quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Terças poéticas:Sarau de Clevane Pessoa e Mostra de Iara Abreu.




http://www.mulheresemergentes.blogspot.com/
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008
"Em mais uma excelente Terça Poética, nos jardins do Palácio das Artes,neste agitado 14 de outubro, a querida amiga, poeta e divulgadora, talentosa e humaníssima Pessoa, Clevane (de preto, no palco), se apresenta e também faz homenagem a Lindolf Bell.




Aqui, parte da animada platéia que, mais tarde, saiu em poética caravana para a exposição de Iara Abreu.
Da esquerda pra direita, as poetas Neuza Ladeira (de amarelo), e entre elogiosos comentários, Tânia Diniz e Lívia Tucci.Logo atrás, ainda se vê a nora de Clevane, Jusciléia, os poetas Antonio Dayrell, Brenda Mars....


0 comentários

Saindo do badalado sarau de Clevane Pessoa, no Terças Poéticas - jardins internos do Palácio das Artes, chegamos à praça da Liberdade, na Biblioteca Pública Luís de Bessa, nesta terça, 14 de outubro e junto aos amigos, festejamos a abertura da belíssima Exposição de Iara Abreu.

Acima,imagem do belo painel logo na entrada, da exposição Aspectos Urbanos, da artista plástica Iara Abreu, onde, além de lindos objetos, esculturas, pode-se apreciar os 65 poemas ilustrados, que, entre tantos poetas,estão os de Tânia e da filha Ana Carol Diniz.



Aqui,os poetas Antonio Dayrell e Tânia Diniz,comentam a beleza dos trabalhos.


O alegre encontro dos amigos:
antonio dayrell, tânia diniz,a expositora - IARA ABREU- bilá bernardes, regina mello e wilmar silva!


(...)Estas fotos e outras mais no blog de Tânia, vá conferir...(CPAL)

Aguardando novas fotos, voltaremos em breve.Chau, tânia"

--------------------------------------------------------------------------------------------

http//achamarteblogspotcom.blogspot.com

Naveguem até Mulheres Emergentes para conhecerem os poemas de Tânia Diniz:

http://www.mulheresemergentes.blogspot.com/

Leia em:

http://achamarteblogspotcom;blogspot.com

No palco, onde visto camiseta de Lindolf Bell (moda lançada por ele,nos Anos 60, com o nome de corpoema, onde está impresso o símbolo do Centro de Memória Casa do poeta Lindolf Bell, em Timbó, SC, terra natal dele), está a jornalista Luciana Campos Diniz, que interpretou um de meus poemas e ajudou na apresentação, com sua graciosidade, desenvoltura, simpatia.A jovem cronista é filha da artista plástica e poetisa Graça Campos, que integra, qual Tânia Diniz, Livia Tucci, Neuza Ladeira,Bilá Bernardes,Conceição Moreira Regina Mello (Diretora do Museu Nacional da Poesia-MUNAP) e outras presentes, o livro-álbum POIETISA, organizado por mim e Marco Llobus .

Também presentes, além dos citos por mim ou Tânia:Jornalista Wilson Miranda , Presidente da AMI (Associação Mineira de Imprensa); artista plástico Wander Lara, que conviveu com Lindolf Bell; Elaine Goulart, assessora da presidência do Palácio das Arte;Cida Valadares, poeta;Juan Fiorini (poeta, professor);Karina campos Araújo , minha nora e o filho Gabriel Pessoa, o filho Alessandro Pessoa , que teve de retirar-se para suas aulas na escola de Quadrinhos; Luiz Orlando ladeira ; o poeta Marco Aurélio Lisboa, que presenteou-me com um tradidional ovo de madeira russo, com sua madonna, trazido de Moscou ;Angela Togeiro, a premiada escritora e poeta mineira, da Academia Municipalista de Letras, da Academia feminina de Letras e, entre outras, da Academia de Letras, CIências e Artes de Lafayette, recentemente também empossada no InBrasCi (Instituto de Culturas Internacionais)

Postarei outras fotos e irei ampliando essa listagem.

Clevane |pessoa de Araújo Lopes
Diretora Regional do inBrasCi,
Embaixadora da Paz (Cercle de les Ambassadeurs de la Paix-Genebra-Suiça)

Registro ainda a amiga presença do Maestro Andersen Vianna, renomado músico mineiro, do qual usamos, para fundo musical , o delicioso Cd "The Russian State Symphony Cinema Orchestra", que contém suas composições , por ele dirigidas.Em especial, para certos poemas, escolhemos "Insensíveis Sépalas de Aço", Vento, Pólen e Abelhas", mas todas as composições parecem-me combinar com a Primavera -essa inusitada primavera de 2008 em Belo Horiznte, Brasil,e meus poemas;O Despertar dos sentidos, A Morte dos Miosótis, Inflorescência".Andersen Vianna é também escritor e dele lemos Contos Cinematográficos:seus contos repetem a fluidez e o ritmo de sua música.Andersen Vianna e Regina Mello serão os próximos homenageados pela Embaixada da paz com o título de Amigo(a) da Paz,das ARTES, da poesia e da Vida".Reparem na denominação altamente poética das faixas de seu CD.O Maestro também já musicou poemas eróticos de Lívia Gucci Tucci, ali presente, autora de O Avesso do Cristal.E vem do grande sucesso alcançado pelo recente A Cigarra e a Orquestra.

Apresentaram meus poemas, representado os demais poetamigos : Luciana campos, numa tocante declamação de Eu Que Amno o Amor;Regina Mello (Haikais para Gatinhos Desiguais-leitura comigo );Neuza Ladeira (O Paradigma Mais Perfeito);Brenda Marques, fragmentos de Mas Afinal, Onde Dormem Os Beija-Flores (uma de minhas peças sobre a Ditadura);Wilmar Silva:Trinta Anos Sem Wlado (da antologia Roda ao Mundo 2006) ;

Claudio Márcio Barbosa leu o belo poema escrito para mim , por Gabriel Bicalho, aldravista de Mariana, Presidente da Aldrava Letras e Artes e membro da Governadoria do inBrasCi em MG, que assim ficou representada.O poema faz uma perfeita fusão sonora de fonemas com termos musicais e foi publicado no Jornal Aldrava .Senti-me muito honrada com a dupla homenagem: a leitura por um amigo-irmão e a autoria dessa homenagem para mim, preciosa.

Foram interpretados vários poemas de Lindolf Bell, "Quixote Catarinense", "Líder da Catequese Poética", mas, em especial , poemas de O Código das Águas e As Annamárias, além de versos eternizados e sempre lembrados:"Menor que meu Sonho, Não posso ser", por exemplo.

Um dia de inúmeras emoções.De lá , fomos em massa à exposição de nossa amiga Iara Abreu, que abordou temas urbanos e ainda ilustrou nossas poemas e de autores de outras cidades, estados e até países.
úQuem ainda quiser ver, a mostra permance na Biblioteca Pùblica-Pça da Liberdade 21, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Um comentário:

Marco Aurélio disse...

Muito boa a nova fase de Clevane, sua poesia sobre o umbigo é sensacional. Minha amiga não faz poesia, é poeta.