domingo, 20 de julho de 2008

SEMENTE DE POESIAS-Edição especial-21 de julho-Parque Municipal






Fotos (de baixo para cima):
a)Regina Mello e o escultor Marcos David(que participa do ORIGINAl-livros de artistas III, por ela organizado e ora expõe esculturas na Galeria da Árvore (leia o texto da Diretora do MUNAP, abaixo).

b)Parte do público e poetas presentes no SEMENTES de Poesia (13/07)-Parque Municipal de Belo Horizonte, Praça dos Fundadores.

c)Eu(Clevane Pessoa) "semeando" versos (MUNAP-Sementes de Poesia-13/07)

d)Regina Mello, diretora do Museu Nacional de Poesia, autora do Projeto SEMENTES DE POESIA,lê versos.





"Caríssimos,

Em fevereiro de 2008, quando participei do Verão Arte Contemporânea com o grupo Kaza Vazia, nasceu a idéia do Semente de Poesias (recital ao ar livre) que não pôde ser realizado por causa das chuvas que não paravam de cair. Na época foram realizados outros projetos: o livro aberto de poesias (poemas escritos pelas ruas do Parque), a intervenção na Praça dos Fundadores (destaque em cores sobre as esculturas) e distribuição de Sementes de Poesias (pequenos poemas) pelo Parque.

Esperei passar o tempo das chuvas e voltei ao Parque com mais uma nova idéia, implantar o Espaço Museu Nacional da Poesia - Galeria da Árvore (um museu vivo, itinerante e mutável) que recebeu em sua inauguração a exposição A Poesia das Sombras (minhas fotografias e poema). Depois tivemos a exposição de Iara Abreu com desenhos de gatos, trabalho idealizado em homenagem aos gatos do Parque (tinta sintética sobre lona plástica). Atualmente a Galeria da Árvore apresenta o jovem artista Marcos David (medico, poeta e ator na sua unimultiplicidade), uma exposição belíssima e imperdível para qualquer ser pensante. Strange Fruit provoca-nos profundas reflexões. Marcos expõe formas orgânicas carregadas de delicadeza, expressão e cor. Podemos pensar inúmeras questões, mas também precisamos nos dedicar a olhar, olhar profundamente e com olhar amplificado para esta Strange Fruit que o Parque Municipal tem o prazer de apresentar a seu publico.

Voltando para o Sementes de Poesia: Realizamos o primeiro no dia 18 de maio, dia em que comemoramos o dia internacional de museus, neste ano com o tema: Museus como Agentes de Mudança Social e Desenvolvimento. Já em sua primeira edição contamos com a presença de crianças bastante interessadas. Uma alegria para todos nós que acreditamos que crianças são sementes férteis. O segundo Sementes de Poesias realizado no dia 15 de junho contou com a co-direção da poeta amiga do Munap – France Gripp e também com o apoio de Iara Abreu. O recital recebeu inúmeros poetas e amantes da poesia. Já o terceiro aconteceu no dia 13 de julho se superando com a presença quase maciça das crianças dominando o microfone. Depois de tanto sucesso vem aí na próxima segunda feira, dia 21, às 18h30, o Sementes de Poesia – edição lua cheia, na Praça dos Fundadores, no Parque Municipal Américo Renê Giannetti (Av. Afonso Pena - BH), neste dia aberto excepcionalmente para este evento, uma vez que o Parque não abre nas segundas.

O público interessado em participar pode levar seus poemas próprios ou de poetas favoritos para ler ou declamar. No local haverá um microfone e poemas".

Este evento é uma parceria com a Fundação de Parque Municipais de BH e Museu Nacional da Poesia – Munap e conta com a direção da artista e poeta Regina Mello (diretora do munap).





www.reginamellobr.blogspot.com

Um comentário:

Paloma disse...

Bom dia, Poetisas!!
Sobre os desenhos de gatos, seria interessante manter um diálogo com a Fundação Municipal de Parques. Sei que eles desenvolvem campanhas de adoção dos gatos do parque, que são lindos, mas são muitos.
Quem sabe a arte (os desenhos dos bichanos) vai caminhar junto com uma interessante campanha: de adoção dos bichinhos?
Grande Abraço,
Paloma Goulart