS.

Serie Turmalina Pianistas da OSB começa nesta sexta com Lilya Zilberstein Quarta-feira, 15 de Abril de 2009 15:18



Recebo de "Classicos no Rio" e repasso.Se estiver no Rio de Janeiro, não perca...

"A OSB traz Lilya Zilberstein e Cláudio Cruz à Sala Cecília Meireles, sexta e sábado




Na estréia de sua Série Turmalina Pianistas 2009, a Orquestra Sinfônica Brasileira traz ao palco da Sala Cecília Meireles na sexta-feira, 17 de abril (às 20h) e no sábado, 18 de abril (às 16h), uma das mais prestigiadas pianistas da atualidade, a russa Lilya Zilberstein. Ela abre a programação com duas peças de Chopin para piano, a virtuosística e pouquíssimo executada Variações Brilhantes Op. 12 (de 1833, escrita sobre um tema da ópera Ludovic, de Hérold/Halévy), e a delicada Barcarola Op 60 (de 1845-46).




Com a orquestra sob a regência do paulistano Cláudio Cruz, o concerto prossegue numa homenagem aos 200 anos de nascimento de Felix Mendelssohn. O sofisticado Concerto para Piano e Violino foi escrito pelo compositor alemão em 1823, aos 13 anos de idade, e representa um tour-de-force para os intérpretes; em seus 36 minutos de duração, os instrumentos solistas tanto se desafiam, quase acrobaticamente, quanto estabelecem um lírico diálogo secundados pela orquestra.



O programa se encerra com a Rapsódia sobre um tema de Paganini, de Rachmaninov (1873-1943), para piano e orquestra, uma das peças referenciais para todo o período do romantismo russo. Composta em 1934, é baseada no 24º Capriccio em Lá menor de Paganini; uma de suas variações é extremamente conhecida e muito executada, inclusive em versões de música popular e como tema de filme (“Em algum lugar do passado”, de 1980).

OSB – Série Turmalina Pianistas

CLÁUDIO CRUZ , regência

LILYA ZILBERSTEIN, piano



Sexta-feira, 17 de abril, às 20h



Sábado, 18 de abril, às 16h



Sala Cecília Meireles – Largo da Lapa 47, Centro. Tel.: (21) 2332-9160)



Ingressos: R$ 88 (Plateia Superior) e R$ 172 (Plateia)


Ingressos à venda na bilheteria do teatro, pelo telefone (21) 3344-5500 e pelo

site da Ticketronic (http://www.ticketronic.com.br)



A OSB oferece serviço gratuito de manobrista no local



Mais informações sobre a Orquestra: www.osb.com.br"

terça-feira, 14 de abril de 2009

I sarau das poéticas indígenas



I sarau das poéticas indígenas-19 de abril-São Paulo

Louvamos esse momento que acontecerá na Casa das Rosas, em São Paulo, no Dia do Índio.

Visite:

casadasrosas-sp.org.br

Av.Paulista 37

São Paulo Brasil

ressurgência icamiaba, de deborah goldemberg

1º Concurso Literário Guemanisse de CRÔNICAS e de TEXTOS HUMORÍSTICOS - 2009


1º Concurso Literário Guemanisse

de CRÔNICAS e de TEXTOS HUMORÍSTICOS / 2009

http://www.guemanisse.org/

editora@guemanisse.com.br



Com o objetivo de incentivar a literatura no país, dando ênfase na publicação de textos, a Guemanisse Editora e Eventos Ltda. promove o 1º Concurso Literário Guemanisse de Crônicas e de Textos Humorísticos, composto por duas categorias distintas:

a) CRÔNICAS - narrativa que descreve um flagrante da vida, sério ou pitoresco, atual ou histórico, real ou imaginário, com temática livre.

b) TEXTOS HUMORÍSTICOS - narrativa cômica de situações, piadas, com temática livre.

o qual será regido pelo seguinte

REGULAMENTO-->editora@guemanisse.com.br

Microcosmos, antologia da editora Guemanisse, será entregue em abril



Microcosmos, antologia da editora Guemanisse, será entregue em abril

A dinâmica , criativa e atenciosa editora Clarisse Maia, da Guemanissce, manda avisar que por engano, foi dada a data em março para a entrega da antologia Microcosmos.

Será em abril.

Leiam, na íntegra, sua circular elucidativa e vejam (acima a linda capa):

CIRCULAR

Livro: MICROCOSMOS

PREVISÃO DE ENTREGA DOS EXEMPLARES



Prezados co-autores

Informamos que o livro “Microcosmos” já tem registro do ISBN (978-85-60516-15-5), junto à Biblioteca Nacional e já se encontra em trabalhos de gráfica.

A capa do mesmo se encontra disponível no nosso site (www.guemanisse.com.br).

Desafortunadamente, por erro nosso, colocamos (nas NORMAS PARA CO-EDIÇÃO DE LIVRO) a data de entrega errada (30/03/2009), uma vez que o nosso cronograma interno de trabalho estabelecia a data de 30/04/2009. Pelo adiantado do desenvolvimento da produção do livro, acreditamos estar enviando os exemplares aos co-autores, antes desta última data prevista.

Quando do despacho dos exemplares no correio, como sempre, enviaremos e-mail individual a cada co-autor, com as informações postais necessárias.

Pedimos desculpas pelo nosso engano e pelos possíveis transtornos que porventura causamos.

Cordialmente,

Clarisse Maia"

Conhecedora da lisura e da responsabilidade dessa casa editora e de sua Diretora, que muitas vezes ultrapassam nossas expectativas, quero dizer que nada disso empana o brilho de seu trabalho.Enganos acontecem.

Sempre continuarei a dar meu apoio "mero,mais sincero" à Guemanisse e tenho certeza de que os autores poderão compreender- e aguardar.

Sucessos, sempre!

Clevane Pessoa de Araújo Lopes



* Principal
* Quem somos
* Publicações
* Oficina Literária
* Concursos
* Eventos
* Mural
* Fale conosco

Nós temos 2 visitantes online
RESULTADOS DO 3º CONCURSO LITERÁRIO DE MINICONTOS E HAICAIS
E-mail
29 de dezembro de 2008
RESULTADOS DO 3º CONCURSO LITERÁRIO DE MINICONTOS E HAICAIS

Conforme previsto no regulamento, promulgamos e divulgamos os resultados da 3ª edição deste Concurso Literário de MINICONTOS E HAICAIS.

Agradecemos e parabenizamos a todos os participantes, pela fundamental e expressiva parcela de talento e criatividade que emprestaram ao evento. Acreditamos ser mais importante que o resultado e as premiações, os textos apresentados, que deixarão os seus rastros na realidade literária do país e que reconfortam e animam não só os seus autores, mas a todos aqueles que tiveram e terão oportunidade de ler.

Conforme disposição do Regulamento, além das premiações em dinheiro, todos os autores que constam dessa lista de premiação terão os seus textos publicados e cada um receberá 10 (dez) exemplares do livro. Informamos, ainda, que estes autores, poderão inserir (é opcional) uma pequena biografia que servirá de epígrafe ao texto.

Os demais concorrentes, que tiveram seus textos entre os pré-selecionados, podem participar do livro a ser publicado caso façam adesão (em regime de co-autoria), para a qual serão cosultados/convidados.

Clarisse Maia

Categoria HAICAIS:

1º Lugar - Mairton Costa

2º Lugar - Dalva Ijuisz

3º lugar - Renato Reis Ramos



Menções Honrosas

Alessandro Carvalho Lustosa

Angela Togeiro

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

Marly Barduco Palma

Maurício Ribeiro

Neiva Pavesi

Nelsi Inês Urnau

Regina Alonso

Rodrigo Maroja Barata

Rosane Zanini

Silvana Costa

Suely Aparecida Zeoula de Miranda

Tera Sá

Categoria MINICONTOS:

1º lugar - Altério Cintra - (Quase medo)

2º Lugar - Mericler Santos (Os ninhos)

3º lugar - Altair JJordão (Pela estrada)

Menções Honrosas

André Beltrão (Um homem cru)

Fábio Sakata (Encontro marcado)

Jackson P. Franco (@puft)

João Geraldo Lopes Gonçalves (Ilusão)

João Paulo Parisio (A lua)

José Fidelis da Silva. (Rama e raiz)

Laura Esteves (Predestinada)

Luciano Marinho (A orelha do outro Van Gogh)

Paulo José Cunha (O filho de Maria)

Regina Starosta (Na pracinha)

________________________________________________

RESULTADOS DO 2º CONCURSO LITERÁRIO DE MINICONTOS E HAICAIS

Conforme previsto no regulamento, promulgamos e divulgamos os resultados da 2ª edição deste Concurso Literário de MINICONTOS E HAICAIS.

Agradecemos e parabenizamos a todos os participantes, pela fundamental e expressiva parcela de talento e criatividade que emprestaram ao evento. Acreditamos que, mais importante que o próprio resultado e as premiações, são os textos apresentados, que deixarão os seus rastros na realidade literária do país e que reconfortam e animam não só os seus autores, mas a todos aqueles que porventura tiveram e terão oportunidade de ler.

Conforme disposição do Regulamento, além das premiações em dinheiro, todos os autores que constam dessa lista de premiação terão os seus textos publicados e cada um receberá 10 (dez) exemplares do livro. Informamos, ainda, que estes autores, poderão inserir (é opcional) uma pequena biografia que servirá de epígrafe ao texto.

Clarisse Maia

CATEGORIA MINICONTOS:

1º Lugar

Roger Serigo (Enlutados)

2º Lugar

Altair JJordão (Prosa)

3º Lugar

Milton de Máximo (Ambrósia)

MENÇÕES HONROSAS

Cláudio de Almeida (O último dia)

Danny Marks (Quase Deuses)

Diogo Jacinto Alves (Folia)

Eduardo Borsato (O velho)

Geraldo Evilazio de Morais (Barganha)

Lucas Jerzy Portela (O visitante)

Maria A.S.Coquemala (A face dos mortos)

Maria Lucia Lima (Ontem)

Pedro Coimbra (Maria e Marina)

Rina Bogliolo Sirihal (Ver, para quê?)

Roberto Villani (Bar dos Morcegos)

Vinicius Claro (Dois pontos: um deletado)

CATEGORIA HAICAIS

1º Lugar

Pedro C. Castro

2º Lugar

Inês D´Álvares

3º Lugar

Marion Ribeiro de Magalhães

MENÇÕES HONROSAS

A. P Vieira

Alcir Pimenta

Dalva Ijuisz

Eunice Ribeiro Henriques

Fernando Sérvulo

Frederico Ozanam Barcelos

Hans Freudenthal

Isnelda Weise

José Júlio Esteves

Lucas Takeo

Lucídio Leão

Nazareth Bizutti

Otacílio Cesar Monteiro

Roberto Lima

Romeu Jobim

Rosane Zanini

Sérgio Francisco Pichorim

Vasti Spínola

Zuleika dos Reis

Marilda Ladeira

MENÇÕES ESPECIAIS (*)

Ana Carolina da Silva

Isabela da Silva Rocha

Luila L. Mayamba

Pâmela Batista da Gama

(*) A Menção Especial é um prêmio da Guemanisse que, nesta oportunidade, foi destinado aos alunos do Colégio Estadual Duque de Caxias. Os estudantes em questão se inscreveram normalmente na Categoria Haicais. Tal premiação é uma decisão da empresa, como forma de incentivar os jovens, e não tem nenhuma influência e/ou interferência no resultado final do concurso.
Última Atualização ( 22 de novembro de 2007 )

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Posse na Academia de Letras do Brasil em Mariana-MG



Imagem:web/art com rosto de Deia Leal(Andreia Donadon)

Convite da ALB-Mariana
Terça-feira, 7 de Abril de 2009 23:12
De:

"Andreia Leal" , Presidenta vitalícia e fundadora da ALB/mariana:







"Prezados (as) amigos (as)

Saudações. Envio convite da solenidade de posse dos Membros da Academia de Letras do Brasil - Mariana - Minas Gerais, em parceria com o Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais- de Minas Gerais, com antecedência.
Convidamos todos vocês para prestigiarem o evento.

Convite publicado no site das academias:

http://www.rauldeleoni.org/noticias.html

http://www.academialetrasbrasil.org.br.

http://academiajuizforanadeletras.blogspot.com




Cerimônia de Posse dos Membros da ALB - Mariana


ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL - MARIANA – MG
CNPJ: 04.749.257/0001-00; fundada em janeiro de 2001.

ALB - Primeira Academia Mundial da Ordem de Platão
Instituição Internacional de Cultura


ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL – REPRESENTAÇÃO EM MARIANA
Instalada em 25 de dezembro de 2008 na cidade de Mariana.

A ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL – SEDE REGIONAL EM MARIANA – MG, em parceria com o Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais em Minas Gerais, tem a honra de convidar Vossa Senhoria e Família para a posse dos 12 Membros EFETIVOS Fundadores da academia e outorga da Medalha e Diploma de Mérito Cultural – 2009, do INBRASCI-MG.

DATA: 30 DE MAIO DE 2009.
HORÁRIO: 19:30.

LOCAL: Auditório do Instituto de Ciências Humanas e Sociais – UFOP
Rua Cônego Amando, Chácara - ao lado do Palácio dos Bispos.

PROGRAMAÇÃO

Solenidade de Posse dos Membros Fundadores da ALB- Mariana

Cadeira Nº 01 – Andréia Donadon Leal
Patrono: Affonso Augusto Moreira Penna
Cadeira N° 02 - Prof. Dr.José Benedito Donadon-Leal
Patrono: Camilo Francisco Leal
Cadeira n° 03 - José Sebastião Ferreira
Patrono: Lázaro Francisco da Silva
Cadeira n° 04 – Gabriel José Bicalho
Patrono: Antônio Brant Ribeiro
Cadeira n° 05 – Hebe Maria Rôla Santos
Patrono: Alphonsus de Guimaraens
Cadeira n° 06 – Anício Chaves
Patrono: Dom Silvério
Cadeira n° 07- Cacá Drummond
Patrono: Amílcar de Castro
Cadeira n° 08 – Professora Cláudia Gomes Dias Costa Pereira
Patrona: Beatriz Brandão
Cadeira n° 09 – Marília Siqueira Lacerda
Patrono: José Batista Mendonça
Cadeira n° 10 – Dra.Marilene Vieira Monteiro de Castro
Patrona: Orides Fontela
Cadeira n° 11 - Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Patrona: Laís Corrêa de Araújo
Cadeira n° 12 – Ângela Togeiro
Patrono: Francisco Sodero

A saudação aos Patronos será proferida pelo Presidente Executivo, professor Dr. JOSÉ BENEDITO DONADON-LEAL.

Diretoria da ABL - Mariana

Presidente Fundadora: Andréia Aparecida Silva Donadon Leal
Presidente Executivo: Dr. José Benedito Donadon-Leal
Vice-Presidente: J.S.Ferreira
Secretário-Geral: Gabriel José Bicalho
Promotora de Eventos: Hebe Rôla

APRESENTAÇÃO DA ACADEMIA INFANTO-JUVENIL DE LETRAS DE MARIANA
Texto: Nas Letras de Nossa Enciclopédia.

Solenidade do InBrasCI - MG

Entrega da Medalha e Diploma de Mérito Cultural-2009, do InBrasCI-MG, Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais.

Affonso Augusto Moreira Penna, bisneto do ex-presidente, Affonso Penna.
Rádio Transamérica, 92,5 – FM – Santa Bárbara.
Jornal Ponto Final - Mariana

Posse de Membros Efetivos do InBrasCI - MG a:
Sebastião Fonseca e Silva
Míriam Stella Blonski




Fraternalmente,



Andréia Aparecida Silva Donadon Leal - Déia Leal
Diretora do Jornal Aldrava Cultural
Governadora do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais-MG
Membro da Academia de Letras do Rio de Janeiro - CM e da AVSPE
Membro da Academia Cachoeirense de Letras
Membro da Academia Maceioense de Letras
Membro da Academia Brasileira Petropolitana de Poesia Raul de Leoni
Membro da Academia de Letras do Brasil - ALB
Presidente Fundadora da Academia de Letras do Brasil em Mariana
Embaixadora Universal da Paz do Círculo Universal dos Embaixadores da Paz - Genebra, Suíça
(31) 8893-3779
(31) 8431-4648
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_deia_leal_plan.htm
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_contos_andreia_donadon.htm
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_poesia_andreia.htm
http://www.jornalaldrava.com.br/projeto_haikai.htm

Première Temporade Brésil Sertão et Mer


Sarava!
En annexe la programmation de la
" Première Temporade Brésil Sertão et Mer "
pour l'ouverture de "2009 Année de la France
au Brésil ".
Après je serai en tournée au Brésil du 28 juillet
au 23 août 2009.
Merci à tous!
Sarava!
Heitor

Boletim Sentidos 358-abril 2009


B o l e t i m
Nº 358 11 DE ABRIL DE 2009

ROL:

Notícias
Projeto Ver- o-Gol
Projeto leva deficientes visuais ao campo de futebol
Cartilha para prefeitos
Secretaria de Estado/SP orienta prefeitos sobre inclusão
Museu acessível
Deficientes visuais têm acesso à exposição, no Rio de Janeiro

Prêmio Sentidos: uma noite de grandes revelações

DIVULGAÇÃO

Você pode escrever:
Seu Espaço
Clique aqui e envie seu texto para publicação no site Sentidos

Agenda
Confira a lista de cursos e eventos

Releases
Confira a lista de releases

Há um mural para correspondências:

"MURAL
Olá tenho 20 anos sou cadeirante há 6 anos e estou atrás de um relacionamento sério com mulheres cadeirantes...

Javan Cruz Gomes
Olá tenho 38 anos, sou sincera, romantica, extrovertida . Pode haver diversas razões para que se comece uma amizade...
Ila"

Museu recebe deficientes:
"
Ligado mais matérias deste canal

Inserida em: 8/4/2009
Reportagem: Divulgação
Museu acessível
Deficientes visuais têm acesso à exposição Tesouros do Louvre: Retratos esculpidos por Houdon
Tamanho da fonte:
-A

+A

SHOPPING SENTIDOS

AUREA EDITORA
Livro 50 Talentos para inclusão
Livro 50 Talentos para inclusão
R$: 15,00
CLIQUE AQUI E FAÇA PARTE DESTA VITRINE VIRTUAL

Uma das matérias:


No âmbito das comemorações do ano da França no Brasil, a exposição "Tesouros do Louvre: Retratos esculpidos por Houdon", composta de vinte esculturas de grande sensibilidade e beleza pertencentes ao acervo do Museu do Louvre, proporcionará ao público brasileiro a oportunidade de conhecer no Museu Histórico Nacional, de 29 abril a 5 de julho, a vida e a obra do artista francês Jean Antoine Houdon (1741-1828) e o mundo de sua época. O inestimável apoio da Comissão de Eventos do Ano da França no Brasil do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro, a parceria do Museu do Louvre e do curador da coleção, Guirlherme Scherf, da empresa organizadora EMC e o generoso patrocínio da PSA Peugeot Citroën, estão viabilizando a realização da exposição no Rio de Janeiro.

Além de esculturas de personagens históricos, entre os quais os franceses Mirabeau, Condorcet, Rousseau, Voltaire e Diderot e os americanos Benjamin Franklin (com quem o artista viajou da França para os Estados Unidos) e George Washington, serão expostas, ainda, a obra prima em mármore "Morphée" e esculturas retratando a família do artista. Numa tela de aproximadamente quinze metros, serão projetadas imagens que abordarão o contexto histórico da França no período em que Houdon criou suas obras, seus principais e mais importantes personagens, bem como a realidade brasileira de então. Uma instalação em tamanho real, produzida a partir da imagem do quadro "L´Atelier de Houdon", de Louis-Leopold Boilly, reconstituirá o ambiente no qual o artista elaborava suas obras.

A oferta de acessibilidade para deficientes visuais da exposição consiste em disponibilizar ao público: réplicas das esculturas de Houdon que poderão ser tocadas, legendas em braile de todas as obras expostas, catálogos com texto e planta da exposição em braile e caracteres grandes, textos da exposição em computador com sintetizador de voz e educadores especialmente treinados para proporcionar visitas educativas e descritivas. A ação educativa da exposição também terá a disposição de todos os visitantes materiais educativos sensoriais sobre a criação do artista e terminais digitais interativos.

A produção dos materiais em braile é da Fundação Dorina Nowill para Cegos e a assessoria e treinamento dos profissionais para acessibilidade na exposição é da Museus Acessíveis.

A exposição é aberta ao público de 3º a 6º feira, das 10h às 17h30 e aos sábados, domingos e feriados (exceto Natal, Ano Novo, Carnaval e dias de eleições), das 14h às 18h. O museu não é aberto ao público nas segundas feiras, mesmo que seja feriado.

Ingresso para exposições do Museu Histórico Nacional:
R$ 6,00 (seis reais).
Estão isentos de pagamento (mediante comprovação): crianças até cinco anos de idade; sócios do ICOM-International Council of Museum; funcionários do IPHAN; alunos e professores das escolas públicas federais, estaduais e municipais; brasileiros maiores de 65 anos; guias de turismo e estudantes de museologia. Alunos agendados da rede particular de ensino e brasileiros maiores de 60 anos e menores de 65 anos pagam a metade do valor. Aos domingos, a entrada é franca."

Local: Museu Histórico Nacional

Praça Marechal Âncora, s/nº
Próximo à Praça XV

www.museuhistoriconacional.com.br

mhn02@visualnet.com.br
Telefone: (21)2550-9220

Cadastre-se para receber a SENTIDOS:

MUBE-Graffiti Fine Art




Curadoria:
Binho Ribeiro

3a. Mostra Graffiti Fine Art no MuBE - Abertura 16 de abril - 19 horas
Artistas: Chivitz, Nove e Presto

http://www.mube.art.br/

Museu da Escultura

Sociedade dos Poetas Advogados retorna do Quarto Encontro Açoriano de Lusofonia



Imagem:Festa do mar, em Açores-Portugal
Fonte: http://www.flickr.com/photos/franciscoantunes/393360160/

Silmara Pezzoni Annunciato,Presidente da Sociedade dos Poetas Advogados
Presidente da SPA/SC , da Guria da Poesia-acaba de retornar de Portugal, com ótimas notícias poético-lusófonas, inclusive que o próximo encontro será aqui no Brasil, em Santa Catarina(2010).Parabenizamos o grupo que tão bem representou o brasil-e o trabalho de Silmara e seu staff.Leiam seu entusiasmado e-mail:


Caros Poetas,

Estou retornando de Portugal e trouxe na bagagem muitos elogios a vocês poetas que participaram da nossa Mostra. Podem e devem se envaidecer pois os elogios provieram de especialistas em literatura de língua portuguesa de âmbito mundial que estiveram no , dentre eles os Presidentes das Academias de Letras do Brasil, Dr. Evanildo Bechara, e de Portugal Dr. João Malaca Casteleiro.

A Escola Secundária de Lagoa (Portugal-Açores, Ilha de São Miguel, Lagoa) solicitou os materiais da nossa exposição poética para realizarem trabalhos didáticos com seus alunos. Muito provavelmente nossa exposição poética continuará circulando nas Ilhas dos Açores sem prazo para encerrar.

No dia 03 de abril, eu e Concha Rousia realizamos um recital de poesias no Centro Cultural Caloura que é mantido pelo renomado artista plástico Tomáz Borba Vieira, com a participação dos congressistas, dentre eles o poeta e escritor Daniel de Sá. A Dra. Célia Cordeiro, professora de língua portuguesa e literatura, foi convidada a escolher um dos poemas de nossa Mostra para recitar com seu melódico sotaque português-açoriano, contemplando o poema "Ter-te", de Adriano Zanotto.

Nesse mesmo dia firmei um Protocolo de Aliança Poética entre a SPA/SC e poetas galegos do Clube dos Poetas Vivos da Galiza, representados pela poetisa galega Concha Rousia, destinado a uma maior aproximação de nossos povos, e ampliar a circulação das letras de nossos poetas.

Está em andamento também uma aliança poética a ser firmada com a Academia Galega da Língua Portuguesa.

Peço que recebam com muito carinho os galegos que logo chegarão no site da SPA para poetarem conosco.

O próximo Encontro internacional da Lusofonia já está acertado para ter sede em Florianópolis/SC em 2010, que ocorrerá por volta de abril p.f.. Vamos todos nos preparar para realizarmos junto um lindo evento poético de recepção brasileira.

Acima só as manchetes da viagem, ainda há muito a contar. Estou aguardando as fotos e nas próximas semanas disponibilizarei o relatório completo. Peço que aguardem.
Agradeço a todos os que participaram e também os que apoiaram essa importante travessia poética para o além-mar.

Abraços Poéticos,
Silmara Pezzoni Annunciato,
Presidente da SPA/SC

/ CONVIR-IEA convida para expo de Albino Amaral



Jorge de Oliveira Santos, Presidente do Sindicato dos Artistas Plásticos do Estado de MG, convida:

De 14 de abril a 06 de maio, mostra de Albino Amaral

abcdef Galeria de Arte
Rua padre Eustáquio 567
Belo Horizonte-MG

No dia 14, a mostra tem início às 20 horas.


"Caríssimo,
Muito nos honrará com a sua presença.


Jorge de Oliveira Santos
Abcdéf Galeria / CONVIR-IEA / SIAPEMG"
3278-4796

domingo, 12 de abril de 2009

10° ENCONTRO INTERNACIONAL LITERARIO aBracePorto Alegre, RS, Brasil -






10° ENCONTRO INTERNACIONAL
LITERARIO aBrace
Porto Alegre, RS, Brasil
14 a 20 de abril de 2009




P R O G R A M A





Dia 14 - PORTO ALEGRE
10h às1 2h
* Confirmação de inscrição e entrega de credenciais - City Hotel, Rua Dr. José Montaury,20, Porto Alegre.
* Consignação de livros com a Editora Alcance - CENTRO CULTURAL CEEE - Erico Verissimo - Rua dos Andradas, 1223, Centro.
12h às 15h – livre (City tour Porto Alegre-opcional)
15h.30 - CENTRO CULTURAL CEEE - Erico Verissimo. ABERTURA DO EVENTO. Inauguração da mini feira de livros (organizada pela Editora Alcance).
16h às 19h - Apresentação de livros da aBrace editora – tarde de autógrafos. NARRATIVA: Entrelinhas, Tirzah Ribeiro – Brasil; Bagagem de viagem, Beatriz Reis - Brasil (testemunho); EL GATO e Casi una telenovela, Paola Bradamante - Italia; Escatológico Demais, Fernando Catelan – Brasil; Tejedor de Realidades y Ësperanzas, Hermes Pastorini - Uruguai (testemunho); Tramas, cuentos. colectivo; Baile entre o Mestiço e a Deusa, Ramiro Guzmán - Uruguai
POESIA: Detrás del Espejo, Antonio Miranda, Brasil; Mar de Caos, Juana Dominguez – Argentina; Metáforas acordadas, Neide e Raimundo Lisboa – Brasil; Solitarias golondrinas, Gean Silvera – Uruguai; Gestual de Domínio, poemario ilustrado, Roberto Bianchi e Fernando Barreto Uruguai/Brasil; 30 anos de poesia - POEBRAS - Brasília; Letras de Babel 4, poemario multilíngue coletivo; 10 años de aBrace poemario comemorativo.
20h às 21h30 – tiempo libre
21h30 – MARCO ZERO – Mercado público. Café Literario aBrace (sarau poético-musical) Inscrição para leituras de poesia no local. Performances: Arlete Sylvia / Adelaida Fontanini e Roberto Bianchi.

Dia 15 de abril - PORTO ALEGRE
9h às 12h - CENTRO CULTURAL CEEE - Erico Verissimo. Palestrantes:Carlito Lima, Brasil - Literatura de cordel - Influência da Península Ibérica na literatura popular brasileira; Guillermo Lopetegui, Uruguai - Evocación de un intercambio cultural; Feliciano T. Monteiro, Brasil - Zumbi D'Angola JANGA/ CD e livro, literatura Cordel.
10h30 – Visita a Escola Uruguai: Parque Moinhos de Vento – Nº 200 - Bairro: Moinhos de Vento - Porto Alegre. Recepção pelos profesores de espanhol e português aos participantes: Argentina: Victoria Mulhal, Adriana Ruiz, Juanita Figueroa y Nilda Hoffmann Iriarte; Brasil: Luiz Lyrio e Neide Lisboa; Itália: Paola Bradamante; Uruguai: Betty Chiz, Adelaida Fontanini, Virginia Bintz e Teresa Puglia. Lançamento das obras: CURUMI 4 e Cuentos para Lucía, aBrace editora; outros livros: ¡ZAZ! A la cama de papá y mamá,Miedos mieditos y miedotes, Adiós a mi mamadera, Ha llegado mi hermanito, Experto en caprichos, Una casa nueva, Ediciones Magdala. Posteriormente se reunirão para intercâmbios e confraternização.
12h30 às 14 – livre
15h às 19 – (sala 1) Apresentação de livros da Editora Alcance – tarde de autógrafos.
* (sala 2) PONTE LITERARIA: Apresentação de livros, revistas e projetos. Bella Clara Ventura, Colombia; Milka Lay, Uruguai; Angel Machado, Uruguai; Alfonso Pascual, Espanha; Ramiro Guzmán, Uruguai; Dina Bellrham, Equador Com Plexo de culpa (poesia); Neli Cordova Neli, Equador; Gloria Dávila Espinoza, Peru; María Ahumada Barraza, Chile; María Cristina Drese, Argentina - Dos arco iris para un mismo cielo (poesia); Marta Grané, Argentina - Niñas envueltas, novela; Guillermo Lopetegui, Uruguai - Los reflejos en la noche / La esperanza y su sombra; Marta Beatriz Multini e Emilse Zorzut, Argentina - Sobre Mundos Abismales (poesia); Antonieta Pardo de Ferreyra, Argentina - Costumbres y leyendas del pueblo toba; Susana Sisman, Argentina, No te enamores de Oscar Wilde.
20h às 21h30 – livre
21h30 – MARCO ZERO – Mercado público - Café Literario aBrace (sarau poético-musical) – Inscrição para leituras de poesia no local. Performance: Juanita Figueroa; Clevane Pessoa e Nina Reis.
00h às 3h - Maratona Radiofônica de Poesia: Radio Pampa, (organiza Editora Alcance).

Dia 16 de abril - PORTO ALEGRE
9h às 12h - CENTRO CULTURAL CEEE - Erico Verissimo. Palestrantes: Fátima Tolentino, Brasil - O círculo como caminho de transformação da mulher; José Gil – Portugal - Drama na transformação das escolas inclusivas - o teatro e as pontes com o ensino;Betty Chiz, Uruguai – Integración cultural multilingue e Hiber Conteris, Uruguai.
12h30 às 14h – livre
15h às 17h – PONTE LITERARIA: Apresentação de livros, revistas e projetos. Washington Gularte, Uruguai – Movimento Sureado;Alba Albarello, Brasil - Presidente do Grupo Literário Café Cultural de Erechim-RS; Shirley Cotto, Uruguai - Grupo Literario Diálogo; Adelaida Fontanini, Uruguai – Presentação de Revista Cubana Espacio; João Ayres, Brasil; Clevane Pessoa, Brasil; Paulo Monti, Brasil - publicação digital Revista Literária Paralelo 30; Virginia Bintz, Uruguai – Caminando; Xavier Duarte Artigas, Uruguai.
18h *Atuação de Leonardo Figuera, cantor e compositor Uruguaio. Lançamento do CD = UNIVERSAR, com textos musicados de doze poetas (aBrace editora).
19h às 20h30 –livre
21h- Grupo Sureado celebra os 10 anos do Movimento Cultural aBrace com um show dançante – Bar Temático Lupicínio Rodrigues - "Se Acaso Você Chegasse" : Rua Venâncio Aires, 866 -Santana, Porto Alegre.
00h às 3h - Maratona Radiofônica de Poesia: Radio Pampa (organiza Editora Alcance)

Dia 17 de abril - PORTO ALEGRE
9h às 12h - CENTRO CULTURAL CEEE - Erico Verissimo. (sala 1) Reunião de Representantes do Movimento Cultural aBrace. Temas: 1) Experiências do Movimento Cultural aBrace em Mogi das Cruzes e o resultados del 2º Concurso Literario aBrace de Contos, O Valor de Uma Historia, por Fernando Catelan São Paulo, Brasil 2) Lançamento do Concurso: 2ºs Jogos Florais do Século XXI 3) Extensão da aBraceRevista INTERNACIONAL 4) Projeto aBrace em Movimento 5) Varios.
(sala 2) Contação de historias e contos.
12h30 às 14h – livre
15h às 18h – PONTE LITERARIA: Apresentação de livros, revistas e projetos. Luiz Lyrio, Brasil – Nos idos de 68; Arlete Sylvia, Brasil – Um hino ao amor/Reminirosas; Marco Adolfs, Brasil – Fé e fogo; Susana Méndez, Uruguai – El eclipse Del Rio Santa Lucía; Lurdiana Araújo, Brasil – Campolina -o Jardim da felicidade; Yamile Manzur, Uruguai, Nadie se muere en la víspera/Barba de Chivo; Teresa Puglia, Uruguai; Luiz Fernando Fernández Costa, Brasil; Fernando e Sylvia Barreto, Brasil; Fernando Bagio, Brasil - Fragmentar e Reconstruir Contextos; Hiber Conteris, Uruguai – Cuarteto, novela.
19h às 20h – Entrega do Premio aBrace e outros reconhecimentos. Encerramento das atividades em Porto Alegre.




(opcional)
Sábado 18 de abril - Porto Alegre - Gramado
Domingo 19 de abril - Gramado – Canela
Segunda 20 de abril – Gramado – Porto Alegre. FIM DO ENCONTRO

sábado, 11 de abril de 2009

Carlos Lúcio Gontijo- Elias Maboub, o cavaleiro de Damur




Imagem:detalhe de desenho(Clevane Pessoa)
Dente de leão.
O Presidente da Associação Mineira de Imprensa em Belo Horizonte(AMI),Wilson Miranda, envia-me, a meu pedido, esse artigo do jornalista Carlos Lucio Gontijo e a foto de Elias Maboub.

O perfil dessa pessoa assim interessante , chega-nos recheado de fatos hitóricos, datas, situações provavelmente desconhecidas para os mais jovens, principalmente:comove-nos, por exemplo, a expulsão de uma pessoa vocacionada para a Medicina , apenas por sua origem - e ainda se diz que o Brasil jamais foi xenófobo.Em que pese a constatação de que Governos em geral, não sabem o que o povo precisa , aprova, rechaça,verdadeiramente.Comove-me a observação de que para estar mais perto de seu real chamamento - o "vocare" motivador- o amigo do autor passa a trabalhar "como vendedor de remédios".Quando trabalhei no INAMPS, lembro-me de algumas pessoas que, por motivos financeiros não pode ser médico e então,tentava realizar-se ao passar para os "doutores", com gentileza e perspicácia, a enxurrada de treinamentos recebidos das empresas farmacêuticas.À frente do tempo, trazia aos médicos, as novidades das drogas legais, recitava as benesses do medicamento, desfiava os efeitos colaterais, e apertava sorridente, as mãos de quem o ouvia.As multinacionais , então, treinavam seus representantes com pacotes de oratória,comunicação, gramática.Todos muito bem vestidos, a exalar um ar de prosperidade...
Elias Maloub, o estrangeiro, domina a Língua Portiguesa, o que é ponto de partida para que se tornem grandes companheiros.
Linda narrativa de amizade. E é gratificante saber de um amigo que quer manter ,chama votiva acesa, a história do outro, "para que não se esgarce/nos horizontes longínqüos"(*).

A estilística de Gontijo é de fácil leitura, mas traz a densidade da vivência a fundo, aquele "De Profundis" necessário a todos que escrevem, para que suas palavras não soem quais pseudo-afirmações - e que, no entanto, é privilégio de uns poucos.

Leiam, para conhecer sobre esse cavaleiro de Damur.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora Regional do InBrasCi (Instituto brasileiro de Culturas internacionais)em Belo Horizonte.
Embaixadora Universal da Paz-Círculo dos Embaixadores Universais da Paz, por Genebra, Suiça.


Elias Maboub, o cavaleiro de Damur


Carlos Lúcio Gontijo







A imensa maioria das pessoas costuma nos cobrar pedágio para que delas
nos aproximemos. Precisamos nos derreter em mesuras para lhes chamar a atenção
e, assim, iniciar os primeiros passos na construção de uma amizade. Todavia,
com o afável e honesto Elias Maboub, não era assim. Eu o conheci na década de
70, trabalhando em departamento de revisão de jornal, num tempo em que veículo
de comunicação impressa se interessava pela propagação de uma língua
portuguesa/brasileira correta, auxiliando na formação da cultura linguística de
seus leitores.

Elias Maboub logo me chamou atenção por seu inegável e profundo
conhecimento de gramática. Libanês nascido em Damur (a 9 de fevereiro de 1924),
uma cidade litorânea que não existe mais, destruída que foi por sírios e judeus
que ali, em território alheio, tentavam resolver, por meio da luta armada, suas
idiossincrasias movidas pelas incompreensões e desentendimentos mundanos.

Maboub veio para o Brasil com dois anos de idade seguindo seus pais e se
transformou no mais autêntico e legítimo brasileiro que poderíamos (e podemos)
imaginar. Experimentou os prazeres proporcionados pela riqueza por intermédio
da negociação de café exercida por seu pai; depois sofreu as dores da derrocada
com a chegada de crise econômica que fez sucumbirem as finanças do pai, que pouco falava português e mal anotava os vários negócios feitos "no fiado", sob a confiança de que receberia os créditos. Entretanto veio a débâcle, com ela o sumiço dos devedores.

O amigo Elias Maboub era detentor de extrema vocação médica, o que o
levou a fazer vestibular e frequentar o curso de medicina durante dois anos,
até que um dia o governo brasileiro, em acesso de arroubo nacionalista, decidiu
pela expulsão de todos os alunos considerados estrangeiros das universidades, o
que tanto interrompeu quanto pôs fim a seu sonho, levando-o - talvez para
manter proximidade com a área médica - a trabalhar como vendedor de remédios
para inúmeros laboratórios.

Pois bem, pouco tempo depois de conhecer Elias - pai extremoso e esposo
exemplar - , ao qual aprendi a chamar carinhosamente de "Tio Elias", deu-se a
criação do IV Turno de Revisão no jornal Diário da Tarde, que nos deu a
oportunidade de formar, não apenas um quadro de jornalistas profissionais de
revisão, mas, sobretudo, uma família. Eu comandava a turma, e Elias sempre me
substituía durante as minhas férias anuais. Pelo menos uma vez por semana,
terminada nossa jornada de trabalho, saíamos madrugada adentro, de bar em bar:
era um companheiro no violão e voz, outro no batuque e todos na cantoria regada
a cerveja, conhaque, uma boa pinga, torresmo, vaca atolada, e caldo de mocotó
(aos quais Elias acrescentava pimenta aos montes) - tudo banhado e embebido na
luz de um mar sem fim de amizade, respeito mútuo e camaradagem.

O tempo passou. De repente, fecharam o nosso IV Turno, revisão passou a
ser coisa desnecessária e supérflua, cada um de nós foi remanejado para
determinado canto. E Tio Elias terminou seus mais de 50 anos de jornalista
profissional de revisão como uma espécie de controlador de qualidade, lendo o
jornal depois de pronto, com o objetivo de apontar erros graves, função que,
apesar de todo o seu esforço, não era levada a sério, pois os erros eram
repetidos numa corrente interminável.

Então chegou o dia em que Elias Maboub, depois de tantos anos de trabalho,
resolveu encerrar sua labuta profissional. Dia 15 de julho, a data. Assistindo à
angústia do amigo, tomei a iniciativa de lhe comprar uma caneta, mandar gravar a
data e escrevi, emocionado, um cartão carinhoso. Elias me abraçou aos prantos,
enquanto eu tentava consolá-lo sob a sombra da inequívoca frieza empresarial,
que transforma o trabalhador em simples número.

O cavaleiro de Damur, Elias Maboub (nome que registrei em um personagem de
meu romance "Lógica das Borboletas"), cavalga agora, desde 27 de março último,
nas planícies do Senhor. Sinto e sempre sentirei a sua ausência física, mas
perceberei sua presença espiritual em minhas noites de autógrafo às quais ele
sempre prestigiava; lerei mental e invisivelmente o cartão de Natal que ele me
enviava todo ano; ouvirei seu telefonema por meu aniversário. Em resumo,
restou-me, como ato final, transferir o número de seu telefone para as páginas
da agenda do meu coração, pois virá o tempo em que também serei peixe na rede
celestial, e eu lhe ligarei: "Tielias", estou chegando!

Carlos Lúcio Gontijo

Naveguem até ao site do autor, a quem ofereço o poemeto abaixo,simples mas veraz.:

www.carlosluciogontijo.jor.br

Para ver a galeria de fotos de lançamentos , do autor e seus convidados,vá até

http://www.carlosluciogontijo.jor.br/galeria.html

>>>**<<<

Poemeto da Amizade





A amizade tem sutilezas de vitral:
técnicas e arte,unidas à luminosidade do sol,
filtrada em harmonia,perfeita integração.

A amizade tem sutilezas de cristal:
sete cores decompostas de um branco primário.

Faz-se das artimanhas do coração
explica-se sem nenhuma explicação
e deve durar sempiternamente,
porque quando se acaba...amizade não é, não!

Clevane Pessoa